Notícias Internet

Após críticas, Google Chrome adia bloqueio de cookies de terceiros para 2023

Diretor de privacidade Google Chrome compartilhou um novo cronograma para o bloqueio dos cookies de terceiros

Darlan Helder
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O Google decidiu, nesta quinta-feira (24), rever os planos de bloqueio dos cookies de terceiros no Chrome. A empresa comunicou em seu blog que vai fazer a eliminação gradualmente até 2023. Eles informaram que, embora a mudança esteja em “progresso considerável”, é importante ter mais tempo para a equipe atuar num ritmo responsável e discutir soluções corretas.

Google Chrome (Imagem: Nathana Rebouças)

Google Chrome (Imagem: Nathana Rebouças)

A iniciativa Privacy Sandbox foi anunciada em 2019 e o objetivo era concluir o bloqueio até 2022. Os cookies de terceiros são usados para rastrear internautas e outros navegadores concorrentes, tais como Safari e Firefox, já adotaram medidas contra esse tipo de monitoramento. No comunicado, o Google demonstra que o objetivo do adiamento também é estar próximo dos envolvidos, em especial as empresas de publicidade.

Precisamos nos mover em um ritmo responsável. [O adiamento] permitirá tempo suficiente para a discussão pública sobre as soluções certas, o engajamento contínuo com os reguladores e para que os editores e a indústria publicitária migrem seus serviços. Isso é importante para evitar comprometer os modelos de negócios de muitos editores web que suportam conteúdo livremente disponível. O Chrome eliminará gradualmente o suporte para cookies de terceiros durante um período de três meses que terminará no final de 2023.

Vinay Goel, diretor de Engenharia de Privacidade do Chrome

O Google não só quer ouvir os publicitários. Como mostrou o The Verge, pela primeira vez a gigante das buscas tem trabalhado com a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) do Reino Unido para novas soluções contra os cookies de terceiros. De acordo com o portal, a parceria foi uma resposta a uma investigação do próprio CMA sobre a privacidade de usuários no Chrome.

Google Chrome para iPhone (Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Google Chrome no iPhone (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Agora, a empresa compartilhou um novo cronograma de implementação do substituto. Na etapa 1, no final de 2022, o objetivo é ajudar a indústria publicitária e editores a migrarem seus serviços, isso após testes e APIs lançadas no Chrome. Esse processo deve levar nove meses. Já na etapa 2 eles prometem eliminar os cookies de terceiros num período de três meses até o final de 2023. A alternativa da gigante das buscas visa mostrar anúncios mais relevantes sem coletar muitos dados do usuário.

Tecnocast 191 – No cookies for you

O Google quer bloquear completamente os cookies de terceiros no Chrome, agora em 2023. Essa medida afeta não apenas anunciantes e ferramentas de analytics, mas o funcionamento de toda a web. A alternativa proposta é o FLoC. O Tecnocast explicou como ele funciona e quais são as propostas de outras empresas. Ouça agora mesmo:

Com informações: Google e Engadget

Darlan Helder

Ex-autor

Darlan Helder é jornalista e escreve sobre tecnologia desde 2019. Já analisou mais de 200 produtos, de smartphones e TVs a fones de ouvido e lâmpadas inteligentes. Também cobriu eventos de gigantes do setor, como Apple, Samsung, Motorola, LG, Xiaomi, Google, MediaTek, dentre outras. Ganhou menção honrosa no 15º Prêmio SAE de Jornalismo 2021 com a reportagem "Onde estão os carros autônomos que nos prometeram?", publicada no Tecnoblog. 

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque