Twitter cria divisão cripto para tirar planos de descentralização do papel

Twitter anuncia nova divisão de blockchain e criptomoedas; Twitter Crypto já tem líder e deve explorar como essa tecnologia pode apoiar criadores

Bruno Ignacio
Por
• Atualizado há 2 anos e 6 meses
App do Twitter

Entrando de cabeça no mundo descentralizado, o Twitter está construindo uma nova divisão dedicada a todos os assuntos que envolvem blockchain na plataforma. Batizado de “Twitter Crypto”, o grupo será liderado pela recém-contratada engenheira de software Tess Rinearson, cuja missão será definir a estratégia para o futuro das criptomoedas na rede social.

A companhia de Jack Dorsey revelou a criação de seu novo time cripto nesta última quarta-feira (10). Em comunicado, o Twitter explicou que pretende explorar como pode apoiar o crescente interesse de criadores de conteúdo na plataforma por aplicativos descentralizados, ativos digitais e criptomoedas.

Em um tweet, Rinearson também esclareceu que a companhia pretende explorar como as ideias e propostas da comunidade cripto pode ajudar o Twitter a reformular as possibilidades envolvendo identidade, interação, propriedade e “muito mais”. Segundo a engenheira de software, a nova divisão Twitter Crypto trabalharia em “estreita colaboração” com a Bluesky, o projeto de rede social descentralizada da empresa.

Essencialmente, algo descentralizado opera sem uma empresa, governo ou qualquer entidade no centro de sua administração. Ainda é incerto sobre como funcionaria uma rede social descentralizada que o Twitter e seu ambicioso projeto Bluesky querem tirar do papel, mas sabemos que a tecnologia blockchain é o que vai permitir que a ideia saia do papel.

Em comunicado, a companhia afirmou que Rinearson vai trabalhar com o diretor de tecnologia do Twitter Parag Agrawal. Os dois executivos e o time que ainda está sendo formado devem concretizar os sonhos de descentralização anunciados em 2019. No entanto, nenhum exemplo prático de aplicação da tecnologia blockchain e das criptomoedas na rede social foi citado até o momento, então permanecemos imaginando as infinitas possibilidades.

O Twitter e seus planos de descentralização

Jack Dorsey, CEO do Twitter (Imagem: JD Lasica/Flickr)
Jack Dorsey, CEO do Twitter, é um grande apoiador das criptomoedas (Imagem: JD Lasica/ Flickr)

O Twitter já vinha implementando umas e testando outras integrações com o universo cripto em sua plataforma. O principal exemplo são as gorjetas em bitcoin (BTC), anunciadas em setembro para permitir que criadores recebessem na criptomoeda através do “Tip Jar”.

Além disso, o Twitter também anunciou na mesma época que estava explorando mais possibilidades de pagamentos com moedas digitais na rede social, com destaque para possíveis Spaces pagos com elas. Segundo a empresa, esses projetos de integração beneficiam a inclusão de “pessoas que não querem ou podem aceitar moedas tradicionais” em transações internacionais.

Vale lembrar que o CEO do Twitter, Jack Dorsey, é um grande apoiador e entusiasta das criptomoedas e tecnologia blockchain. Ele também é o líder da empresa de serviços financeiros Square, que em julho deste ano abriu uma nova divisão exclusivamente para lidar com assuntos relacionados ao bitcoin.

Com informações: Techcrunch

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Ignacio

Bruno Ignacio

Ex-autor

Bruno Ignacio é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cobre tecnologia desde 2018 e se especializou na cobertura de criptomoedas e blockchain, após fazer um curso no MIT sobre o assunto. Passou pelo jornal japonês The Asahi Shimbun, onde cobriu política, economia e grandes eventos na América Latina. No Tecnoblog, foi autor entre 2021 e 2022. Já escreveu para o Portal do Bitcoin e nas horas vagas está maratonando Star Wars ou jogando Genshin Impact.

Canal Exclusivo

Relacionados