Dólar Apple de R$ 13 é prenúncio de iPhones ainda mais caros

Novo iPad Pro, iMac colorido, Apple TV 4K e AirTag têm taxa de conversão de R$ 13 no Brasil; iPhone 12 roxo usa dólar Apple de R$ 10

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
iPhone 12 Mini, 12, 12 Pro e Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)
iPhone 12 Mini, 12, 12 Pro e Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)

Escondido entre os anúncios do novo iPad Pro, iMac colorido, Apple TV 4K e AirTag, ficou um detalhe preocupante para os brasileiros: de acordo com um levantamento do Tecnoblog, o “dólar Apple” nesses produtos – taxa de conversão usada pela empresa em relação aos preços dos EUA – está em R$ 13. Isso indica que o iPhone 13 deste ano deve custar ainda mais caro que seu antecessor.

Reunimos 15 modelos dos produtos anunciados pela Apple nesta semana, incluindo versões de 128 GB e 2 TB do iPad Pro, kit com quatro AirTags, e variantes do iMac colorido. Comparando os preços cobrados nos EUA com o que será praticado no Brasil, a taxa média de conversão é de exatos R$ 13,00.

Enquanto isso, o iPhone 12 Mini e 12 padrão na nova cor roxa mantêm os preços praticados antes, de R$ 6.999 e R$ 7.999. Nos EUA, eles custam US$ 699 e US$ 799, levando a um dólar Apple de R$ 10.

No entanto, futuros iPhones podem adotar a taxa de conversão de R$ 13. Vale lembrar que, no ano passado, o “dólar Apple” sofreu reajuste: a empresa aumentou os preços do iPhone SE, XR e 11 e lançou o iPhone 12 mais caro do mundo no Brasil.

Por que dólar Apple está em R$ 13?

Alta do dólar frente ao real ao longo dos anos (Imagem: Reprodução / TradingView)

Alta do dólar frente ao real ao longo dos anos (Imagem: Reprodução / TradingView)

Por que a Apple cobra tão caro por seus produtos no Brasil? Um dos motivos é a própria cotação do dólar, que girava em torno de R$ 4 até 2019 e saltou para oscilar em torno dos R$ 5,50.

Isso afeta os custos de importação, tanto das peças para montagem local (caso do iPhone 11, XR e novo SE) como dos aparelhos fabricados no exterior. O imposto de importação, que pode chegar a 60%, também tem seu peso.

Além disso, este é um efeito do posicionamento de marca. No Brasil, produtos da Apple são vistos como símbolo de status, então há pessoas o bastante que estão dispostas a pagarem um valor mais alto. Caso contrário, a empresa já teria reduzido preços ou desistido de vender oficialmente por aqui. Em vez disso, o iPhone costuma ocupar o 5º lugar em vendas de smartphones no país.

Preços do iMac colorido, iPad Pro e rastreador AirTag

Evento da Apple teve lançamento de iMac colorido, AirTags, iPhone roxo e mais (Imagem: Reprodução/Apple)

Evento da Apple teve lançamento de iMac colorido, AirTags, iPhone roxo e mais (Imagem: Reprodução/Apple)

O Tecnoblog reuniu abaixo o preço – no Brasil e nos EUA – dos principais produtos revelados no evento Spring Loaded, com seu respectivo “dólar Apple”.

Produto Modelo Preço no Brasil Preço nos EUA Dólar Apple
AirTag pacote com 1 R$ 369 US$ 29 R$ 12,72
pacote com 4 R$ 1.249 US$ 99 R$ 12,62
Apple TV 4K 32 GB R$ 2.399 US$ 179 R$ 13,40
64 GB R$ 2.599 US$ 199 R$ 13,06
iPad Pro de 11 polegadas Wi-Fi de 128 GB R$ 10.799 US$ 799 R$ 13,52
Wi-Fi + Cellular de 2 TB R$ 25.999 US$ 2.099 R$ 12,39
iPad Pro de 12,9 polegadas Wi-Fi de 128 GB R$ 14.799 US$ 1.099 R$ 13,47
Wi-Fi + Cellular de 2 TB R$ 29.999 US$ 2.399 R$ 12,50
iMac 256 GB sem portas USB 3 R$ 17.599 US$ 1.299 R$ 13,55
256 GB com portas USB 3 R$ 20.099 US$ 1.499 R$ 13,41
512 GB com portas USB 3 R$ 22.599 US$ 1.699 R$ 13,30

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados