LinkedIn vai te ajudar a mandar mensagem para os recrutadores

Plataforma vai oferecer ajuda de inteligência artificial para redigir mensagens; inovação foi recebida com opiniões diversas

Ricardo Syozi
Por
Vagas de emprego (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
LinkedIn (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O LinkedIn anunciou um novo recurso que integrará a inteligência artificial à rede social de cunho profissional. A novidade vai permitir que o candidato a uma vaga de emprego use o robô para gerar mensagens personalizadas para os recrutadores. Essa seria uma maneira de dar uma força para quem tem dificuldades em se apresentar ou dar aquele primeiro passo. Porém, ela será exclusiva para assinantes do Premium.

A incorporação da tecnologia de robôs para gerar textos não é algo inédito na plataforma. Em março, por exemplo, o LinkedIn anunciou que vai usar IA para você saber o que escrever no seu perfil. Dessa forma, não é surpresa que a empresa quer dar continuidade aos testes na rede social.

Segundo a publicação de Ora Levit, Diretora Sênior e Chefe de Crescimento no LinkedIn Premium:

Ao procurar um emprego, o contato personalizado com um gerente de contratação faz uma diferença real, mas muitos de nós achamos difícil começar essa nota por escrito. Para resolver o problema da página em branco e ajudar todos a dar o melhor passo, vamos introduzir sugestões por inteligência artificial.

A ferramenta permitirá que você crie uma mensagem por texto completa para o recrutador ou gerente de uma companhia. Bastará clicar no botão e aguardar alguns segundos. O robô pegará informações de seu perfil, como experiência profissional e habilidades. Contudo, o LinkedIn sugere que você revise e personalize o conteúdo antes de enviar.

Vale apontar que a novidade ainda está em fase de testes e é exclusiva dos assinantes da versão Premium da plataforma. Se você for novo na rede social, pode ser uma boa aprender como usar o LinkedIn antes de se comprometer a qualquer assinatura.

LinkedIn inteligência artificial
Como funciona a IA para mensagens na plataforma (Imagem: Divulgação / LinkedIn)

Nem todo mundo gostou da novidade

A postagem de Ora Levit foi publicada com bastante otimismo, mas as respostas não surgiram com o mesmo nível de empolgação.

Questionamentos vieram em seguida, com usuários sugerindo que as mensagens geradas por IA exigissem algum tipo de edição por parte do candidato para poderem ser enviadas. Outra pessoa apontou que a maioria dos textos dos recrutadores já são “sem alma”, o que faria com que a nota feita por robôs criasse uma conversa inútil entre as partes.

LinkedIn
Questionamento de um usuário (Imagem: Reprodução / LinkedIn)

Em meio a aplausos e vaias, um usuário perguntou se a pessoa que receber o conteúdo gerado por inteligência artificial será notificado do fato, mas ainda não obteve resposta. Ao que tudo indica, o LinkedIn ainda tem muito a testar com a tecnologia.

Você usaria a IA para gerar mensagens aos recrutadores?

Com informações: TechRadar.

Relacionados