Início » Brasil » Motorola anuncia "webphone" MotoGo por R$ 329

Motorola anuncia "webphone" MotoGo por R$ 329

Celular tem integração com Gmail, Google Talk e Orkut.

Avatar Por
7 anos e meio atrás

A Motorola lançou nesta sexta-feira (4/5) um dispositivo que a companhia classifica como “webphone”. O Motorola MotoGo tem aparência de um celular com Android, tem experiência de um celular com Android, mas não é um celular com Android — não, segundo informações fornecidas pela fabricante durante o anúncio do produto.

De acordo com a Motorola, o dispositivo foi projetado para jovens e adultos que querem ficar conectados à web e às redes sociais. Por “experiência Google”, entenda que o celular conta com integração com contatos e mensagens do Gmail, bate-papo no Google Talk e um aplicativo de Google+. Curiosamente, o atalho para a rede social do Google leva para o site na versão mobile carregado dentro do navegador Opera Mini.

Trata-se de um aparelho bem simples e com recursos limitados. Essa é a intenção dele. Executivo da Motorola disse que ele se posiciona, mercadologicamente falando, abaixo dos dispositivos topo de linha, como o Motorola Razr, ou intermediários, como o Defy ou Defy+.

Os aplicativos de Twitter e de Facebook dependem de Java para funcionar. A Motorola não divulgou qual é o sistema que o dispositivo roda, mas confirmou que qualquer app em Java funcionará sem problemas.

Fiquei particularmente interessado pelo aplicativo de Google Talk. Na demonstração foi dito que o mensageiro instantâneo funciona em modo de segundo plano. Se algum amigo mandar uma mensagem, o MotoGo apita e avisa que o contato enviou alguma coisa.


(Vídeo do YouTube)

Falando em hardware, temos no MotoGo teclado físico QWERTY e visor de 2,2” (QVGA). Ao contrário do que você poderia esperar de um aparelho lançado neste ano, não é touchscreen. A câmera tem 2 megapixels de resolução e a conectividade se resume a 3G, Wi-Fi e Bluetooth. A Motorola diz que o MotoGo compartilha o 3G com até cinco aparelhos próximos, criando um hotspot particular para dividir a rede celular com os amigos e a parentada.

Custa R$ 329 e chega ao mercado em duas semanas. Provavelmente para concorrer com a linha Asha da Nokia (tem Asha 200 por R$ 349 nas lojas) e alguns aparelhos mais baratos sem marca alguma. Pelo menos o consumidor que opta pelos dois primeiros tem a assistência técnica e uma empresa para culpar à disposição.´

Atualizado às 16h40.