Início » Jogos » Steam Play traz mais jogos do Windows para o Linux

Steam Play traz mais jogos do Windows para o Linux

Nova plataforma para gamer no Linux utilizará a Vulkan como base para portar os games

André Fogaça Por

O Linux não é a melhor plataforma para quem curte games, mas a Valve pode estar no caminho para mudar parte este cenário. Hoje (22), a empresa anunciou que uma nova versão do Steam Play será responsável por trazer games exclusivos do Windows para os sistemas operacionais que utilizam o Linux.

A novidade utiliza uma versão modificada da camada de compatibilidade WINE, que faz uso de APIs feitas para Windows em versões de sistemas operacionais que utilizam Linux, como é o caso do Ubuntu. Com a mudança, o Steam Play utilizará a API Vulkan para rodar implementações do DirectX 11 e 12, o que melhora o rendimento dos games e aumenta a capacidade de uso do hardware disponível em cada PC.

Steam

 

Além disso, a empresa garante que há melhorias na forma como os jogos utilizam o recurso de tela cheia e maior suporte para controles, que agora são reconhecidos automaticamente para modelos compatíveis com o programa. A primeira leva de games que podem rodar com o novo Steam Play no Linux contém estes títulos:

  • Beat Saber
  • Bejeweled 2 Deluxe
  • Doki Doki Literature Club!
  • DOOM
  • DOOM II: Hell on Earth
  • DOOM VFR
  • Fallout Shelter
  • FATE
  • FINAL FANTASY VI
  • Geometry Dash
  • Google Earth VR
  • Into The Breach
  • Magic: The Gathering - Duels of the Planeswalkers 2012
  • Magic: The Gathering - Duels of the Planeswalkers 2013
  • Mount & Blade
  • Mount & Blade: With Fire & Sword
  • NieR: Automata
  • PAYDAY: The Heist
  • QUAKE
  • S.T.A.L.K.E.R.: Shadow of Chernobyl
  • Star Wars: Battlefront 2
  • Tekken 7
  • The Last Remnant
  • Tropico 4
  • Ultimate Doom
  • Warhammer® 40,000: Dawn of War - Dark Crusade
  • Warhammer® 40,000: Dawn of War - Soulstorm

O melhor de tudo é que, com as APIs, jogos exclusivos de Windows precisam ser apenas marcados para que também fiquem compatíveis com Linux e o Steam faz o resto do trabalho.

O Steam Play foi lançado em 2010, permitindo que usuários de Linux, Mac e Windows acessem compras feitas em qualquer plataforma, com 3 mil títulos já disponíveis para quem tem o Linux instalado no computador.

Com informações: Valve.

Mais sobre: , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Facundes
Achei um grupo de Gamers Linuxers. O conceito é bem interessante. Pois, funde o conceito Linux e Jogos. E ajuda a galera a rodar jogos do Windows no Linux. Grupo em português para Jogos que rodam no Linux, livres ou proprietários. https://t.me/winehq_linux
Roger "The Flood" Inacio
E a Vulkan e a antiga Mantle?
Roger "The Flood" Inacio
Não consegui rodar os que exigem o client Uplay como o child of light.
Romulo Pulcinelli Benedetti
Não é para quem quer ser alternativo, é para quem quer paz, O windows não é confiável em muitos aspectos, updates podem ferrar feio com tudo e a restauração temperamental do Windows, se recuperar seu sistema vivo vai ser depois de horas moendo dados. O linux tem restaurações que podem ser criadas e recuperadas instantaneamente e elas absolutamente sempre funcionam, e isso é apenas uma das muitas coisas cruciais que o Windows é incapaz de fornecer, tem muitos anos que eu não sei o que é ter contratempo por causa do computador.
Trovalds
Preconceito contra Linux NO DESKTOP. Pule o prefácio e vá direto à primeira parte se quiser ler o que interessa.http://itvision.altervista....
Sandor Clegane
Doki Doki é bem Peculiar kk....joga que é bom !
Vitor Hugo
Faça sua dissertação sobre o mundo dos games, Trovalds, fiquei interessado.OpenGL não é apenas multiplataforma, também é multipropósito. Você construiu sua frase para dar a entender que OpenGL não é pra desenvolver games, o que é mentira. Ele não é APENAS para isso, mas também é para isso sim.Além disso, não existe só OpenGL no lado open source das APIs gráficas, esqueceu? Vulkan tá aí e tá rodando melhor que DX12 rs.O mais engraçado é que a Vulkan também mata seu argumento de antes sobre a falta de interesse da AMD, já que ela foi construída baseada na Mantle, que a AMD desenvolveu e depois doou para o Grupo Khronos (pra terem um ponto de início e tornarem o resultado disso o novo padrão aberto do mercado de games).
Vitor Hugo
?há anos que jogo Dota 2 nas duas plataformas, tudo lindo por aqui.
Fernando Jorge Mota
Argumenta aí, então. Sabichão.Tudo o que eu vi até agora foi você apresentando inverdades e achismos baseados no seu preconceito contra Linux.Nenhum link, nenhuma fonte, nenhum argumento minimamente decente.Se tu é tão sábio assim, compartilha aí algo de qualidade em vez de ficar falando achismo e preconceito na internet, cara. Ainda mais se for pra ficar mandando essas frases focando na minha pessoa em vez de contra-argumentar decentemente o que eu falei. =)
Trovalds
"Sabe de nada, inocente..."
Fernando Jorge Mota
E?Todo o seu "argumento" até aqui envolve somente NVIDIA e AMD, que até onde eu sei projetam GPUs, que trabalham (entre outras coisas, obviamente) com APIs para renderização, como Direct3D, OpenGL e Vulkan.E outra: Mesmo usando quaisquer uma dessas tecnologias não te impede de criar um jogo de alta performance. Ou tá desistindo de falar que NVIDIA e AMD não apoiam o Linux e querendo mudar para APIs de áudio e afins também? Visando argumentar que só porque o DirectX é um "pacote mais completo" ele é melhor? Inclusive, já ouviu falar sobre engines de jogos? Elas são excelentes para integrar tudo (renderização, áudio, etc.) em um pacote bem legal para criar...jogos..E até onde eu sei as principais disponíveis por aí suportam nativamente Linux.Não to te entendendo, Trovalds, honestamente.
Trovalds
Ia escrever uma dissertação aqui a respeito de coisas sobre o mundo dos games mas deixa pra lá. Vou só deixar o seguinte: DirectX é API pra desenvolver games, OpenGL não. E a primeira é exclusividade da MS.
Fernando Jorge Mota
Já tá testado: https://www.phoronix.com/sc... (vai vendo as páginas seguintes para ver os benchmarks)Ainda não entendi seu ponto, cara. É óbvio que o Linux não ganha todas, mas tá BEM parelho ao meu ver. Basta o port ter qualidade. Logo seu argumento não faz sentido.
Genilson da Silva
Nada a ver. Ferrari usa a mesma gasolina que vai no Corsa. No caso do Linux é energia elétrica que é a mesma para qualquer sistema. Além do mais, não culpe o sistema pelo erro dos publishers. Afinal, quem faz tudo no Linux são usuários dele, não simplesmente usuários passivos de um sistema.
Guilherme Andrade
Linux é igual uma Ferrari sem gasolina. Enquanto o Corsa vai onde quer, eu prefiro não ficar parado esperando a boa vontade das publishers.
Trovalds
Tá né... agora experimenta jogar um game multiplataforma em ambas.
brunocabral
Aquela coisa mal portada? Tem desempenho ruim mesmo. Já se vc olhar pro Mad Max e Grid por exemplo, a história já muda um bocado. Não que tenham o mesmo desempenho, mas já fica bem mais próximo do Windows no OpenGL (Mad Max usa Vulkan, que tem 30% mais desempenho)
Master Chief
Posso estar falando besteira, mas o wine é uma biblioteca aberta para executar os .exe's da vida com suas dll's e tudo mais, não é emulação... diria uma engenharia reversa alternativa, uma forma de rodar programas do windows sem necessariamente, usar a forma que o windows usa (exceto uma parte do wine, que é baseado em alguns arquivos que a MS deixou aberto, mas acho que é lá do W98). Graças a esse projeto, a steam, em teoria, pode usar os mesmos arquivos de jogos do windows no linux, aplicando apenas as bibliotecas necessárias para rodá-los, com alguns ajustes.Mas em resumo: O jogo vai rodar no linux, se der problema no jogo, o jeito é se unir a comunidade para arrumar e contribuir não só com esse jogo, mas com todos o projeto do wine.
Vitor Hugo
não seria "reparar o game", e sim aprimorar as APIs do WINE... e aí que fica a graça do open source :)
S Y N T H W A V E + L O V E R
Nessa conversão pode ocorrer bugs. Fora que a publisher não está se envolvendo no caso. Quem iria reparar o game? Valve? AMD/Nvidia? A publisher teria alguma obrigação? Neste último caso, acho que não.
Genilson da Silva
Não seja trouxa, o Linux é igual a uma Ferrari rodando em estrada brasileira, o Windows seria um Corsa andando em estrada perfeita. Se aos poucos estão arrumando as estradas eu continuo com a Ferrari.
Vitor Hugo
Além do WINE não ser um emulador, a AMD é quem tá mais se importando com o Linux. Só ver que o driver de código aberto para as placas da AMD que já vem no kernel tem como principal desenvolvedora a própria AMD.Além disso, só você ver como a adoção do Linux como plataforma para as desenvolvedoras tem aumentado. Os benefícios do Linux são vários, não na questão de jogos, mas sistema operacional mesmo. Os jogos que são feitos para rodar nos dois rodam de forma muito parecida nos dois, já que a Vulkan é multiplataforma e tem sido bastante usada inclusive para desenvolvimento de jogos no Windows e, quando bom implementada, é superior ao DX12.Concordo que o software deles é mal feito, mas não pelo modelo de negócios e sim por como foi desenvolvido mesmo, principalmente para Linux em que ele mesmo tenta gerenciar suas janelas, horrível para quem usa gerenciadores de janelas que não são stacking. O modelo deles ainda é muito rentável e parece que vai bem das pernas ¯\_(ツ)_/¯E que bugs que você tá falando? Bugs no kernel? No driver da AMD? Seja mais específico.
Vitor Hugo
tá atrasado. dá uma olhadinha no AMDGPU. já sobre a nVidia... é...
João
Quanto melhor fica a adaptação dos jogos, melhor será o desempenho. E quando ficar a par em jogos pesados, ficará com mais fps que o Windows devido ao sistema mais otimizado e leve que são as distros linux. Imagino no futuro os pro players e paranoicos com fps migrando pro linux pq será melhor hahahuahuahu.
Guilherme Moreira
o software da Steam é perfeito, pára de bostejar cara.
lucastsg
So uma coisa,o WINE nao é um emulador,o que ele faz é converter as api do Windows pra linux
Molinex
Peguei esse porque uma mina aqui no trampo falou que era bom https://uploads.disquscdn.c... Mas acho que vou pegar esse https://uploads.disquscdn.c... porque um camarada testou e disse que tá rodando liso
Gertrudes, a Lhama
Vale lembrar que qualquer título pode ser rodado com o Steam Play. Essa lista é apenas os que eles garantem 100% de compatibilidade.
Vinícius Jorge
No meu caso pegarei Nier AutomataParabéns Valve!
MTGR
A parte do Windows faz sentido. A gambiarra do Wine é muito ruim. E o pior de tudo é que não seria muito difícil fazer um jogo pro Linux com a base que se tem hoje de desenvolvimento, principalmente aqueles jogos que são lançados junto com o macOS. É uma trágica mistura de falta de usuários com falta de vontade das empresas (leia-se: baixo retorno no curto e médio prazo).O público do Linux é outro. Eu uso Linux e Windows, cada um pra fazer uma tarefa distinta. Ainda tenho ressentimento quanto ao Windows Phone. Detesto Android e não tenho dinheiro pra comprar um iPhone =(Mas a Steam ainda é a maior plataforma de games no PC. Mesmo as empresas que publicam em outras plataformas, normalmente próprias, acabam publicando na Steam. Bethesda tem todos os jogos na Steam (até porque a experiência do aplicativo deles é terrível). E ainda mais além, o motivo dos jogos de PC não ser tão alto como nos consoles se dá justamente pela Steam e pela agressividade dela no mercado. Não é incomum um jogo custa 2x mais na loja do Windows em comparação com a Steam. A Steam (o aplicativo do Windows) já foi muito pior, melhoraram absurdamente ele com o passar dos anos. Hoje é usável. Não chega ainda nos pés do app da Blizzard, mas, está melhorando.
Trovalds
Só passando pra lembrar que enquanto nVidia e AMD não se envolverem com o Linux, esquece. O que tem hoje por parte deles é implementação pífia de driver pra "não passar batido".
Paul
'' ...Em suma, fica pra quem quer ser alternativo, do mesmo jeito do povo que comprou a ideia do Windows Phone (eu, inclusive); depois ficaram chupando dedo... ''Eu ri, e não foi pouco, porque é verdade msm. KkkkkkkkkkNo mais, tudo que vc digitou faz sentido
S Y N T H W A V E + L O V E R
O primeiro Middle-earth faz 100 fps no Windows; no Linux deles, só 40 fps. Quem é o louco que troca pra jogar de forma pior? Rsrsrs E a AMD parece que não dá suporte de driver no Linux. São muitos contras e pouco ou nenhum benefício, e os bugs ninguém sabe quem irá consertar (?).Em suma, fica pra quem quer ser alternativo, do mesmo jeito do povo que comprou a ideia do Windows Phone (eu, inclusive); depois ficaram chupando dedo. E o SteamOS vem sendo fail, e as Steam Machines morreram de forma trágica.Fora que essa gambiarra deles é emulação de Windows. Todos sabemos que emular alguma coisa nunca é 100%.Terminando o raciocínio, a Valve está com medo do UWP e quer se desprender do ecossistema do tio Bill, e é esperar pra ver se o projeto vinga, já que eles não vêm acertando nem em fazer jogos, nem no software deles que é muito ultrapassado e pouco usual pra 2018 em diante (Steam), e vem sendo abandonado pelas thirdies (Bethesda, Epic).
Capitão Caverna
"menos dependentes da microsoft" né?
Ciro Moises Seixas Dornelles
Isso é pra quem não quer como eu ter um windows na maquina. Eu achei ótimo. Vou acabar comprando mais jogos na steam. Eles ganham mais grana. Ficam menos dependentes da microsoft e atraem uma base de clientes maior.Todo mundo sai ganhando.
Capitão Caverna
Só gambiarra.Se quer jogar, não tem o que discutir: é windão mesmo.
Molinex
A Steam faz mais do que a parte dela, pra trazer games pra Linux. Vou ver se pego o FFVI pra comemorar a novidade, e para agradecer pelo trampo da galera da Valve...