Spotify Alarm: como colocar músicas no seu despertador

Cansado do despertador padronizado do celular? Veja como é fácil configurar o Spotify alarm

Vivi Werneck
Por

Quem nunca personalizou o próprio toque do relógio despertador do celular? A diferença é que agora é possível escolher uma música do Spotify como alarme, ao invés de baixá-la de outros sites. O procedimento é bem simples, mas restrito apenas a smartphones Android e ainda está indisponível no iPhone. Veja como fazer a seguir.

Spotify

1. Primeiro será necessário fazer o download e instalar o app “Relógio”. Geralmente, ele já é nativo em smartphones Android;

2. Agora abra o aplicativo “Relógio” e, na aba “Alarme”, toque em algum alarme já salvo ou crie um novo;

3. Com o alarme selecionado, toque no símbolo de sino e, depois, em Spotify.

Importante: para adicionar músicas do serviço de streaming ao seu alarme, é necessário que seu app esteja no modo online;

spotify alarm / Reprodução

4. Toque em “Conectar” e dê permissão para o app se conectar ao seu relógio;

5. Com o Spotify já sincronizado, algumas playlists aparecerão para sua escolha. É possível escolher alguma das sugestões ou buscar por outras;

spotify alarm / Reprodução

6. Assim que selecionar uma música, automaticamente uma prévia começará a tocar. Você pode aproveitar e ajustar o volume do alarme. Em seguida, é só confirmar a escolha, tocando novamente sobre a melodia. A marca azul, ao lado do nome da música, indica que ela já está configurada no alarme;

spotify alarm / Reprodução

7. Agora volte até a aba “Alarme” para definir a hora do despertador, vibração e etc, caso ainda não tenha o feito.

Dica: quando o alarme tocar, você pode colocá-lo em soneca ou desativá-lo. Também é possível continuar ouvindo a música, tocando em “Continuar”;

spotify alarm / Reprodução

Pronto! Caso queira alterar o alarme do Spotify, basta ir até a aba Alarme, tocar no logotipo do Spotify e, na janela que abrir, selecionar uma nova música.

Vivi Werneck

Editora-Assistente

Vivi Werneck é especialista em games e trabalha no mundo tech há 15 anos. Em 2018, recebeu o Prêmio Comunique-se como melhor jornalista de tecnologia. Já escreveu para revistas de games pioneiras no Brasil, como EDGE, PlayStation Brasil e EGW. Também é veterana em eventos de jogos, como a BGS e E3 (inclusive, presencialmente). Hoje, ela é editora-assistente no Tecnoblog, editora no Meio Bit e apresenta o Hit Kill.

Relacionados

Relacionados