Início » Negócios » Nubank libera novo investimento na NuConta com proteção do FGC

Nubank libera novo investimento na NuConta com proteção do FGC

Nubank oferece RDB para clientes da NuConta; título de renda fixa tem proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)

Felipe Ventura Por
24 semanas atrás

O Nubank está oferecendo uma nova opção de investimento para clientes da NuConta: o RDB (Recibo de Depósito Bancário) é um título de renda fixa que conta com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). O usuário poderá escolher se seus depósitos irão para o RDB ou para títulos públicos do governo; ambos oferecem rendimento de 100% do CDI, superior à poupança.

Desde o lançamento, a NuConta aplicava todos os depósitos em títulos públicos: o dinheiro fica em um patrimônio separado e protegido pelo Banco Central, não podendo ser utilizado pelo Nubank. No entanto, esse investimento não é feito em seu CPF nem é coberto pelo FGC.

Agora, a NuConta tem a opção do RDB (Recibo de Depósito Bancário). Ele rende 100% do CDI e oferece liquidez diária, ou seja, você pode resgatá-lo quando quiser. Além disso, o FGC protege seu investimento.

O Fundo Garantidor de Crédito é uma entidade sem fins lucrativos que cobre depósitos de até R$ 250 mil caso a instituição financeira tenha algum problema. Ou seja, se um banco quebrar, o cliente consegue receber seu dinheiro de volta (até o limite de R$ 250 mil).

O FGC entrou em ação no ano passado, quando o Banco Neon (antes Pottencial) teve suas atividades interrompidas pelo Banco Central; desde então, a Neon Pagamentos fechou parceria com o Banco Votorantim para voltar a operar.

NuConta permite escolher entre RDB e títulos públicos

O cliente poderá escolher se seu dinheiro irá para o RDB: se ele aceitar, todos os novos depósitos serão aplicados nesse título; caso contrário, futuros investimentos serão feitos somente em títulos públicos.

Vale notar que o dinheiro já depositado na NuConta continuará em títulos públicos: não seria uma boa ideia transferi-los pois haveria incidência de Imposto de Renda. A alíquota depende de quando a aplicação foi feita — ela diminui com o tempo.

Tanto os títulos públicos como o RDB seguem a seguinte tabela regressiva de IR:

  • até 180 dias: 22,5%
  • de 181 a 360 dias: 20%
  • de 361 a 720 dias: 17,5%
  • acima de 720 dias: 15%

A alíquota é cobrada em cima dos ganhos, não sobre o valor total. Mesmo pagando IR, os rendimentos são maiores que os da poupança. (A NuConta sempre mostra os ganhos líquidos, já descontado o IR.)

"Qualquer valor retirado da NuConta, seja para pagamentos, transferências ou saques, é feito para minimizar os impostos cobrados sobre os rendimentos", diz o Nubank. "Ou seja: sempre que você movimentar o dinheiro, a NuConta vai automaticamente selecionar a melhor opção para que você pague menos impostos."

Nubank usará dinheiro de RDB para empréstimos

Basicamente, o RDB é uma forma de emprestar seu dinheiro ao Nubank: a empresa pagará juros para você no equivalente a 100% do CDI. "Justamente por poder ser misturado ao nosso patrimônio, essa modalidade de depósito oferece a proteção do FGC", explica a empresa.

E o que a fintech fará com seu dinheiro? "Os valores aplicados em RDB do Nubank podem ser usados pela gente para outras finalidades – como, por exemplo, oferecer empréstimos", ela diz. A NuConta vem testando o recurso de empréstimo com alguns usuários; em maio, a fintech cobrou taxa média de 4,38% ao mês.

Mais sobre: , ,