Início » Gadgets » A Canon colocou um sensor profissional enorme nesta câmera compacta

A Canon colocou um sensor profissional enorme nesta câmera compacta

Felipe Ventura Por

A venda de câmeras point-and-shoot despencou à medida que os smartphones se tornaram mais populares, e mais capazes de tirar boas fotos. Por isso, algumas fabricantes decidiram reposicionar esse produto para fotógrafos profissionais.

A ideia básica é a seguinte: que tal uma câmera compacta — fácil de levar e sempre à mão — com lente não-intercambiável, mas com um sensor bem grande para capturar mais detalhes? É este o apelo do mais recente lançamento da Canon.

A PowerShot G1 X Mark III é a primeira câmera compacta da Canon com sensor APS-C, isto é, com dimensões 22,5 mm x 15 mm. Para comparar, o sensor principal do Galaxy Note 8 — que captura fotos muito boas — tem área quinze vezes menor.

Esta compacta possui o mesmo sensor da Canon EOS 80D, voltada para profissionais. Ela tem 24,3 megapixels, estabilização óptica de cinco eixos, e lente zoom de 24-72 mm com abertura f/2,8-5,6. O intervalo ISO é de 100-25.600.

Você pode ajustar o foco tocando na touchscreen de 3 polegadas, que tem ângulo variável de 270 graus; e usar o visor eletrônico OLED de 2,36 milhões de pontos para ter uma ideia melhor de como a foto vai ficar.

Temos aqui o autofoco dual-pixel, em que os pixels no sensor captam a luz e também detectam o foco dos objetos. Graças ao processador de imagem Digic 7, a G1 X Mark III consegue disparar fotos contínuas a 7 quadros por segundo com foco automático, ou 9 fps com foco fixo.

A câmera possui conectividade Wi-Fi, NFC e Bluetooth; um modo timelapse para tirar fotos a intervalos específicos; e um modo panorâmico que combina até sete fotos horizontalmente ou verticalmente.

A decepção fica por conta do vídeo: ela está limitada a Full-HD em 60 quadros por segundo. Rivais como Sony e Panasonic têm câmeras compactas mais baratas (RX100 V e LX10) que gravam em 4K a 30 fps, e em 1080p a 120 fps.

Sim, a PowerShot G1 X Mark III custa caro: ela estará disponível em novembro por US$ 1.299. A concorrente da Sony (RX100 V) é mais barata (US$ 999), mas tem sensor menor.

Existem poucas opções no mercado de câmeras point-and-shoot com sensor APS-C. A Fujifilm X100F também custa US$ 1.299, enquanto a Leica X-U sai por US$ 3.295.

Com informações: Engadget, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rmavalli

Isso mesmo, a lente na verdade é 3.8-247mm (o que não deixa de ser um range imenso, o que ajuda na perda de qualidade). Os 1365mm já são considerando o fator de crop de 5.5x (contra 1.6x nos aps-c Canon e 1.5x nos aps-c Nikon).

Roberto

Isso que eu tinha dúvida e nunca vi ninguém explicando...
Então se uma SX60 "tem" 1365mm de zoom máximo, na verdade já é contando com o crop do sensor diminuto né? achei que era uma lente maior (e de qualidade inferior)

helmygalindo

A Nikon está numa ótima fase, com produtos bem o interessantes... Pena que tenha desistido de suas mirroless com sensor de 1 polegada.

Roberto

Sim, "fotos da galera" a 50mm é quase impossível (a menos que você ande alguns quilometros hehehe)
Quis dizer algo que permita fotos similares a smartphones top de linha no anglo mais aberto e fotografar alguns detalhes mais distantes, mas entendi a complexidade.

Rmavalli

A 18-200 é uma lente meio complicada, o range dela é muito grande, e parte de um grande angular para uma semi tele, o que dificulta na hora da montagem dos vidros da lente. Por não ser uma lente muito cara, não tem como fazer milagres, a qualidade não vai ser muito boa. Tenho uma 18-135 que comprei com a T2i a alguns anos, que é mais clara que a 18-200, tem mais qualidade e não é muito mais cara.
Eu no seu lugar pegaria uma 50mm 1.8 se quer mais qualidade que a 18-55 do kit, ou por já ter uma grande angular, tentaria uma 70-200 F/4, mesmo que sem IS para fotos que precise de uma aproximação maior e bastante qualidade.

Rmavalli

Como já foi dito aqui em baixo, fica complicado fazer uma superzoom com sensor grande. A sacada das Superzoom pra ter esse "super zoom" é ter um sensor pequeno, que funciona como um crop da imagem. Pra se ter ideia, as lentes desses modelos normalmente são algo próximo dos 4-25mm, e pelo sensor ser tão pequeno, fica equivalente a uma 28-175, as vezes até maior.
Tanto é que se você começar a reparar, bokeh em fotos com tais modelos, só acontecem se o primeiro plano estiver muito longe do segundo e a lente toda aberta.

Caio Everton

Quando já se tem mirrorless full frame por aí já algum tempo, fica difícil entender esse título falando de "sensor enorme em câmera compacta" como uma grande novidade. 🤔

Jonatammm

Negativo, as câmeras de lente intercambiáveis Sony e Fuji também têm sensor APS-C. Panasonic é Olympus são os que trabalham com sensor m4/3, que por sinal, não são muito menores assim. Algumas marcas também tem compactas premium com sensor 1", como Canon, Sony e Panasonic.

A grosso modo, podemos dizer que a diferença de tamanho de uma APS-C para full-frame é igual a diferença de uma 4/3 para a APS-C e a de uma 1" para uma 4/3.

Jonatammm

Vai de Panasonic então.

Gustavo

a panasonic esta fazendo um trabalho legal tbm...a Lumix g7 vale a pena demais! Fato é que a Canon e sua soberba, não percebeu que esta ficando pra trás

Kijof
As Pentax tem um bom mercado nos estados unidos nesse segmento e suas lentes são bem baratas.
X-Tudãoᴳᴼᵀ

Tem

Tom
Tem
X-Tudãoᴳᴼᵀ

Tenho uma Canon G1X de primeira geração gosto muito dela.

Tom
Tenho uma Canon G1X de primeira geração gosto muito dela.
Exibir mais comentários