WhatsApp está banindo grupos com nomes suspeitos, dizem usuários

Os relatos indicam que, mesmo sem nenhum conteúdo ilegal nos grupos, os participantes foram penalizados pelo aplicativo

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
whatsapp na tela

Mesmo sem ter acesso às mensagens por conta de criptografia de ponta a ponta, o WhatsApp consegue fiscalizar os grupos e removê-los, caso necessário. E alguns usuários do aplicativo afirmam que foram banidos simplesmente por participarem de grupos com nomes suspeitos.

O primeiro relato foi publicado há cerca de um mês no Reddit. Segundo o usuário, um dos participantes mudou o nome do grupo de colegas da faculdade para algo ilegal, o que levou ao banimento de todos os que participavam da conversa.

Ele afirma ter entrado em contato com o WhatsApp e recebido somente mensagens de que teria violado os termos de uso do aplicativo. Depois de uma semana e sem qualquer motivo aparente, sua conta teria sido restaurada.

Em resposta, outro usuário disse ter passado por uma situação parecida depois de uma pessoa mudar o nome do grupo da escola, que contava com cerca de 100 participantes. Após a alteração, eles foram penalizados pelo aplicativo.

Um terceiro usuário afirmou na quinta-feira (7) que uma brincadeira de seu amigo causou o banimento de todos os usuários de um grupo que eles participavam. Ele também alterou o nome do grupo para algo ilegal, o que teria causado a exclusão das contas.

Com a decisão, eles teriam sido obrigados a mudar o número de telefone para criar outra conta. Segundo o WABetaInfo, a medida parece afetar principalmente os grupos que tenham nome suspeito e que sejam muito antigos ou contem com muitos participantes.

Ainda de acordo com o site, o WhatsApp deve banir os grupos por meio dos metadados. Isso porque as mensagens e as ligações são criptografadas de ponta a ponta e não podem ser acessadas por quem não está na conversa.

Por meio dos metadados, o aplicativo conseguiria informações como nome, descrição e data de criação do grupo. A iniciativa do WhatsApp tem um bom propósito, o de evitar o uso do serviço para a prática de crimes.

No entanto, nem sempre os usuários suspeitos estão, de fato, cometendo atos impróprios. Além disso, o procedimento atual permite que, pelos mais diversos motivos, um único usuário seja capaz de mudar o nome do grupo e banir as contas de todos os seus participantes.

Procurado pelo Tecnoblog, o WhatsApp explicou que “conta com sistemas avançados de machine learning para detectar contas que violam as diretrizes do app e se vale de todas as informações não criptografadas disponíveis, incluindo relatórios de usuários para detectar e prevenir abusos”.

A empresa também afirmou que o banimento da conta é a penalidade por comportamento abusivo e que oferece a opção de limitar aos administradores a capacidade de renomear grupos.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados