BlackBerry morre de novo: parceria com TCL chega ao fim

TCL não vai mais fabricar celulares Android com marca BlackBerry

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos
BlackBerry Motion
BlackBerry Motion

Se havia alguma chance de um BlackBerry com Android ser lançado neste ano, agora, só com um milagre: a TCL Communication, que vinha respondendo por alguns aparelhos da marca desde o final de 2016, desistiu de continuar com a parceria.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (3), a TCL comunica que, a partir de 31 de agosto, não venderá mais nenhum aparelho com o selo BlackBerry. Após a data, a companhia também perderá o direito de projetar ou fabricar dispositivos móveis baseados na marca. É o fim de uma parceria que teve início em dezembro de 2016, mas não foi das mais produtivas.

Por algum tempo, a BlackBerry foi líder no segmento de celulares para uso corporativo. Porém, com a chegada do iPhone e o avanço do Android, a companhia perdeu espaço progressivamente, até que, em 2016, se viu forçada a abandonar esse mercado.

Com a decisão, a BlackBerry (outrora, RIM) passou a se dedicar ao fornecimento de softwares para comunicação e segurança, sobretudo para ambientes corporativos. Ao mesmo tempo, a companhia decidiu licenciar a sua marca para fabricantes dispostos a lançar aparelhos com o selo BlackBerry.

Foi aí que a chinesa TCL apareceu. Após o acordo de licenciamento, a companhia lançou alguns smartphones BlackBerry que rodam Android, como o modelo com teclado físico BlackBerry KeyOne, o BlackBerry Motion, o BlackBerry Key2 e, como último produto, o BlackBerry Key2 LE, anunciado em agosto de 2018.

BlackBerry Key2

BlackBerry Key2

Nenhum desses aparelhos registrou vendas expressivas e, entre usuários que tiveram acesso a eles, houve um número considerável de críticas negativas. A TCL já havia deixado claro que pretende se focar em celulares com a sua própria marca, mas é provável que os mencionados fatores é que tenham pesado para o fim da parceria com a BlackBerry.

Isso significa que a BlackBerry morreu de novo, pelo menos no universo dos celulares. Pode ser que a empresa consiga um novo acordo de licenciamento com outro fabricante, mas não vai ser tarefa fácil: o fracasso da parceria com a TCL é uma prova forte de que a marca não tem o apelo de antes.

Para quem comprou um celular BlackBerry da TCL, a companhia promete suporte até 31 de agosto de 2022.

Com informações: TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados