Poucos dias depois de lançar os acessíveis Redmi 6 e Redmi 6A, a Xiaomi apresentou o Redmi 6 Pro. O celular tem tela maior e mais bateria que os anteriores e se posicionará como o principal de sua linha.

A fabricante também divulgou as especificações do Mi Pad 4, um tablet que aposta no Android como sistema operacional. Confira os detalhes dos dois produtos:

Redmi 6 Pro

Xiaomi Redmi 6 Pro

Para o Redmi 6 Pro, a Xiaomi resolveu aderir ao notch. A fabricante já incluiu o entalhe no Mi 8, mas desta vez ele está um pouco mais estreito. O smartphone tem tela IPS LCD de 5,84 polegadas, resolução Full HD+ e proporção de 19:9.

A câmera traseira dupla é disposta na vertical e tem sensores de 12 megapixels e 5 megapixels, com um flash LED entre eles. O modelo tem câmera frontal de 5 megapixels e usa inteligência artificial para reconhecer seu rosto e desbloquear a tela. Há também um leitor de impressão digital na traseira.

O Redmi 6 Pro possui processador Snapdragon 625 octa-core de 2 GHz e bateria de 4.000 mAh. Na China, ele será vendido em cinco cores: vermelho, rosa, dourado, azul e preto. O preço varia de acordo com as configurações de memória:

  • 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: 999 yuans (R$ 580)
  • 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: 1.109 yuans (R$ 640)
  • 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: 1.299 yuans (R$ 750)

Xiaomi Redmi 6 Pro

Mi Pad 4

O Xiaomi Mi Pad 4 é um tablet com processador Snapdragon 660 octa-core de até 2,2 GHz. Ele tem tela IPS LCD de 8 polegadas, resolução Full HD e proporção 16:10.

A câmera traseira possui 13 megapixels e a frontal, 5 megapixels. O Mi Pad 4 sairá de fábrica com Android 8.1 Oreo e bateria de 6.000 mAh. O modelo será oferecido em três faixas de preço:

  • 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: 1.099 yuans (R$ 630)
  • 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: 1.399 yuans (R$ 800)
  • 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento e suporte a 4G: 1.499 yuans (R$ 870)

Xiaomi Mi Pad 4

Com informações: Xiaomi (2), SlashGear.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Kodos Otros

Isso do launcher realmente é chato, mas como jogo tudo pra uma pasta e uso como um app drawer, acaba não fazendo diferença.
Tamanho da fonte tem como alterar sim, sempre coloco o tamanho menor.

Não vale a pena trocar de launcher nela, realmente.
O Androi Puro parece inacabado pra mim. Quando olho pra ele parece uma base crua para os fabricantes realizarem as suas modificações. Os apps nativos então, coisa horrorosa demais. O app de contatos por exemplo, dá um banho naquela porcaria da Google, além do app de notas, e-mail etc. Tudo é muito melhor na Miui. Mas nada é perfeito, sempre terá um ou outro problema.

Ed. Blake

Assim como o Doze melhorou muito a cada atualização de versão do Android.

No Marshmallow ele tinha muitos bugs que foram corrigidos no Nougat e o recurso em si foi incrivelmente aperfeiçoado no Oreo

A diferença na economia do celular quando em Stand By é impressionante.

Ed. Blake

Funções como alterar a DPI e tamanho da fonte (android Nougat) também não existem por default na MIUI, por exemplo.

Hoje, para mim a MIUI, só não é atrativa por dois fatores: Versão antiga do sistema e o fato de o launcher dela não ter como organizar todos os apps de uma vez só (em ordem alfabética, por exemplo). Sempre tem como trocar de launcher mas o charme dela é justamente o launcher.

Não fosse isso eu daria mais chances à MIUI quando resolvo trocar de ROM.

Kodos Otros

Credo, presente de grego então! Muy amigo!

Baidu feat MC Brinquedo

Como comprei pra dar de presente, e a pessoal que ganhou não entende nada, deixei do jeito que veio.

Kodos Otros

Eu nunca usaria o sistema que vem nela, vou sempre pro EU, que é limpo, só que nem todo mundo quer/consegue, aí fica foda usar fora da China (ou dos países em que atua oficialmente).
Também acho, deveria dar a opção de pausar.
Mas mesmo assim é a única que me dá vontade de usar o Android. Se não fosse ela, já estava no iOS há muito tempo, pq usar o Android Puro é de lascar, apesar de ter melhorado.

Baidu feat MC Brinquedo

Importei um Xiaomi Mi (alguma coisa + número) e o S.O vem cheio de lixo.

Minha primeira intuição? Remover TUDO e adivinha só... A aclamada, idolatrada Xiaomi não só impede a remoção (normal até aqui) como também BLOQUEIA para que o app não seja bloqueado.

PREFIRO A MORTE!, Poxa, que desse ao menos o direito de pausar os lixos.

Kodos Otros

ahhaah verdade.
Eu fui experimentar a miui 10 chinesa (tem em inglês) e cara.. Que horror!
Tipo, tem Baidu por tudo quanto é lado! Um monte de tranqueira bizarra no sistema.. Não sei como conseguem usar.

Baidu feat MC Brinquedo

Não consigo confiar numa UI que vem com "Antivírus" (olá, 2018!) e "otimizador de memória", isso parece um filme de 2010.

Kodos Otros

A Miui 10 tá bem inspirada no Android Puro, só que bem melhorado por sinal.

Kodos Otros

Ah, tem uma coisa, eh meio bagunçado isso mesmo. A real é que não vale a pena comprar essa linha Redmi. As únicas que compensam são a linha Mi, Note e Mix. O resto é porcaria.

Kodos Otros

Sim, se sou eu que estou falando, então só pode ser a minha opinião.
A unica coisa que a Miui perdia era com rel. as notificacoes, o resto ja tinha ha bastante tempo nela, por exemplo divisao de tela, bloqueio de ligacoes, nivel de bateria do fone de ouvido sem fio etc.
O Android puro, ja deixou de ser sinonimo de originalidade ha umas tres atualizacoes. Ate a interface da samsung ja bate o Android puro (nao em termos de estabildiade, claro).

Rookie naz

"Cara, você tem que entender que a versão do Android na Miui não faz a mínima diferença."

Faz diferença sim, meu Redmi Note 3 Pro tá rodando a MIUI 9.5 com base no Android 6.0, a atualização pra MIUI 9 foi mais perfumaria, recursos e mudanças interessantes só foram pra MIUI 9 com base no Nougat ou Oreo.(Multijanela e Notificações mais decente).

X-Tudãoᴳᴼᵀ

Já deu de snapdragon 625 né.

Ed. Blake

Eu tenho o Redmi Note 4. Nada a reclamar até então.
Ainda mais considerando que na época paguei no meu o preço de um Moto C.

Exibir mais comentários