Polícia apreende 4,5 mil unidades de TV Box para IPTV pirata em SP

Operação da Polícia Civil apreendeu milhares de aparelhos de TV por assinatura clandestinos no centro de São Paulo

Lucas Braga
Por
• Atualizado há 2 anos
Aparelhos apreendidos. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma nova etapa da Operação Curto-Circuito apreendeu, na última semana, mais de 2 mil aparelhos para decodificar ilegalmente o serviço de TV paga. A ação da Polícia Civil de São Paulo, que conta com apoio da prefeitura da capital, já recolheu 4.564 equipamentos TV Box desde janeiro de 2020.

A operação da última semana apreendeu equipamentos no Bom Retiro, região central de São Paulo: a polícia interceptou um caminhão que estava fazendo o transporte dos objetos ilícitos. O motorista e o ajudante foram detidos, e os receptores de TV foram encaminhados para perícia.

Normalmente, os equipamentos TV Box utilizam sistema operacional Android. Eles também servem para streaming de serviços legítimos como Netflix e YouTube; no entanto, a maioria dos pontos de venda se aproveitam de modelos com aplicativos já embarcados para funcionar com listas de IPTV pirata, ou com aplicativos que acessam ilegalmente as transmissões de canais pagos.

Como aponta o TeleSíntese, as operações foram feitas em pontos tradicionais de comércio de eletrônicos, como as ruas Santa Ifigênia, 25 de Março e Avenida Rudge. Os envolvidos responderão por crime previsto na Lei de Serviços de Telecomunicações.

Serviço pirata mira na TV paga

O setor de TV paga vem perdendo assinantes, devido às mensalidades caras, programação linear desinteressante e alto número de comerciais. Muitos têm trocado o serviço por plataformas de streaming ou pelo IPTV pirata.

Alguns equipamentos já desbloqueiam o sinal de fábrica e custam em torno de R$ 800, enquanto modelos TV Box mais baratos chegam a custar menos de R$ 200, mas exigem a contratação de uma “lista” de canais com pagamento mensal, trimestral, semestral ou anual.

Dados de março de 2020 apontam a existência de 15,4 milhões de acessos de TV paga; é o menor número desde setembro de 2012. O setor já acumulou 19,8 milhões de acessos em abril de 2016, e desde então decresce a cada mês.

Com informações: Polícia Civil de São Paulo.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lucas Braga

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Canal Exclusivo

Relacionados