EHang 184

Nas ruas, carros elétricos autônomos. No ar, táxis aéreos não tripulados. Pelo jeito, o futuro vai mesmo ser cheio desses veículos: depois de a Airbus realizar o primeiro voo do seu VTOL (sigla em inglês para veículo que aterrissa e decola verticalmente), a EHang divulgou imagens da sua aeronave autônoma transportando gente.

O EHang 184, como é chamado, foi apresentado oficialmente na CES 2016. Na ocasião, a EHang explicou que já havia feito mais de 100 voos com a aeronave, mas só nos últimos meses é que testes com passageiros no seu interior passaram a ser realizados: cerca de 40 pessoas já voaram com o EHang 184 em mais de mil testes, de acordo com a companhia.

A aeronave transporta apenas uma pessoa. Há uma tela à frente do passageiro, mas ela serve, basicamente, para dar informações sobre o voo e acesso a algumas configurações, como temperatura interna e iluminação.

Não haverá botões, alavancas ou qualquer outro tipo de controle para pilotagem na versão final. O EHang 184 está sendo preparado para voar de maneira totalmente autônoma, devendo inclusive desviar de obstáculos sozinho. Em caso de emergência, um piloto assumirá o controle da aeronave a partir de uma base remota. Aliás, por segurança, os testes com passageiros foram feitos com controle de pilotos humanos.

Mas há flexibilidade para variações. A EHang estuda disponibilizar uma versão da aeronave com controles manuais para que passageiros com experiência em pilotagem tenham a opção de assumir o controle, a exemplo do protótipo exibido no vídeo — pode ter certeza que muita gente vai aderir à ideia pelo simples prazer de pilotar. Um modelo para duas pessoas também está sendo testado.

No atual estágio, o EHang 184 atinge alturas de até 500 m, tem velocidade máxima de 100 km/h (apesar de ter atingido 130 km/h em um teste recente), transporta cerca de 100 kg (mas transportou 230 kg em outro teste) e consegue voar por até 25 minutos. É uma aeronave para transporte urbano de curto alcance.

Protótipo do EHang 184 com mais pares de hélices
Protótipo do EHang 184 com mais pares de hélices

Bom, o plano da EHang é justamente o de disponibilizar frotas do EHang 184 em grandes cidades para interligar pontos determinados previamente. Assim, o usuário só precisará indicar na tela da aeronave os pontos de origem e destino para realizar o voo. Vai ser uma opção (mais cara, naturalmente) para quem quer escapar do trânsito ou chegar mais rápido aos compromissos.

Soa utópico, mas o próprio EHang 184 foi visto com ceticismo durante a CES 2016 e, no entanto, o projeto continua evoluindo, embora ainda haja muito trabalho pela frente. O problema é que a ideia de disponibilizar táxis aéreos autônomos não depende só da companhia: as cidades deverão estar adequadas para esse tipo de transporte e, certamente, isso vai levar muito mais tempo.

Com informações: The Verge.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados