Início » Curiosidades » NASA apresenta o FINDER, radar portátil capaz de encontrar pessoas soterradas ainda com vida

NASA apresenta o FINDER, radar portátil capaz de encontrar pessoas soterradas ainda com vida

Emerson Alecrim Por

Não é raro a NASA trabalhar em tecnologias que acabam sendo mais úteis aqui embaixo, na Terra, do que no espaço. O FINDER é apenas o exemplo mais recente disso: trata-se de um radar portátil apresentado hoje que é capaz de encontrar pessoas debaixo de escombros ainda com vida.

FINDER da NASA

Esta caixa bege é o FINDER – uma espécie de tablet mostra o resultado da busca

Desenvolvido em parceria com o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos, o FINDER (Finding Individuals for Disaster and Emergency Response) utiliza um sistema de emissão de micro-ondas mais preciso e, consequentemente, muito menos suscetível a interferências.

Radares aeroespaciais também precisam ser bastante precisos, mas as interferências em áreas abertas são muito mais frequentes. As técnicas que a NASA desenvolveu para evitar o problema se mostraram tão eficientes que serviram de base para o FINDER. Dá para dar um voto de confiança no projeto só de saber que a tecnologia original foi utilizada para encontrar a sonda Cassini na órbita de Saturno.

O equipamento é capaz de detectar batimentos cardíacos a uma profundidade de aproximadamente 9 metros em escombros, cerca de 6 metros atrás de concreto maciço e 30 metros em espaços abertos, o que faz poder ser usado também para buscas noturnas em áreas de mata, por exemplo.

Por ser portátil, o FINDER pode ser transportado sem dificuldades pelas equipes de resgaste. Só não se sabe ainda quando poderá ser usado porque ainda é um protótipo. Mas os testes feitos até agora com voluntários são animadores. A próxima fase consiste em avaliar o desempenho do aparelho em incidentes reais.

É indiscutível a utilidade de uma tecnologia como esta. Soterramentos causados por terremotos, enchentes, furacões, atentados terroristas e até mesmo obras irregulares (né, Brasil?) representam um grande desafio para as equipes de resgate, não só por conta da complexidade do salvamento em si, mas também pelo dilema de decidir por onde exatamente começar os trabalhos.

Com informações: ScienceBlog, NASA

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

FAKE
Pode ser usado na guerra, também. Logo, logo o exército americano assume o projeto e aumenta o alcance do aparelho, pra evitar tocaias. Ou não.
portela.thiago
Aparelho simplesmente sensacional. O número de vidas salvas pode aumentar muito com um dispositivo desses.
Juan Lourenço
Excelente, e depois reclamam dos investimentos na NASA com aquelas falácias de "tanto problema aqui na Terra e ficam jogando dinheiro no espaço". Só que ninguém lembra de quanta tecnologia temos hoje graças a essas pesquisas...