Spotify chega a 87 milhões de assinantes e reduz prejuízo

Número de assinantes do Spotify Premium cresceu 40% em um ano graças aos planos Familiar e para Universitários

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Novo Spotify Premium

O Spotify teve boas notícias para compartilhar. No terceiro trimestre, o número de assinantes do Premium cresceu para 87 milhões; no total, são 191 milhões de pessoas no serviço, incluindo aí o plano gratuito. A empresa também reduziu o prejuízo.

É importante conseguir lucro em algum momento, para agradar os investidores na bolsa de valores e simplesmente para continuar existindo. O prejuízo operacional foi de € 6 milhões no terceiro trimestre, contra perdas de € 73 milhões no mesmo período do ano passado.

A base de usuários cresceu 28% em um ano, puxada pela América Latina. E o número de assinantes no serviço pago — que basicamente sustenta o Spotify — cresceu ainda mais nesse período, em 40%. Isso é graças aos planos Premium Familiar e Premium para Universitários: eles têm “retenção forte”, ou seja, menos cancelamentos.

O Spotify está fazendo diversas parcerias para conseguir assinantes. Nos EUA, universitários podem adquiri-lo junto ao Hulu e Showtime por US$ 4,99 mensais. No Reino Unido, a operadora Sky permitirá pagar pelo serviço na conta de TV por assinatura. Além disso, a Samsung vai integrar o streaming de música em seus celulares.

Spotify melhora interface para usuários gratuitos

Mas o Spotify continua de olho nos usuários gratuitos. Este ano, a empresa apresentou uma interface melhorada com playlists personalizadas e modo de economia de dados. “Esperamos que isso leve a melhoras no engajamento e retenção”, ela explica em comunicado. Os apps para clientes Premium também ganharam um redesign.

A receita com usuários Premium foi de € 1,15 bilhão no terceiro trimestre. Enquanto isso, usuários do plano gratuito renderam apenas € 123 milhões — trata-se do faturamento com anúncios.

O Spotify lançou recentemente uma solução para ajudar artistas independentes a divulgarem seu trabalho. A ideia é aumentar margens de lucro ao dispensar o intermédio das grandes gravadoras. Mais de 67 mil músicos e pequenas gravadoras enviaram conteúdo desde então.

No quarto trimestre, o serviço de streaming espera ultrapassar a marca de 200 milhões de usuários, e pode enfim ter lucro — sua previsão está entre ganhos de € 15 milhões e perdas de € 35 milhões.

Com informações: Spotify.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados