Início » Gadgets » No smartwatch modular Blocks, a pulseira é formada pelos sensores que você escolher

No smartwatch modular Blocks, a pulseira é formada pelos sensores que você escolher

Avatar Por
5 anos atrás

Uma das promessas mais inovadoras no ramo da tecnologia pessoal é o Ara, projeto que nasceu com o Phonebloks e deve ser lançado no início do ano que vem. Se trata de um smartphone modular, com peças de hardware que se conectam a uma placa maior e permitem criar o aparelho perfeito para cada usuário. Assim, não é necessário trocar de aparelho todo ano, somente atualizar as peças que achar necessário, resultando em economia de dinheiro e em menos lixo no mundo.

A ideia é ousada e, como toda boa ideia, já começou a dar frutos. Estamos falando do Blocks, um projeto de smartwatch que, assim como o Ara, é modular. E, se tratando de um conceito tão novo quanto são os wearables, o apelo do modular é ainda maior: parece que todo mês vemos smartwatches com alguma novidae nas lojas. Em vez de ficar invejando a novidade do pulso do amiguinho, é só trocar uma peça do seu.

full-render

As peças correspondem aos diversos recursos que um smartwatch pode ter, como GPS, termômetro, sensor de movimento e de batimentos cardíacos, SIM card, bateria, armazenamento e tantos outros. Elas formam a pulseira do smartwatch e se conectam via P2. Também há três modelos diferentes de tela para escolher.

Ou melhor, haverá, já que o Blocks ainda está em desenvolvimento. O último protótipo demorou oito meses para ficar pronto, mas já rendeu um investimento de US$ 50 mil da Intel e a equipe, inicialmente de 4 pessoas, já tem 16 profissionais. Agora, o foco é em desenvolver software. O sistema operacional utilizado pelo smartwatch modular será baseado no Tizen e ele será compatível com Android, iOS e Windows Phone.

Sobre previsão de lançamento, o site promete que as primeiras unidades serão enviadas no final do ano que vem. Para ser um dos primeiros e de quebra ajudar no desenvolvimento do wearable, dá para adquirir um membership, que funciona como um crowdfunding do gadget: custa US$ 50, que são abatidos do valor final do relógio e dão direito também a escolher uma cor exclusiva para o seu.

Enquanto isso, tem um vídeo promocional que ilustra bem o conceito e a possibilidade de design final do produto. Você usaria?