Netflix está cogitando anúncios no streaming para lançar plano mais barato

Netflix busca alternativas para atrair mais usuários; plataforma perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022

Bruno Gall De Blasi
Por

Netflix busca novas alternativas para atrair mais usuários. Nesta terça-feira (19), o CEO da companhia, Reed Hastings, afirmou que não descarta a possibilidade de lançar um plano mais barato com anúncios. A fala veio junto ao anúncio de que a plataforma perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022.

Netflix pensa em lançar plano mais barato com anúncios (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)
Netflix pensa em lançar plano mais barato com anúncios (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O anúncio aconteceu durante a apresentação dos resultados financeiros. Aos investidores, Hastings lembrou que a empresa sempre se esquivou dos anúncios, ao ponto de lançar alternativas com acesso apenas pelo celular para reduzir custos. Por outro lado, o executivo também disse que considera as escolhas dos consumidores: 

“Quem acompanha a Netflix sabe que sou contra a complexidade da publicidade e grande fã da simplicidade da assinatura”, observou. “Mas por mais que eu seja fã disso, sou um grande fã da escolha do consumidor. E permitir que os consumidores que gostariam de ter um preço mais baixo e são tolerantes à publicidade consigam o que querem, faz muito sentido”.

Apesar da fala, não há previsão de quando o novo plano será lançado. “Isso é algo que estamos analisando agora”, explicou. “Estamos tentando descobrir isso em 2022 ou no ano seguinte”.

Netflix perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre (Imagem: Souvik Banerjee / Unsplash)
Netflix perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre (Imagem: Souvik Banerjee / Unsplash)

Netflix perde assinantes pela primeira vez em dez anos

Os valores da modalidade também não foram revelados. Todavia, espera-se que seja abaixo dos preços atuais, que variam de R$ 25,90 a R$ 55,90 no Brasil. O serviço também ficou mais caro nos Estados Unidos, com mensalidades que ultrapassam plataformas rivais, como Amazon Prime Video, Disney+ e mais.

Mas esta não é a única mudança nos arredores da companhia. Nesta terça-feira (19), a Netflix também informou em uma reunião aos investidores que perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022. Vale observar que esta é a primeira vez em dez anos que a plataforma tem uma queda no número de subscrições. 

Durante a reunião, os executivos explicaram que parte dessa redução está relacionada ao compartilhamento de senhas. Não à toa, a plataforma quer combater a prática para ganhar mais dinheiro com assinantes individuais. A suspensão do serviço na Rússia devido à guerra na Ucrânia também resultou em uma queda de 700 mil usuários.

Com informações: Mashable, TechCrunch (1 e 2) e The Verge

Relacionados

Relacionados