Amazon agora tem 540 mil funcionários, o quádruplo da Microsoft

Empresa de Jeff Bezos é a segunda maior empregadora dos Estados Unidos

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 1 semana

A Amazon já era uma empresa gigante, com rápido crescimento no quadro de funcionários, mas ficou ainda maior com a compra da rede de supermercados Whole Foods. A empresa de Jeff Bezos fechou o trimestre com 541.900 empregados no mundo, mais que o quádruplo da força de trabalho da Microsoft. 159.500 se juntaram só nos últimos três meses.

A aquisição da Whole Foods rendeu 87 mil novos funcionários à Amazon, que agora é a segunda maior empregadora americana, estando atrás somente do Walmart, que possui 2,3 milhões de contratados — sendo 1,4 milhão nos Estados Unidos, como mostra o GeekWire.

E como a Amazon se compara com outras empresas de tecnologia? Basicamente, ela é maior que a Microsoft (124 mil), a Alphabet (78 mil), a Apple (80 mil), a Intel (106 mil) e a Oracle (136 mil) somadas em número de funcionários. Ainda caberiam os 17 mil do Facebook na conta. Também é maior que a Samsung (309 mil), aquela pequena empresa com receita equivalente a 17% do PIB da Coreia do Sul.

Em 2008, a Amazon tinha 20 mil funcionários; o número passou para 81 mil em 2012 e não deve parar de aumentar tão cedo: a empresa diz que continua contratando profissionais especialmente nas áreas de tecnologia e vendas, e deve receber 50 mil novas pessoas em sua segunda sede nos Estados Unidos.

Receba mais sobre Amazon na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Relacionados