Tecnoblog
Início » Jogos » Xbox Series X tem chip gráfico de 12 teraflops, revela Microsoft

Xbox Series X tem chip gráfico de 12 teraflops, revela Microsoft

Xbox Series X, concorrente do PlayStation 5 (PS5), será compatível com jogos das gerações anteriores, incluindo o primeiro Xbox

A Microsoft confirmou mais detalhes técnicos do Xbox Series X nesta segunda-feira (24): o concorrente do PlayStation 5 terá chip gráfico de 12 teraflops, oito vezes o desempenho do Xbox One original; e será compatível com jogos de todas as gerações anteriores, incluindo o primeiro Xbox.

Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, diz em comunicado que o Xbox Series X possui quatro vezes o poder de processamento do Xbox One, graças à CPU com arquitetura AMD Zen 2. Quanto aos gráficos, temos aqui uma GPU com arquitetura RDNA 2 de 12 Tflops, o dobro do já poderoso Xbox One X (e oito vezes o desempenho do Xbox One).

Os desenvolvedores poderão solicitar ao chip gráfico que dê prioridade para determinados personagens ou objetos, graças ao sombreamento de taxa variável (VRS, Variable Rate Shading). "Essa técnica resulta em taxas de quadros mais estáveis ​​e em uma resolução mais alta, sem impacto na qualidade final da imagem", explica Spencer.

Além disso, o ray tracing — tecnologia que permite uma iluminação mais realista em jogos — será acelerado por hardware para uma performance maior. A implementação da Microsoft se chama DirectX Raytracing.

O armazenamento SSD será capaz de carregar jogos mais rápido. Um novo recurso chamado Quick Resume permitirá voltar a um jogo em estado suspenso quase imediatamente, sem que o usuário precise enfrentar telas de "loading...".

Há ainda a entrada de latência dinâmica (DLI, Dynamic Latency Input): ela promete reduzir o intervalo entre seus comandos no Xbox Wireless Controller e a resposta do console, graças a um protocolo wireless proprietário da Microsoft com alta largura de banda.

Xbox Series X rodará jogos do primeiro Xbox

A retrocompatibilidade do Xbox Series X se expandirá para jogos do primeiro Xbox, Xbox 360 e Xbox One. Títulos antigos "se beneficiam de taxas de quadros mais constantes, tempos de carregamento mais rápidos e resolução e fidelidade visual aprimoradas, tudo sem a necessidade de esforço dos desenvolvedores", diz Spencer.

As distribuidoras poderão deixar que os usuários comprem um jogo para rodá-lo tanto no Xbox One como no Xbox Series X, sem pagar a mais por isso. Trata-se de algo opcional, que todos os títulos exclusivos do Xbox Game Studios — incluindo Halo Infinite — vão adotar. E graças ao Smart Delivery, cada console baixará apenas os recursos de que precisa.

O Xbox Series X terá suporte a 4K em 60 quadros por segundo, podendo chegar a até 120 fps (talvez em resolução menor), além de reprodução de vídeos 8K.

A Microsoft também trabalhou com fabricantes de TV e com o HDMI Forum, que define os padrões HDMI, para implementar recursos no HDMI 2.1. A taxa de atualização variável (VRR) sincroniza a taxa de atualização da tela com a taxa de quadros do jogo, a fim de evitar artefatos de imagem; e o modo de baixa latência automática (ALLM, Auto Low Latency Mode) permite que o Xbox One e o Xbox Series X ativem o modo de menor latência da TV.

Spencer promete revelar mais detalhes sobre o Xbox Series X na feira E3 em junho. A Sony não vai participar, dizendo que o evento não é "o local certo para o que estamos focados neste ano".

Com informações: Xbox.