Início » Celular e tablet » Algumas considerações finais sobre o Windows Phone

Algumas considerações finais sobre o Windows Phone

Encerra-se agora o canal especial Abrindo Janelas. Até a próxima!

Por
2 anos atrás

Produto novo é assim mesmo. Chega devagar, muitas vezes tendo que convencer o consumidor de que vale a pena tentar uma nova marca e uma nova abordagem para a solução de problemas do cotidiano. Não importa em que mercado, aparecem as dúvidas. E cabe a nós trazer à tona os pontos positivos e negativos daquele novo entrante. Foi assim com o iOS, com o Android e mais recentemente com o Windows Phone. Chegou a hora de encerrar o canal especial Abrindo Janelas com algumas rápidas impressões sobre a plataforma da Microsoft.

A gente sabe que tem uma nova versão do Windows para celulares em produção. Algumas novidades virão e correções em problemas apontados pelo Abrindo Janelas também. Postas estas considerações, listo abaixo algumas conclusões que tiro dessa agradável experiência de debater com mais profundidade sobre as características de um produto.

Oito pontos importantes

Aplicativos fazem a diferença. Pode até ser que a Windows Phone Store (esse é o novo nome do Marketplace) tenha ultrapassado a marca dos 100 mil aplicativos. Continuam faltando opções para tarefas banais, como se divertir no Instagram ou verificar os acessos de seu site em tempo real no Analytics. A tendência é que mais apps cheguem à plataforma, mas por enquanto quem a escolhe periga de ficar sem os grandes sucessos do momento. Não que isso seja um problema para o consumidor que foge dessas preocupações da vida geek.

Atualizações a caminho. Algumas diferenças do Windows Phone 7 para a versão seguinte ficam de fora dos aparelhos atuais por falta de compatibilidade de hardware. Fabricantes ficam livres para complementar a experiência do sistema com aplicativos próprios e bem feitos. Por exemplo, o Nokia Dirigir (Nokia Drive em inglês) garante acesso offline a mapas — nos aparelhos da Nokia. Seria bacana ver outros fabricantes abraçando a causa e adotando uma produção mais significativa de apps próprios e exclusivos. Alguns deles servem para tapar o buraco de atualizações oficialmente confirmadas somente no Windows Phone 8.

Belo. O Windows Phone é diferente de tudo o que a gente já viu. É um sistema muito bonito, com animações perfeitas e uma abordagem diferente daquilo que a gente se acostumou a ver nas duas grandes plataformas que dominam o mercado. É muito bom saber que uma companhia do tamanho da Microsoft aposta no diferente e inusitado — o mesmo vale para o Windows 8, por sinal.

Bing. Há uma tecla exclusiva para o buscador Bing da Microsoft na plataforma também da Microsoft. Normal, trata-se de uma relação de privilégio para um produto da mesma empresa. Pena que o Bing para o Brasil ainda seja tão limitado se comparado com a versão da ferramenta para outros países. A MS poderia melhorar a experiência do usuário acrescentando mais recursos.

Compatibilidade. Sim, a Microsoft faz o Windows. Nem por isso descuidou dos proprietários de Mac que porventura se interessam pela plataforma. O Mac Connector sincroniza as fotos do iPhoto e as músicas do iTunes com uma enorme facilidade. Consome muitos recursos da máquina, mas também é importante observar que não deve ser um app para usar todo dia. Ou é? Eu não uso a menos que seja necessário. Entretanto, Microsoft, fique sabendo que você ainda deve a sincronização por Wi-Fi que marca presença no Zune Software.

Funciona muito bem no Mac

Funciona muito bem no Mac

Email. Disse antes e mantenho que no meu Lumia 800 não consegui estabelecer uma relação de confiança com o aplicativo nativo de email. Não quer dizer, porém, que não funcione da maneira apropriada em outros dispositivos ou em outras combinações de hardware e software. Por aqui, mesmo com a mais recente atualização do WinPhone, as mensagens continuam problemáticas. Torço para que seja algo que só acontece comigo.

Office. Levar um celular com Windows Phone para casa significar ter acesso a aplicativos nativos de Word, Excel e PowerPoint. A suíte de produtividade mais usada no mundo — simples assim. A compatibilidade tem importância na vida de executivos e o pessoal que depende da leitura e resolução de problemas apresentados em documentos com o formato da Microsoft.

Social. As redes sociais vêm de fábrica com o Windows Phone. A experiência faz parte do núcleo do sistema. Por exemplo, a parceria da Microsoft com Mark Zuckerberg permite colocar o bate-papo do Facebook diretamente na tela do celular. E é um sistema inteligente: redireciona automaticamente o texto para a rede social ou para o SMS, dependendo da disponibilidade do contato. O WinPhone puxa e confronta as informações dos contatos no Twitter, LinkedIn, MSN Live e monta uma agenda mais completa com todos esses dados.

Chat via Facebook no Windows Phone (foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Chat via Facebook no Windows Phone.

Concluindo

O Abrindo Janelas se propunha a desbravar as novidades do Windows Phone. Acredito que a Microsoft e parceiras investiram pesado no marketing para vender a plataforma ao consumidor final. Com isso, coube a nós dar mais destaque a alguns problemas pontuais que incomodam quem depende do celular para a vida.

Alguns leitores apontaram em outros artigos e dirão neste aqui que a mão pesou demais em expor muitos problemas e poucos benefícios da plataforma. Pois bem, para esta parcela dos leitores eu tenho uma resposta: partimos do princípio de que o produto tem que funcionar. Se funciona extraordinariamente bem, terá esta merecida nota. Se funciona aquém do esperado, aí também nos cabe o dever de avisar. Acima estão apenas alguns pontos positivos e outros negativos do balanço que fazemos da plataforma. Não quer dizer que a odiamos ou que não a recomendaríamos para ninguém. Os fatos expostos servem para que o consumidor decida se a compra de um celular com Windows é uma opção ou não.

Qualquer sistema operacional pode ser o melhor ou o pior para determinado consumidor. Tudo depende de suas necessidades. O mesmo vale para uma plataforma móvel. Este Abrindo Janelas serviu para demonstrar e também alertar sobre os recursos do Windows Phone. Agora cabe a você — somente você — decidir qual será o seu próximo smartphone.

Por fim, agradeço a todos pelos comentários, pelos elogios e pelas críticas. Como disse anteriormente, este foi o primeiro canal dedicado exclusivamente a um produto. Nós nunca havíamos feito isso antes. Fica o aprendizado. Até a próxima!

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha