Início » Computador » Apple Mac Pro é lançado no Brasil custando até R$ 439 mil

Apple Mac Pro é lançado no Brasil custando até R$ 439 mil

Apple começa a vender Mac Pro no Brasil; computador pode ter processador Intel Xeon de 28 núcleos e 1,5 TB de RAM

Felipe Ventura Por

A Apple começou a vender o Mac Pro no Brasil desde esta quarta-feira (19): o computador é projetado para ser consertado e atualizado facilmente, e traz componentes como processador Intel Xeon de 28 núcleos, 1,5 TB de RAM e placa de vídeo AMD Radeon Pro Vega II Duo. Claro, isso não sai barato.

Apple Mac Pro (2019) e Pro Display XDR

O Mac Pro tem duas versões: torre, para ser colocado na mesa ou abaixo dela; e rack, para ser encaixado em trilhos deslizantes de um gabinete. Elas têm preços iniciais de R$ 55.999 e R$ 59.999, respectivamente.

Como o Tecnoblog adiantou, o Mac Pro custa até R$ 438.399 na versão torre, e até R$ 439.199 na versão rack. Em ambos os casos, isso inclui o processador de 28 núcleos, 1,5 TB de RAM, SSD de 8 TB e duas placas de vídeo Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB de memória cada. Os preços máximos também englobam a placa de aceleração de hardware Apple Afterburner.

Esses preços atingirão patamares ainda maiores: a Apple dará a opção de customizar o Mac Pro com a placa de vídeo AMD Radeon Pro W5700X.

Não fique assustado com esses preços: o Mac Pro definitivamente não é voltado para consumidores, e sim para empresas que lidam com tarefas pesadas de computação — renderização de vídeo 8K, por exemplo.

Apple Mac Pro Modelo básico Modelo mais caro (até agora)
Processador Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz, 4 GHz em turbo) Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz, 4,4 GHz em turbo)
RAM 32 GB 1,5 TB
Placa de vídeo AMD Radeon Pro 580X com 8 GB de memória GDDR5 2x Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB de memória HBM2 cada
Armazenamento SSD 256 GB 8 TB
Apple Afterburner não sim
Base pé fixo (apenas versão torre) rodinhas (apenas versão torre)
Preço no Brasil, versão torre (preço nos EUA) R$ 55.999 (US$ 5.999) R$ 438.399 (US$ 53.799)
Preço no Brasil, versão rack (preço nos EUA) R$ 59.999 (US$ 6.499) R$ 439.199 (US$ 53.899)

Apple cobra R$ 200 mil por 1,5 TB de RAM no Mac Pro

Estes são os valores que a Apple cobra por cada upgrade do Mac Pro, seja na versão torre ou rack. A opção de 1,5 TB de RAM está disponível apenas em conjunto com o Intel Xeon de 24 ou 28 núcleos.

Processador:

  • Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz / 4 GHz): (modelo básico)
  • Intel Xeon W de 12 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 8.000
  • Intel Xeon W de 16 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 16.000
  • Intel Xeon W de 24 núcleos (2,7 GHz / 4,4 GHz): + R$ 48.000
  • Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz / 4,4 GHz): + R$ 56.000

RAM:

  • 32 GB de RAM: (modelo básico)
  • 48 GB de RAM: + R$ 2.400
  • 96 GB de RAM: + R$ 8.000
  • 192 GB de RAM: + R$ 24.000
  • 384 GB de RAM: + R$ 48.000
  • 768 GB de RAM: + R$ 112.000
  • 1,5 TB de RAM: + R$ 200.000

Placa de vídeo:

  • Radeon Pro 580X com 8 GB GDDR5: (modelo básico)
  • Radeon Pro Vega II com 32 GB HBM2: + R$ 19.200
  • 2x Radeon Pro Vega II com 32 GB HBM2 cada: + R$ 41.600
  • Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB HBM2: + R$ 41.600
  • 2x Radeon Pro Vega II Duo com 2×32 GB HBM2 cada: + R$ 86.400

Armazenamento:

  • SSD de 256 GB: (modelo básico)
  • SSD de 1 TB: + R$ 3.200
  • SSD de 2 TB: + R$ 6.400
  • SSD de 4 TB: + R$ 11.200
  • SSD de 8 TB: + R$ 20.800

Adicionais:

  • Apple Afterburner: + R$ 16.000
  • Corpo com rodinhas (apenas versão torre): + R$ 3.200

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Você sabe que essa é LITERALMENTE uma máquina feita para profissionais?

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Dá vontade ter um computador mais GB de RAM que eu tenho de armazenamento. Hahahah

Mas sério, é uma máquina profissional nos EUA até barata para o que ela faz, esses dias um amigo me mostrou que um monitor de referência da Sony com especificações menores que o Pro Display é o triplo de preço… Que uma workstation para animações 3D, coisa que o Mac Pro faz, da HP é 5000 USD a mais no modelo básico (e com menos RAM e Video)… ou seja, é raro dizer isso, mas a Apple está bem competitiva no mercado profissional.

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Vai fazer um banquinho?

@bkdwt

O tal “monitor pro” da Apple que ela na sua tremenda insanidade fez questão de dizer que era o melhor monitor “profissional” do mundo e ainda teve a audácia de compará-lo com um monitor da Sony que custa muito mais e é INFINITAMENTE superior?

Esse monitor “pro” da Apple nada mais é que um monitor overpriced pra Youtuber editar vídeos.

Daniel Soares (@dsoares)

Pra começar essa placa mãe não suporta 1,5TB de Ram (máximo de 256GB). Segundo que existe uma diferença de preço considerável entre memórias Ram que usamos no dia a dia e as memórias ECC usadas no Mac Pro. Terceiro, sua configuração tem apenas 128GB de Ram. Quarto, não existe nada no mercado como a Afterburner para o pessoal que dita em ProRes.

O Mac Pro é overpriced? Com certeza. Mas a comparação que você fez é rasa demais.

Filipe Espósito (@filipeesposito)

Exato. Sem contar que as principais ferramentas profissionais de edição de áudio só existem para macOS, assim como existe quem depende do Final Cut e outros programas exclusivos da plataforma. Uma grande empresa que pode pagar por esses equipamentos não vai atrás de montar computador pra fazer hackintosh. O custo da máquina acaba se pagando nos trabalhos que são feitos nela depois.

O Neil Parfitt, que compõe músicas pra filmes e TV, fez um vídeo super detalhado explicando como o Mac Pro compensou pra ele por conta de tudo isso. Vale a pena dar uma olhada: https://www.youtube.com/watch?v=xNrG2mwt4Uo

O Jonathan Morrison também já fez um vídeo parecido com um estúdio de gravação que usa o Mac Pro e o Logic Pro X (programa que só existe para Mac): https://www.youtube.com/watch?v=jv5HIrOrn2o&t=322s

É algo destinado pra um público bem específico. Tem gente achando que é máquina pra rodar joguinho em casa.

Junior Max (@JuniorMax)

Tenho uma opinião em relação a produtos bem específico: “Se você não consegue entender o produto, é muito provável que você não seja o público alvo”

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Sem contar que um estúdio, grande ou médio, não vai empenhar uma grana em um pc alternativo rodando software gambiarra.

Sem contar que o nível de engenharia e construção de um Mac Pro nem se compara a algo caseiro. Pra ter uma noção, as pás que dissipam calor (que são 3) cada uma gira em uma frequência diferente pra neutralizar o barulho uma da outra e operar em absoluto silêncio. É um tipo de preocupação que n se vê em algo doméstico.