Ir para o conteúdo.

Início » Web e redes sociais » W3C publica especificações completas do HTML5

Os principais navegadores do mercado suportam as funcionalidades do HTML5 há anos, mas foi apenas nesta semana que o W3C, órgão responsável pela padronização da web, publicou as especificações finais do HTML5 e do Canvas 2D. A partir de agora, os desenvolvedores podem usar uma tecnologia estável nos seus aplicativos e páginas, sem medo de que algo seja removido ou adicionado ao HTML5.

Apesar das especificações do HTML5 estarem completas, ele ainda não é um padrão do W3C. O órgão ainda vai promover uma série de atividades para garantir que os navegadores, clientes de email, sistemas de gerenciamento de conteúdo e servidores sejam totalmente compatíveis com a tecnologia. Isso deve durar até a metade de 2014, quando o HTML5 for definitivamente padronizado.

Agora que as especificações foram finalizadas, nenhum recurso será adicionado ao HTML5. Todas as novidades ficarão para o HTML 5.1, que teve seu primeiro rascunho publicado nesta semana e inclui extensões que melhoram a acessibilidade e adicionam funcionalidades como imagens responsivas e streaming adaptativo. A expectativa é que o HTML 5.1 chegue em 2016, mas é provável que as novidades sejam testadas bem antes, considerando o rápido ciclo de desenvolvimento do Chrome e do Firefox.

Como lembra o Verge, uma questão essencial ainda não está resolvida: a tag <video>, que exibe vídeos sem necessidade de plugins, não tem codec definido. Enquanto Google e Mozilla brigam pela adoção do VP8, Apple e Microsoft querem que os navegadores adotem o H.264. A balança está pendendo para o H.264, que já está sendo bastante utilizado, mas o W3C ainda estimula a criação de um codec totalmente livre de royalties.

Com informações: TechCrunch, The Inquirer.

5 Comentários (Deixe o seu!)

  • Douglas Chagas
    51c

    Espero que mais e mais sites adotem a tecnologia do HTML5, e principalmente que o YouTube aprimore logo sua versão do player em HTML5, que do jeito que está atualmente é impraticável como padrão…

    Quanto ao codec de vídeo, existem alguns formatos livres como o Theora, porque eles não são incluídos na disputa para se tornar padrão?

    • YanGM
      1c

      Eu também acho que o padrão deveria ser livre (aliás, qualquer padrão deveria ser livre né, mas o capitalismo…) assim fica mais barato e menos burrocrático implementar. Uma pena que a balança esteja pendendo para o lado money, espero que a WC3 faça valer sua vontade, mas seria muito mais interessante implementar um padrão livre que já exista com certeza.

  • Turdin
    3346c

    HTML5 Pronto?

    Agora sim o mundo acaba.

  • YanGM
    1c

    Aleluia senhor! Agora quero ver CSS3 pronto, cansado de ficar engordando meu código só porque cada browser quer entender de um jeito diferente.

  • Joaquin Neves

    (:

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.