NASA pagará US$ 14,1 milhões para Nokia levar 4G à Lua

NASA quer base lunar em operação até 2028; 4G da Nokia permitiria melhor comunicação para os astronautas

Lucas Braga
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Foto da Lua
(Imagem: Rkarkowski/Pixabay)

A NASA divulgou uma lista de empresas que serão contratadas para desenvolvimento de tecnologia na Lua, e a Nokia será a fornecedora responsável por colocar 4G LTE no satélite natural da Terra. A empresa receberá investimentos de US$ 14,1 milhões para construir a rede, que deve melhorar a comunicação com sondas espaciais e astronautas em expedição no local.

De acordo com a NASA, o 4G traria maior confiabilidade que os padrões de comunicações atualmente utilizados no espaço, além de cobertura com maior distância e velocidades de acesso melhores. A tecnologia será adaptada a partir dos padrões terrestres e essa seria a primeira rede LTE fora da Terra.

NASA quer base lunar com astronautas até 2028

Jim Bridenstine, administrador da NASA, confirmou que a agência espacial pretende ter uma base lunar em operação até 2028, com astronautas trabalhando no local. Além da Nokia, outras 13 empresas e instituições foram selecionadas para construção de tecnologias que permitam a permanência de humanos na Lua, incluindo a SpaceX e universidades norte-americanas.

No passado, a Nokia já havia planejado uma rede 4G na Lua em parceria com a Vodafone. Os equipamentos de transmissão ficariam instalados num jipe explorador fabricado pela Audi. A tecnologia seria criada para dar suporte a explorações de cientistas alemães. O lançamento era previsto para 2019, mas não aconteceu.

Com informações: NASA, UPI, TechRadar.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Lucas Braga

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Canal Exclusivo

Relacionados