Início » Internet » Google testa vídeos que tocam automaticamente nos resultados de busca

Google testa vídeos que tocam automaticamente nos resultados de busca

Felipe Ventura Por

Vídeos que tocam sozinhos são um dos aspectos mais inconvenientes da web atual. O Facebook, por exemplo, passou a reproduzi-los automaticamente com o som ligado. O Google está seguindo um caminho semelhante.

Alguns resultados da busca trazem um vídeo do YouTube no painel à direita, e ele começa a tocar sozinho para alguns usuários, como descobriu o SEM Post.

O vídeo fica no "painel do conhecimento", o card à direita dos resultados de busca. No caso de filmes, ele exibe informações como duração, data de lançamento, sinopse e o trailer — que passa a tocar automaticamente.

Nós usamos o endereço google.com/ncr para testar a busca em inglês. Alguns termos, como "justice league" e "game of thrones", trazem um vídeo na barra lateral, mas ele não tocou sozinho aqui.

A reprodução automática só aparece para alguns usuários no Google para desktop; a versão mobile não toca o vídeo. Além disso, é preciso clicar nele para ativar o som. Ainda assim, isso abre um precedente ruim — o Facebook também começou com vídeos tocando sem som.

Um porta-voz do Google confirmou os testes ao Search Engine Land: "estamos constantemente experimentando formas de melhorar a experiência de pesquisa para nossos usuários, mas não temos planos para anunciar neste momento".

Com informações: Mashable.

Mais sobre:

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcus Araújo
De que adianta fazer um vídeo atingir milhões de views se poucos vão realmente notar o conteúdo? Isso é melhorar a experiência do usuário? Uma das coisas mais irritantes do Facebook atualmente são os vídeos que rodam sozinhos...
João
NoScript e ADBlock vai comer solto depois dessa
Luiz Claudio Eudes Corrêa
Depois reclamam de quem instala adblock
Baidu feat MC Brinquedo
isso é tão anos 2000!
CtbaBr©
E põe inconveniente nisso, rodar um vídeo sem o consentimento do usuário é uma técnica invasiva, deveria ser combatida pelo Google, não assimilada!