Início » Carro » Uber quer testar veículo voador elétrico em São Paulo e no Rio

Uber quer testar veículo voador elétrico em São Paulo e no Rio

Por
1 ano atrás

O Uber anunciou nesta quinta-feira (30) que escolheu cinco países para testar seu táxi voador, e o Brasil está na lista. A iniciativa UberAir deve se expandir para além dos EUA, contemplando a cidade do Rio de Janeiro e o estado de São Paulo. A empresa fez parceria com a Embraer para criar um veículo voador elétrico.

Uber eCRM-003, conceito de veículo voador

Na conferência Uber Elevate, a empresa anunciou os cinco países em que pretende testar seu veículo voador. Ela está trabalhando com planejadores urbanos e agências reguladoras na Austrália, Brasil, França, Índia e Japão.

O Uber vai realizar testes em Dallas e Los Angeles, e quer expandi-los para uma terceira cidade que será revelada nos próximos seis meses. A promessa é de um futuro em que você pode “apertar um botão e pegar um voo”.

Estes foram os locais selecionados:

  • Austrália: Sydney e Melbourne
  • Brasil: Rio de Janeiro e o estado de São Paulo
  • França: Paris
  • Índia: Mumbai, Deli e Bangalore
  • Japão: Tóquio

Uber diz que seu veículo é melhor que helicóptero

Uber eCRM-003, conceito de veículo voador

E como isso será feito? Em maio, o Uber apresentou seu primeiro projeto para um veículo eVTOL (decolagem e aterrissagem vertical elétrica). O eCRM-003 possui quatro pares de hélices para elevação vertical, acionados por motores elétricos.

Isso significa que a aeronave não precisa de uma pista para decolagem. Ao chegar em altitude de cruzeiro, ele se move para a frente usando um rotor traseiro e asas fixas. A promessa é de um voo mais silencioso e eficiente em relação a um helicóptero.

O eCRM-003 seria capaz de atingir velocidades de cruzeiro entre 240 km/h e 320 km/h, percorrendo 100 km em uma só carga. Ele é movido a baterias; o Uber contratou Celina Mikolajczak, antes chefe de engenharia de baterias na Tesla, para essa tarefa.

O Uber prevê que seu serviço de táxi aéreo será lançado entre 2020 e 2023. Outras empresas também estão trabalhando em veículos voadores, incluindo Boeing, Kitty Hawk e Opener (do BlackFly).

Com informações: CNET.

Mais sobre: , ,