Início » Gadgets » Lenovo vai construir fábrica de US$ 30 milhões em São Paulo

Lenovo vai construir fábrica de US$ 30 milhões em São Paulo

Fabricante de PCs empregará até 700 funcionários dentro de dois anos.

Paulo Higa Por

A fabricante chinesa Lenovo construirá uma fábrica no interior de São Paulo. A unidade, localizada na cidade de Itu, deve entrar em operação até dezembro de 2012 e demandará um investimento de 30 milhões de dólares. O comunicado oficial enviado hoje afirma que as instalações terão 325 mil metros quadrados e deverão empregar até 700 funcionários quando atingirem a capacidade máxima, dentro de dois anos.

De acordo com a segunda maior fabricante de PCs do mundo, a nova fábrica produzirá computadores comerciais e de consumo para os clientes no Brasil. O vice-presidente da Lenovo, Dan Stone, afirmou que "o anúncio de hoje é a primeira etapa de um plano ousado e de longo prazo que compreende estratégias orgânicas e inorgânicas de crescimento, cujo objetivo é dobrar a nossa participação de mercado no Brasil". Espero que isso signifique um aumento da oferta de notebooks ThinkPad, conhecidos por possuírem boa durabilidade.

Como bem lembrou o colega Henrique Martin, do Ztop, os rumores de uma unidade fabril da Lenovo no Brasil não são novos, mas o mercado esperava que a chinesa adquirisse uma empresa estabelecida no país para aproveitar a infraestrutura já existente em vez de construir uma fábrica nova. Além da fábrica de PCs, a Lenovo também construirá um centro de distribuição.

Em maio, o Bloomberg noticiou uma suposta oferta de aquisição da Positivo, informação que também havia sido divulgada em dezembro de 2008 pelo China Daily, quando a proposta teria sido de US$ 833 milhões. Outro rumor teria vindo de uma agência de notícias chinesa em abril de 2010; na época, as ações da Positivo subiram de R$ 8,14 para R$ 23 de acordo com a Folha, mas a compra não foi concretizada. Pelo visto, a Lenovo achou mais vantajoso abrir sua própria fábrica.

Com informações: Ztop, Reuters.

Mais sobre: , , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fabio
Em Itu? Imagina o tamanho desses computadores...
Gabriel
Lenovo é bastante respeitada no mundo corporativo, aliás, estou escrevendo a partir de um...
Gabriel
Sim, mas o correto era ocorrer uma redução de ambos os lados porque nossos impostos são altos para tudo que é lado.

Mão de obra no Brasil é caríssima devido aos impostos sobre os empregadores, diminuindo esse custo o mercado nacional seria mais incentivado e os impostos para produtos importados poderia ser reduzido também para manter concorrência e desincentivar o comodismo dos fabricantes nacionais.

Mais emprego, mais concorrência e produtos mais acessíveis.
ricardo
Corta essa de imposto abusivo sobre importados. O mais correto é taxar os importados mesmo, incentivando assim a produção interna.
@nirbalacs
A lenovo vai produzir no Brasil exportar e depois trazer o produto de volta com preço absurdo. Só falta.
@daniloficial
será mesmo q a lenovo montará uma fabrica em são paulo! não acredito não viu
caRIOca
Se continuar caro, vai fechar as portas rapinho, já que ninguém vai deixar de comprar Dell, HP ou Samsung para comprar Lenovo. Vai ter que praticar preços de Positivo!
Tom
Mais um para sugar o Brasileiro..

Apple atraves da Foxconn, Samsung, e tantos outros fabricam os aparelhos aqui e com incentivos fiscais e alguem ai viu algum produto deles mais BARATOS ??

Não e para piorar todos aparelho da Apple fabricados aqui são EXPORTADOS e voltam com preços absurdos...
@leossoliveira
F** é que qualquer coisa que poem pra vender aqui ao preço que for vende!
Luandersonn
Com o Lucro Brasil embutido, como dizem no Tecnoblog, vai vim custando 2 rins e 1 pulmão.
Kessler
A vantagem é driblar os impostos abusivos sobre produtos importados. Ou tentar pelo menos.
Alexandre
letra b


fato
Daniel
Apenas (b)! u_U
Pedro Maich
Ah.. bem que podiam diferenciar e buscar outras regiões.
Tudo acontece em São Paulo ou Amazonia (Manaus).
@leossoliveira
Mas se eles aproveitarem que gastam menos com frete de matéria prima (já que muito minério do Brasil por ex. ajuda a abastecer a China), pagam menos impostos e continuarem com o mesmo preço final do produto importado do mesmo jeito que a Apple faz ferrou. Só mais lucro pra Lenovo.
YanGM
O que você acha que vai acontecer?
a) Preços baixos
b) Lucros absurdamente maiores
c) Meio a meio
RicieriP.
Vale a pena pela simples questão que entrar com qualquer produto aqui é muito cara. Produzindo aqui, apesar da mão de obra ser realmente mais cara, assim como alguma matéria prima (maioria viria de fora), porém há grandes incentivos fiscais como PPB e etc, que praticamente zeram impostos como PIS, CONFINS... e isso faz com que para o mercado local (Mercosul) o produto se torne mais barato.. sem contar no leadtime, já que normalmente para se trazer algo da china ou é de avião (o que fica caro) ou é navio (que demora e traz problemas para produtos eletrônicos).
Ou seja, quando agente reclama que os produtos importados aqui são muito caros, realmente é muito ruim, porém de certa forma é isso que traz várias empresas para cá e garante empregos..
@brunocharamba
Quanto a carga tributária, acho que essas grandes industrias conseguem isenções pra se instalar por aqui. Já em relação à mão de obra, acho que não tem muito pra onde fugir não... Provavelmente deve sair mais barato produzir aqui com isenção de impostos, do que importar seus produtos e serem absurdamente taxados pelo nosso brasilsilsil
Jorge
Você que pensa, no Brasil existe a guerra fiscal, onde estados baixam seus imposto para atrair empresas como essa. E certamente essa empresa deve ter acordo fiscais atrativos e assim irá competir com um preço bem vantajoso já que produtos importados possuem uma carga bem mais elevada.
@leossoliveira
Se vierem com um preço mais baixo por serem fabricados aqui vai ser uma boa.
Rafael
pode ser que o tamanho do mercado consumidor compense.
Jorge
E vai lançar celular com Windows Phone 8, esperem coisa boa
Arthur
Eu fico tentando entender que atrativo esse tipo de gente vê aqui no Brasil. Trocar uma mão de obra quase escrava por mão de obra relativamente cara e uma carga tributária monstra a primeira vista não parece uma coisa inteligente pra mim (do ponto de vista do lucro, claro).