Sony vende 25 milhões de PS5, mas perde assinantes da PS Plus

PS5 continua sofrendo devido à falta de estoque, mas Sony acredita que conseguirá alcançar o número de 18 milhões de consoles vendidos nesse ano fiscal

Ricardo Syozi
Por

A Sony divulgou o relatório fiscal correspondente aos meses de julho, agosto e setembro de 2022. Ela apresentou um aumento de 16% nas vendas consolidadas em comparação ao mesmo período do ano passado. No entanto, os assinantes ativos do serviço PS Plus diminuíram de 47,3 milhões para 45,4 milhões. Mesmo assim, a companhia alcançou a marca de 25 milhões de unidades vendidas do PlayStation 5.

PlayStation 5
PlayStation 5 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Através das informações divulgadas na terça-feira (1) pela empresa japonesa, é possível notar uma melhora nas vendas no segmento de games. Só para ilustrar, a companhia fez 645,4 bilhões de ienes na área no terceiro trimestre de 2021. No mesmo período de 2022, os números subiram para 720,7 bilhões.

Entretanto, a renda operacional na parte que envolve jogos e serviços de rede sofreu uma queda de 49%. Saiu de 82,7 bilhões de ienes para 42,1 bilhões. Essa perda substancial pode ser explicada pela aquisição da Bungie no início do ano, além do aumento nos custos de produção de títulos e no impacto do câmbio externo.

Por outro lado, a Sony comunicou que vendeu 3,3 milhões de consoles PlayStation 5 nesse terceiro trimestre. Sendo assim, a japonesa chegou ao total de 25 milhões de unidades vendidas de seu principal videogame desde o seu lançamento em 2020.

É verdade que esses números não são animadores, pois atrapalham o objetivo de 18 milhões de sistemas enviados até o fim do ano fiscal, que se encerra em março de 2023. Vale lembrar que cerca de 5,7 milhões de PS5 foram vendidos desde abril de 2022.

A empresa espera que as festas de fim de ano tragam frutos importantes para sua meta. Em 2021, o console conseguiu vender 11,5 milhões de unidades.

Slide do relatório fiscal da Sony (Imagem: Divulgação / Sony)
Slide do relatório fiscal da Sony (Imagem: Divulgação / Sony)

PS Plus perde inscritos, mas segmento dá mais dinheiro

Mesmo com o novo sistema de tiers do serviço PlayStation Plus, a companhia japonesa viu uma queda no número de assinantes da plataforma.

No fim do trimestre havia 45,4 milhões de usuário pagantes. Uma diminuição de 4%, já que até junho de 2022, esse número era de 47,3 milhões. A marca acredita que essa perda condiz com um menor engajamento no sistema PS4, algo que ela não previu.

Contudo, a relação de assinantes do PS Plus no PlayStation 5 está ficando cada vez maior do que em seu antecessor. Isso anima a Sony, pois dá a sensação de que a migração entre consoles está se consolidando.

Por fim, a receita de todo o segmento de serviços de rede da empresa aumentou de 100 bilhões para 117 bilhões de ienes.

É possível entender que mesmo sofrendo uma diminuição no número de assinantes, tudo indica que esses usuários estão gastando mais dinheiro com o produto, seja através dos níveis mais caros da assinatura ou na compra de jogos digitais.

PS Plus
A nova PlayStation Plus (Imagem: Divulgação / Sony)

Música e cinema também tiveram alterações

Outros segmentos da companhia viram desempenhos mais empolgantes durante o terceiro trimestre de 2022. A área de música, que engloba streaming, além de produção e publicação de álbuns, teve um novo crescimento. As vendas foram de 271,6 bilhões de ienes em 2021 para 359,3 de bilhões de ienes neste ano.

Já a divisão de filmes viu uma leve diminuição na renda operacional, de 31,6 bilhões para 27,6 bilhões de ienes. A japonesa apontou que a ausência de novas produções em serviços de streaming e a ampliação nos custos de marketing são os principais fatores nessa queda.

Por último, o bloco de entretenimento, serviços e tecnologia viu um acréscimo de 16% nas vendas operacionais. Os motivos são o impacto nas taxas cambiais e o crescimento na procura de câmeras digitais pelo consumidor.

Com informações: The Verge.

Relacionados

Relacionados