Microsoft pode comprar Discord por mais de US$ 10 bi

Rumores da venda do Discord ganharam força nos últimos dias e Microsoft aparece como potencial compradora

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
App do Discord no iPhone (Imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)
App do Discord no iPhone (imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)

Nos últimos dias, rumores de que o Discord está à procura de um comprador ganharam força. Na esteira desses burburinhos, a Bloomberg revelou, na segunda-feira (22), que a Microsoft tem grande interesse pelo serviço e estaria disposta a desembolsar mais de US$ 10 bilhões pelo negócio.

Tanto quanto a possibilidade de venda do Discord, o que causa surpresa nessa história é o valor que a Microsoft poderia pagar. Será mesmo que a plataforma vale mais de US$ 10 bilhões?

Em bom momento o Discord está. Em dezembro de 2020, o serviço obteve US$ 140 milhões em investimentos e, naquela época, já tinha valor de mercado estimado em US$ 7 bilhões.

Hoje, a plataforma registra mais de 140 milhões de usuários ativos por mês no mundo todo. Parte desse sucesso está no fato de o Discord ter deixado de ser apenas uma ferramenta de comunicação entre jogadores para abrigar grupos que abordam os mais diversos temas. Até empresas têm adotado a plataforma para chat, reuniões online e troca de informações entre funcionários.

Mas, provavelmente, é a vertente gamer do Discord — a mais forte — que mais atrai a Microsoft, afinal, a companhia já tem uma plataforma de comunicação corporativa: o Microsoft Teams. A compra do Discord poderia reforçar o leque de serviços do ecossistema do Xbox, por exemplo.

Pena que nenhuma das partes quis comentar o assunto. Fala-se, porém, que a Microsoft não é a única pretendente. Epic Games e Amazon estariam entre as companhias que também podem apresentar ou já apresentaram propostas de aquisição do Discord.

Também existe a possibilidade de a plataforma seguir independente, mas estrear na bolsa de valores. No entanto, como o Discord é um serviço relativamente novo e ainda não tem uma base financeira estável, as chances de aquisição por uma grande empresa não são vistas como pequenas.

Com informações: Bloomberg, VentureBeat.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados