Início » Computador » Nvidia: GeForce RTX 2080 é 50% mais rápida que GTX 1080 em jogos

Nvidia: GeForce RTX 2080 é 50% mais rápida que GTX 1080 em jogos

Testes da Nvidia mostram GeForce RTX 2080 com mais desempenho gráfico que a GeForce GTX 1080 graças a técnicas de ray tracing e DLSS

Por
21 semanas atrás

A GeForce RTX 2080 e a GeForce RTX 2080 Ti foram anunciadas nesta semana. A dupla chega com a missão de formar a nova elite de placas de vídeo da Nvidia. A perguntar é: elas são mais poderosas, mas até que ponto? Para dar uma noção do poder das novas GPUs, a companhia mostrou alguns comparativos entre a GeForce RTX 2080 e a GeForce GTX 1080 (geração anterior).

GeForce RTX 2080

Perguntas sobre o desempenho aparecem toda vez que uma placa de vídeo é anunciada, mas, no caso da série RTX 2000, todo mundo quer saber como a nova arquitetura Turing se comporta. Um dos atributos dela é o suporte mais amplo ao ray tracing (ou traçado de raios), técnica que gera imagens de uma forma que, até certo ponto, se assemelha ao modo como enxergamos o mundo.

Não que o ray tracing seja um conceito atual. Técnicas do tipo são usadas há anos pela indústria cinematográfica, só para dar um exemplo. Mas, graças a um componente que a Nvidia chama de RT Core, as novas placas podem lidar com uma quantidade muito grande de traçados de raios.

Porém, na prática, como é que fica? Pois bem, a Nvidia afirma que jogos como Hitman 2, PUBG, Shadow of the Tomb Raider e Wolfenstein II são cerca de 50% mais rápidos na GeForce RTX 2080 do que na GeForce GTX 1080 em resolução 4K.

GeForce RTX 2080 versus GeForce GTX 1080

A companhia também afirma que a RTX 2080 consegue rodar títulos como Call of Duty: WWII, Destiny 2, Mass Effect: Andromeda e Battlefield 1 em resolução 4K e HDR superando a casa dos 60 frames por segundo.

GeForce RTX 2080 com HDR

Tem mais: quando o Deep Learning Super-Sampling (DLSS) é usado, a RTX 2080 consegue ter quase 75% mais desempenho que a GTX 1080 em games como PUBG, Shadow of the Tomb Raider e Final Fantasy XV.

Como? O DLSS é uma nova técnica de renderização da Nvidia que usa os núcleos Tensor para dar contornos mais definidos aos objetos. Esse trabalho é otimizado com base em mecanismos de aprendizagem profunda.

Todos esses números são impressionantes e geram ainda mais expectativas quanto ao desempenho da GeForce RTX 2080 Ti, assunto ainda não comentado pela Nvidia. Mas é prudente não se empolgar muito, pelo menos não agora.

GeForce RTX 2080

Para começar, os números dizem respeito a testes feitos pela própria Nvidia. A companhia não revelou muitos detalhes sobre eles. Não está claro, por exemplo, qual configuração gráfica foi aplicada nos testes em 4K e 60 Hz.

Além disso, é necessário levar em conta como os desenvolvedores aproveitarão as técnicas de ray tracing e DLSS nos jogos, razão pela qual testes detalhados sem esses recursos também precisam ser feitos.

É inegável que a nova geração traz avanços importantes, mas convém esperar pelos benchmarks independentes para sabermos se realmente vale a pena pagar pelos preços que a Nvidia sugere para a GeForce RTX 2080 (a partir de US$ 699) e a RTX 2080 Ti (a partir de US$ 999).

Com informações: CNET.