Início » Gadgets » Huawei FreeBuds 3: quase AirPods, mas com cancelamento de ruído

Huawei FreeBuds 3: quase AirPods, mas com cancelamento de ruído

Isolamento ativo de ruído se esforça, mas entrega resultado inferior aos concorrentes

André Fogaça Por

Existe uma máxima no mundo da tecnologia que diz: se a Apple fez algo bom, alguma empresa concorrente vai pegar inspiração e vai lançar algo extremamente semelhante que é mais barato e jura ser melhor. A Huawei seguiu este caminho com os FreeBuds 3, fones de ouvido completamente sem fios que, mesmo de perto, você confunde com os AirPods, mas que não são tão mais baratos e ainda querem oferecer um recurso que faltou no modelo da marca da maçã: isolamento ativo de ruído.

Será que vale a pena pagar basicamente a mesma coisa que é cobrada pelos AirPods, em um produto que claramente quer ser o meio do caminho entre o visual dos AirPods e o isolamento de ruído dos AirPods Pro? Fica comigo nos próximos parágrafos que eu te conto se a matemática faz sentido.

Honesto, bonito, mas nada original

huawei freebuds 3 estojo

A caixa dos fones segue a ideia de nobreza que muitas caixas de produtos da Huawei tentam seguir. Há um predomínio do branco, com fones na cor branca (tem contorno mais escuro, eles não ficam invisíveis em tanta brancura) e letras em dourado.

O case dos fones fica dentro deste conjunto elegante, em uma estrutura de borracha que não tem muita vontade de entregar o dispositivo - mas deixa ele cair depois de algumas tentativas forçadas - é por essa força que nasceram as marcas que estão na foto acima.

O estojo parece um sabonete de pia de banheiro, redondo e meio gordinho. Ele segura tudo para o lado de dentro e trabalha com a melhor ideia recente da tecnologia: imãs. Eles seguram os fones no local correto para a recarga, além de segurarem a tampa fechada, que utiliza uma dobradiça em metal e que fica escondida quando não está aberta - bacana.

Case parece sabonete

A caixinha é de plástico e suporta carregamento sem fios, mas não do lado que eu pensei logo de cara - onde fica a dobradiça. Você precisa colocar o estojo com a abertura da tampa virada para a base carregadora. Funciona, mas é estranho e impede que o usuário abra o case enquanto carrega desta forma. Se você prefere carregar por cabo, um USB-C na parte inferior faz o trabalho e não atrapalha a tampa.

Finalizando esta parte dos FreeBuds 3, ela é a única que não tentou ser um AirPods. O case é maior, mais largo e vem com mais energia do que o modelo da maçã, mas ainda assim pode ficar no bolso sem fazer volume exagerado - diferente do espaçoso case do Sony WF-1000XM3. Certamente que as laterais arredondadas ajudam neste ponto.

huawei freebuds 3 fones close

Já os fones são quase que idênticos aos AirPods, com exatamente o mesmo visual, mesma sensação no toque e a quase que a mesma perninha. Este último detalhe é maior no topo dos FreeBuds 3 e eu gostei disso. Se por um lado os fones ficam mais visíveis no seu ouvido, por outro eles ficam mais firmes na mão enquanto você tira o conjunto do case e leva para o ouvido.

huawei freebuds 3 abrindo

Som bom e isolamento acústico (muito) fraco

Os fones, se encaixarem bem na sua orelha, oferecem qualidade de áudio muito boa. Os agudos estão presentes, médios bem vivos e perdem só um pouco nos graves. Você sente eles, mas também sente que falta corpo, falta presença. Em volumes altos, o que você não deveria fazer se quiser ter boa audição por bastante tempo, não há distorção, mas os agudos se sobressaem. A parte positiva é que isso só aconteceu no volume máximo.

Fones de perto

Os fones e o case são controlados por um aplicativo que tem nome de AI Life no Android e Huawei SmartHome no iOS - por mais que o manual dos fones diga que em ambas as plataformas o app tem o mesmo nome. Nele estão os marcadores de nível de bateria dos dois fones e do case, configuração de atalhos que são ativados ao dar um toque em um dos lados do fone, ferramenta para atualização de firmware e ajuste do cancelamento de ruído.

Os atalhos funcionam da mesma forma como nos AirPods, mas com mais funções. É possível chamar um assistente de voz (testei aqui a Alexa e o Google Assistente em um Android e ambos funcionaram perfeitamente), controlar a reprodução de música e até mesmo ligar ou desligar o isolamento de ruído. Ok, vamos falar dele.

huawei freebuds 3 ai life

Um dos recursos mais populares em fones de ouvido lançados recentemente é o isolamento de ruído. Ele pode funcionar de forma passiva e isso significa que o som de fora encontra uma barreira física para entrar no canal auditivo, ou então de forma ativa e que analisa o som externo, emitindo uma onda inversa para o seu ouvido, que acaba diminuindo o som mais estático.

Funciona? Sim, mas a Huawei errou em um ponto: ela só escolheu o isolamento ativo, sem colocar qualquer borracha ou forma de barrar o barulho que passa pelo espaço entre o fone e o ouvido. Como cada um tem uma orelha diferente, o isolamento será melhor ou pior de pessoa para pessoa, mas sempre será menos eficaz do que todos os concorrentes justamente por não ter a tal da borracha.

Comparando com os dois principais concorrentes que existem no Brasil (AirPods Pro e WF-1000XM3), o FreeBuds 3 foi o que menos isolou o barulho. Dentro do aplicativo existe uma área de ajuste da intensidade, mas a Huawei errou novamente por aqui. No lugar de colocar uma barra que vai de mínimo para máximo, ela colocou uma interface que gira eternamente e que mais lembra um dial de rádio.

huawei freebuds 3 controle maior

Você precisa encontrar em qual ponto da roda o isolamento fica melhor, escutando o som e no meu caso eu pouco senti diferença enquanto girava a roda. Não tem nada automático ou com ajuda de inteligência artificial. No caso dos AirPods Pro, a Apple faz o ajuste para você e ele é refeito constantemente para garantir o melhor isolamento.

A bateria promete algo perto entre três horas e meia, até quatro horas de autonomia com o isolamento ligado, valor baixo perto das seis horas que alcança o WF-1000XM3, que tem corpo menor. O case recarrega os fones mais cinco vezes.

Por fim, o aplicativo é especial se você tem um smartphone da Huawei. Apenas neste caso, você pode ter um visual idêntico ao card da Apple que sobe quando a caixa dos AirPods é aberta perto de um iPhone, iPod Touch ou iPad. Ela mostra o quanto ainda tem de bateria em cada parte e vem com uma animação para o acessório. Em todos os outros Androids ou iOS esse recurso não existe - mesmo com o app instalado.

Vale a pena?

Antes de continuar, vale lembrar que os AirPods (Pro ou não) não são como os Apple Watch, eles funcionam em qualquer produto que aceita fones de ouvido Bluetooth. Isso inclui o iPhone, iPad, iPod Touch, todos os smartphones Android, tablets Android, PlayStation 4 e Xbox One, alguns modelos de TV e também alguns computadores, que podem rodar macOS, Windows ou Linux.

no ouvido

Quando você lembra desse detalhe, fica mais fácil colocar os três principais fones completamente sem fios e com isolamento ativo de ruído no mesmo patamar. Os AirPods Pro são os mais caros, custam quase o dobro dos FreeBuds 3, mas o modelo da Huawei custa exatamente a mesma coisa que o WF-1000XM3 da Sony, que tem dois pontos que pendem para ele na matemática: marca mais famosa no Brasil (brasileiro se importa sim com isso) e isolamento acústico muito mais eficiente, com autonomia de bateria mais generosa.

Neste cenário eu consigo encontrar apenas motivos para não levar os FreeBuds 3 para casa, deixando a escolha para o modelo da Sony. Eles custam o mesmo valor, são mais discretos e oferecem melhores resultados tanto na qualidade sonora (graves mais presentes), quanto na autonomia de bateria que é 50% maior e na capacidade de isolamento ativo de ruído.

Tem mais um ponto negativo para os fones da Huawei: remover um dos lados que está na cabeça não faz a música pausar automaticamente. Isso acontece nos dois concorrentes já mencionados e em praticamente qualquer fone de ouvido com isolamento ativo.

Os FreeBuds 3 seriam interessantes apenas se você quiser muito ter o visual dos AirPods em um produto que não é da Apple. Neste caso ainda é complicado por conta do custo dos AirPods sem o isolamento acústico. Enquanto os FreeBuds 3 custam R$ 1,3 mil, os AirPods são vendidos pela Apple por R$ 1.349 e por valores menores no varejo.

Se você realmente só busca o visual dos AirPods e tem dinheiro para os FreeBuds 3, sabendo que eles não são tão bons no isolamento, é melhor comprar os AirPods mesmo e utilizar em qualquer Android.

Especificações técnicas

  • Conectividade: Bluetooth 5.1 com chip Kirin A1;
  • Baterias:
    • Estojo de recarga sem fio: 5 recargas (410 mAh);
    • FreeBuds 3 (cada lado): 4 horas e meia de som (cancelamento de ruído ativado, 30 mAh);
  • Dimensões:
    • Estojo de recarga sem fio: 60,9x21,8 mm;
    • FreeBuds 3(cada lado): 41,5x20,4x17,8 mm;
  • Peso:
    • Estojo de recarga sem fio: 48 gramas;
    • FreeBuds 3(cada lado): 4,5 gramas.
Mais sobre: ,

Comentários da Comunidade

4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Jeronimo
Se eu realmente precisasse de isolamento acústico combinado ao fone wireless, ia de Sony.
@teh
Cancelamento de ruido em um fone que nao é intra ou tiara é muito estranho…
Participe da discussão