Início » Mobile » Ex-funcionário revela um curioso protótipo de tablet que a Nokia criou em 2001

Ex-funcionário revela um curioso protótipo de tablet que a Nokia criou em 2001

Por
5 anos atrás

No segmento de tablets, a linha iPad reina soberana desde o seu lançamento. Mas o mérito da Apple está em ter desenvolvido não só tecnologias e designs excelentes como também um mercado para este tipo de produto, pois tablets já existiam, ainda que não fossem populares. Prova recente disso vem da Nokia: nesta semana, um ex-funcionário da companhia revelou um curioso protótipo criado pela companhia em 2001, nove anos antes da chegada do iPad.

Esko Yliruusi trabalhou como engenheiro na Nokia entre 1996 e 2001. Em um programa de TV finlandês que foi ao ar nesta terça-feira (15), ele afirma ter participado do desenvolvimento do “Nokia M510 web tablet” e, para provar, mostrou uma unidade do dispositivo na reportagem.

Os botões laterais rementem bem vagamente ao nostálgico N-Gage (lançado dois anos depois), mas, o Nokia M510 não foi desenvolvido com foco em games: os principais aplicativos do aparelho são um cliente de e-mail, uma ferramenta de agenda completa e uma versão do Opera como navegador.

Nokia M510

Para dar conta das aplicações, o dispositivo recebeu tela de 10 polegadas sensível ao toque com resolução de 800×600 pixels, bateria com autonomia de 4 horas, saídas de áudio stereo, porta USB e uma adaptação do Symbian como sistema operacional. Mantê-lo em mãos é que é um desafio, pois o peso do tablet é de 1,9 quilo. Ao menos há um suporte traseiro para que o usuário possa deixá-lo em posição vertical numa mesa.

Com tom levemente pesaroso, Yliruusi contou que, se o projeto tivesse sido levado adiante, uma nova versão do Nokia M510 baseada em Linux e pesando 50% menos poderia ter sido disponibilizada dentro de dois anos.

Considerando o cenário tecnológico de 2001, o Nokia M510 se mostrava como um produto realmente sofisticado e inovador. Cerca de mil unidades foram inclusive produzidas (boa parte delas foi destruída posteriormente), o que indica que o projeto estava mesmo sendo levado a sério. Se foi assim, o que deu errado, então?

Esko Yliruusi explicou que o tablet só não chegou ao mercado porque a Nokia, como base em uma pesquisa feita com consumidores, o considerou um produto avançado demais para a época e, assim, a empresa preferiu priorizar as linhas com maiores chances de sucesso.

Nokia M510

O resto da história você já sabe: a Apple enfrentou todo o ceticismo da ocasião (quem é que vai querer comprar um “iPhone extra grande”?) e lançou o iPad em 2010, colhendo os frutos de sua ousadia até hoje.

Mas isso não quer dizer, necessariamente, que a Nokia tenha tomado a decisão errada, afinal, até um passado recente, a companhia finlandesa foi a maior fabricante de telefones celulares do mundo. Mesmo que os rumos do mercado tenham mudado com a chegada do iPhone e do Android, este feito só foi possível, em parte, porque a empresa soube manter o foco.

Com informações: Ubergizmo

Mais sobre: , ,