Travis Kalanick

Ações da Uber caem 7% em estreia na bolsa de valores

10/05 às 17h32 por

A Uber está começando uma nova fase nesta sexta-feira (10): suas ações enfim estrearam na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York), permitindo à empresa arrecadar um total de US$ 8,1 bilhões no mercado financeiro. Ela vem se expandindo para além de carros, mas ainda não atingiu a lucratividade. Este foi um dos maiores IPOs de tecnologia; no entanto, as ações estão operando em baixa de 7%. STF decide que cidades não podem proibir serviços como Uber e 99

Uber vende 20% da empresa para conglomerado japonês

29/12/2017 às 11h24 por

Você já ouviu falar por aqui sobre a SoftBank. Este conglomerado japonês é dono da ARM, dos robôs da Boston Dynamics, e acionista da 99 (antes 99Taxis). Agora, eles detêm uma boa quantidade de ações do Uber. Segundo o Wall Street Journal, a SoftBank

Uber recebe investimento de US$ 10 bilhões e limita poder do ex-CEO

13/11/2017 às 11h30 por

O Uber vem passando por um ano turbulento, após diversas acusações de assédio e mudanças no alto escalão. Desta vez, a empresa enfim tem uma boa notícia: ela vai receber um investimento de US$ 10 bilhões para deixá-la ainda mais forte contra a concorrência. O dinheiro vem de um grupo de investidores, em especial a japonesa SoftBank. Ela é dona da ARM, dos robôs da

Ex-CEO do Uber rebate processo e diz que sofreu um “ataque público e pessoal”

18/08/2017 às 13h18 por

Travis Kalanick não está mais à frente do Uber, mas ainda continua se envolvendo em problemas por lá. O mais recente é um processo por má gestão movido pela Benchmark Capital, grupo de investimentos que detém 13% das ações da companhia. Mas, para o ex-CEO, as acusações não têm fundamento: trata-se de um "ataque público e pessoal". Para recapitular, a Benchmark foi favorável à decisão que fez o conselho de adminis

Um dos grandes investidores do Uber está processando o ex-CEO por fraude

11/08/2017 às 10h30 por

O próximo capítulo da fase ruim do Uber envolve um de seus grandes investidores: a Benchmark Capital, empresa de capital de risco que detém 13% das ações do serviço de transporte e 20% do poder de voto. O grupo está processando o ex-CEO Travis Kalanick, que renunciou em junho, por má gestão durante o período em que chefiou a startup. Como informa o Axios, a

Mais de mil funcionários do Uber fazem abaixo-assinado para CEO voltar

23/06/2017 às 13h47 por

A fase conturbada do Uber tem tantos capítulos que parece uma série de TV. No mais recente, um grupo de funcionários decidiu fazer um abaixo-assinado para trazer Travis Kalanick — agora ex-CEO do Uber — de volta à companhia. Não é pouca gente, não: mais de mil funcionários apoiam a petição. Kalanick anunciou seu afastamento do cargo por tempo indeterminado na semana passada. Em carta direcionada aos funcionários da empresa, o executivo explicou que a sua decisão tinha motivações pessoais: ele perd

CEO do Uber renuncia após pressão de investidores

21/06/2017 às 09h23 por

Travis Kalanick não é mais CEO do Uber. Uma semana depois de anunciar seu afastamento por tempo indeterminado alegando motivos pessoais, o executivo renunciou ao cargo mais alto da empresa. A informação é do New York Times, que afirma que a decisão foi tomada após pressões de um grupo de investidores da startup de US$ 69 bilhões.

CEO do Uber se afasta do cargo por tempo indeterminado

13/06/2017 às 16h39 por

Vivendo uma crise sem precedentes, o Uber viu tantos executivos pedirem demissão e outros tantos funcionários serem demitidos nos últimos meses que uma pergunta ficou no ar: quando o nome mais forte da companhia cairá? Pois bem, esse dia chegou. Nesta terça-feira (13), Travis Kalanick anunciou o seu afastamento do cargo de CEO do Uber por tempo indeterminado.Ainda que a queda do executivo não resolva a fase conturbada do Uber, a notícia pode trazer algum alívio para investidores e o mercado. Kalanick esteve envolvido em várias polêmicas que fizeram o Uber ceder a imagem de e

Uber usava software chamado “Hell” para espionar concorrente

13/04/2017 às 13h01 por

"Hell" talvez seja uma ótima palavra para expressar a fase conturbada do Uber, mas não é: esse é o nome de um software interno que a companhia criou para espionar o seu principal rival nos Estados Unidos, o Lyft. Sim, estamos diante de mais uma polêmica envolvendo a empresa que, até pouco tempo atrás, era sinônimo de disrupção. Como mSpy é usado para espionar celulares (livre-se dele) Como saber se seu

Escândalos fazem presidente do Uber pedir demissão

20/03/2017 às 10h21 por

As polêmicas dos últimos meses têm feito vários nomes de peso dentro do Uber deixarem a companhia. O desligamento mais recente aconteceu no domingo (19): depois de seis meses no cargo, Jeff Jones não é mais presidente da empresa. O até então número dois do Uber — Jones se reportava apenas ao CEO Travis Kalanick — assumiu a função em setembro de 2016 trazendo consigo a experiência acumulada como líder de marketing da Target, uma das redes varejistas mais conhecidas dos Estados Unidos.

Uber criou versão falsa do serviço para despistar autoridades

06/03/2017 às 11h30 por

Que fase nebulosa o Uber está enfrentando, não? E parece não ter fim: uma semana após a publicação do vídeo que mostra o seu CEO discutindo com um motorista que reclamava das condições do serviço, surge a notícia de que a empresa utiliza há tempos uma espécie de app falso para escapar da ação de autoridades e, assim, evitar multas, apreensões e outras complicações. A informação vem do

CEO do Uber discute com motorista do UberBlack e põe a empresa em mais uma polêmica

01/03/2017 às 16h21 por

Travis Kalanick é CEO do Uber e, sem surpresa, usuário regular do serviço. O que ele não esperava é que uma de suas várias corridas fosse se juntar à coleção de polêmicas envolvendo a empresa: no começo de fevereiro, o executivo foi flagrado batendo boca com um motorista do UberBlack que reclamava da baixa remuneração da modalidade. A conversa terminou em um tom nada amigável.