Apesar de antigo (foi liberado em 1999), o protocolo HTTP 1.1 é utilizado pela maioria absoluta dos sites até hoje. O Google quer incentivar a adoção de uma versão mais segura. Para tanto, a companhia anunciou que o Chrome terá suporte ao HTTP/2 nas próximas semanas.

O HTTP é o protocolo que serve como base para que o navegador acesse páginas na web. O problema da versão 1.1 é que a sua “idade avançada” a tornar mais suscetível a falhas de segurança e, muitas vezes, pode comprometer o desempenho de serviços online que utilizam recursos mais modernos.

Para contornar as limitações do HTTP 1.1, em 2009, o Google começou a desenvolver o SPDY (o nome é uma forma abreviada da palavra “speedy”). Como parte de seus atributos, este protocolo obriga o estabelecimento de conexões seguras e utiliza técnicas de compressão para agilizar a comunicação.

Como o HTTP/2 reúne grande parte das características do SPDY, o Google decidiu descontinuar este último. O Chrome deixará de suportar o SPDY no início de 2016. Até lá, o navegador já terá suporte pleno ao novo protocolo. O mesmo é esperado dos demais browsers.

De fato, o HTTPbis, grupo de trabalho responsável pelo HTTP/2, baseou muitas das funções do novo protocolo no SPDY. Assim, não faz mesmo sentido o Google manter suporte a ambos.

Só não dá para esperar uma adoção massiva e imediata do HTTP/2 porque o protocolo segue em fase de padronização (ainda que avançada), um processo longo e trabalhoso. Mas os esforços valem a pena: além de mais segura, a nova versão será muito mais condizente com o que acontece na internet atualmente, otimizando os acessos a partir de dispositivos móveis, por exemplo.

Entre os principais recursos do HTTP/2 estão ativação obrigatória do GZIP, cabeçalhos comprimidos, requisições e respostas paralelas na mesma conexão (o HTTP 1.1 obriga o uso de várias conexões ao mesmo tempo para atender a demandas simultâneas), priorização das solicitações mais importantes e a função server-push, que agiliza a conexão enviando ao navegador recursos que ainda não foram, mas serão solicitados.

O documento que descreve todas as características atuais do HTTP/2 está disponível aqui.

Receba mais sobre HTTP/2 na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados