Início » Telecomunicações » D-Link DIR-505, um roteadorzinho Wi-Fi que também é um repetidor

D-Link DIR-505, um roteadorzinho Wi-Fi que também é um repetidor

Por
6 anos atrás

Roteador é aquele dispositivo que você normalmente não dá tanta atenção: você compra e simplesmente esquece que existe, a não ser na hora de xingar quando há falta de sinal ou travamento. Não é todo dia que você encontra um review de um roteador aqui no Tecnoblog, mas topei esse desafio e vou escrever sobre um pequenino dispositivo que é bastante curioso: o D-Link DIR-505. Ele é bem portátil e promete funcionar como roteador, repetidor e até mesmo como antena Wi-Fi.

Aparência

dir-505-wps

O DIR-505 é tão pequeno que você pode carregá-lo na mochila sem nem notá-lo. Ele dispensa cabo de alimentação, o que é muito importante para a mobilidade e suficientemente discreto para não ser visto na sua casa. Quem vê o roteador ligado na tomada imagina que é um carregador de celular. Esse formato, que dispensa cabos, lembra bastante a geração anterior da AirPort Express.

dir-505-airport

Configurando o roteador

O DIR-505 tem três modos de conexão: roteador, repetidor e Wi-Fi Hotspot.

dir-505-modos

O roteador é o mais básico: você liga o aparelho junto ao modem da sua conexão banda larga e conecta o seu computador ao dispositivo via Wi-Fi. Ao tentar navegar, surge a página de configuração, onde o roteador identificará automaticamente seu tipo de conexão e permitirá que você escolha o nome para a sua rede e uma senha. Dentro de poucos segundos a rede Wi-Fi já está criada e pronta para uso.

dir-505-setup

Como esse é um roteador com um grande foco em mobilidade, a D-Link disponibiliza um app para iOS e Android onde é possível configurar o roteador. Tudo bem fácil, tudo bem simples.

Já o modo repetidor é capaz de amplificar o sinal de uma rede Wi-Fi já existente em sua casa. Isso é perfeito: minha casa é grande e o sinal da rede Wi-Fi não chegava até a cozinha, que fica em uma casa externa da principal. Coloquei o roteador na área e passei a repetir o pouco do sinal que chegava até ali. Isso trouxe conectividade a uma área que era completamente offline, uma vez que é completamente inviável passar cabos e o sinal de celular no lugar é bem fraco.

Para configurar o modo repetidor no DIR-505, basta alternar a chave para o modo correspondente e pareá-lo junto ao seu roteador principal. O requisito é que ele seja compatível com autenticação WPS. Basta pressionar o botão WPS no seu roteador e, em seguida, pressioná-lo no DIR-505 por 5 segundos. O triste da exigência de WPS é exatamente ter acesso físico ao roteador Wi-Fi: seria bem legal se o DIR-505 fosse capaz de repetir qualquer rede como outros roteadores. Isso seria útil para repetir redes de hotéis, por exemplo, que normalmente possuem sinal fraco no quarto.

dir-505-conexoes

Por fim, o modo Hotspot Wi-Fi traz ao DIR-505 a funcionalidade de antena Wi-Fi. Ele se conecta a uma rede sem fio já existente e leva o acesso à rede por meio de cabo. Isso torna possível conectar desktops, televisões e home theaters ou quaisquer dispositivos que não possuem conectividade com rede sem fio.

O DIR-505 também traz uma porta USB integrada para que você ligue um dispositivo de armazenamento (como um HD externo ou um pendrive) e compartilhe os arquivos na rede. Nos testes realizados, o compartilhamento não é identificado pelo OS X nem pelo Windows, o que é uma pena. Para visualizar e modificar os arquivos, é necessário acessar uma aplicação pelo navegador.

SharePort Web Access, onde se controla os arquivos no DIR-505

SharePort Web Access, onde se controla os arquivos no DIR-505. É bem limitado.

O foco é o compartilhamento de mídia, embora seja possível manusear qualquer tipo de arquivo. Uma pena que ele não possua integração com o sistema operacional. Seria legal se o roteador também aproveitasse essa porta USB para compartilhar uma impressora ou mesmo para conectar um modem 3G ou 4G: já que ele é tão portátil assim, utilizar um roteador desses compartilhando conexões móveis seria o ideal para quem precisa montar suas estações de trabalho em ambientes remotos com certa frequência.

Velocidade, sinal e latência

Eis um grande problema do DIR-505. Mesmo sendo um roteador com o padrão 802.11n, as velocidades de transferências são baixas e podem desagradar caso você pretenda fazer uso constante de transferência de arquivos. A velocidade média de transferência por meio de rede Wi-Fi é de 3,9 MB/s, o que dá 31 Mb/s, bem diferente dos teóricos 150 Mb/s informados pelo padrão. Isso torna impraticável utilizar o DIR-505 como roteador principal para quem tem conexões de mais de 30 Mb/s, que é o meu caso.

Utilizando o dispositivo na opção Hotspot Wi-Fi, as taxas já foram um pouco mais animadoras: conectado à minha rede que utiliza um AirPort Express como access point, a taxa de transferência subiu para 6,7 MB/s, o que dá algo em torno de 53 Mb/s.

O sinal do roteador se equipara ao de um roteador convencional popular (no meu caso, comparei-o com um D-Link DIR-300), principalmente quando você leva em conta que ele não tem antenas externas. Por ser pequeno, ele tem a vantagem de poder ficar em uma tomada no alto de uma parede, o que aumenta a penetração do sinal na sua residência.

Com relação a latência, o DIR-505 não decepcionou e as perdas foram bem baixas: a taxa variou entre 1 ms e 3 ms em todos os lugares onde me conectava com a rede sem fio.

Vantagens

  • É portátil e discreto
  • É multifuncional, com destaque para a função de repetidor
  • Sinal concorre com o de roteadores convencionais

Desvantagens

  • A velocidade não é tão boa
  • O compartilhamento de arquivos pela porta USB é bem limitado
  • O modo repetidor só funciona se o outro roteador possuir a tecnologia WPS

Considerações finais

O DIR-505 é um roteador bem legal, mas é destinado para um público diferente do convencional, que é o que necessita de mobilidade. Ainda assim, é o roteador perfeito para a maioria dos lares onde o uso de internet é bem simples e não demanda muita velocidade e uso de rede local.

Com preço sugerido de R$ 200 (embora seja possível encontrá-lo por menos do que isso), acredito que o DIR-505 seja uma boa pedida para quem procura expandir o sinal de sua rede Wi-Fi ou deseja levar internet para dispositivos que não possuem Wi-Fi integrado. Vale a pena para quem precisa de mobilidade: é um dispositivo multiuso e que poderá socorrer em alguma ocasião.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.