Início » Gadgets » Teclado sem fio vs Magic Keyboard; qual a diferença?

Teclado sem fio vs Magic Keyboard; qual a diferença?

Conheça o Magic Keyboard e o Apple Wireless Keyboard e descubra diferença entre ambos

Bruno Gall De Blasi Por
TB Responde

O Magic Keyboard é o novo teclado sem fio da Apple. Além da bateria recarregável, que deixou as pilhas do Apple Wireless Keyboard (Teclado sem fio Apple) no passado, o periférico mais atualizado da Apple traz visual ainda mais compacto, possui versão com teclado numérico e está disponível na cor cinza-espacial, assim como o iMac Pro.

Descubra quais são as diferenças entre os dois modelos de teclado para o iMac.

Apple Magic Keyboard (Foto: customcontentsolutions/Pixabay)

Design do Magic Keyboard e Apple Wireless Keyboard

Ambos os teclados são simples e buscam o máximo de simplicidade. O Magic Keyboard, porém, é o mais fino e compacto e não há compartimento para pilhas ou baterias. Ele é ideal para carregá-lo na bolsa, mochila e demais tipos de bagagens, por exemplo.

O periférico também se diferencia em relação ao teclado numérico, característica que, antes, existia apenas nos modelos com fio. Sendo assim, é possível comprar um teclado wireless com ou sem as teclas dedicadas aos números, de acordo com a sua vontade.

Apple Magic Keyboard

Apple Magic Keyboard com teclado numérico

O Apple Wireless Keyboard também busca o mesmo objetivo. Entretanto, além de mais inclinado, há uma base cilíndrica na parte traseira, local onde se colocam as pilhas. Há um botão na lateral para ligá-lo e desligá-lo, enquanto o Magic Keyboard possui uma pequena chave na traseira.

Além disso, o novo teclado da Apple é o único a contar com uma versão cinza-espacial. Esta opção, porém, está disponível apenas na variante com teclado numérico.

Apple Wireless Keyboard Magic Keyboard Magic Keyboard com teclado numérico
Altura 2,5 cm 0,41-1,09 cm 0,41-1,09 cm
Largura 32 cm 27,9 cm 41,87 cm
Espessura 13,5 cm 11,49 cm 11,49 cm
Peso 0,450 kg 0,231 kg 0,39 kg

Energia: pilha ou bateria?

Esta é a principal diferença entre os dois teclados.

O Magic Keyboard é o primeiro teclado da Apple a não utilizar pilhas. Ele traz uma bateria interna que pode ser restabelecida via cabo Lightning — o mesmo do iPhone — e que não impede o seu funcionamento durante a recarga.

Já o Apple Wireless Keyboard usa pilhas. A quantidade depende do modelo, pois a maioria requer somente duas, enquanto a edição 2007 precisa de três para funcionar.

Você também pode comprar o Apple Battery Charger, carregador de pilhas da Apple. O acessório foi descontinuado em 2015, mas é possível encontrá-lo à venda em lojas de desapego (usado).

Apple Wireless Keyboard

Apple Wireless Keyboard

Qual é o preço?

O Magic Keyboard é o único teclado sem fio da Apple à venda no momento.

E seu preço, para um teclado, é caro… bem caro:

  • Magic Keyboard (sem teclado numérico): R$ 649
  • Magic Keyboard com teclado numérico (prateado): R$ 899
  • Magic Keyboard com teclado numérico (cinza-espacial): R$ 999

Já o Apple Wireless Keyboard não é mais comercializado pela Apple. Sendo assim, é preciso procurar por opções usadas, cujo preço pode girar em torno de R$ 500.

Quais são os requisitos?

O Apple Wireless Keyboard está disponível em três edições (2007, 2009 e 2011) e todas são compatíveis com as versões mais recentes do iOS e macOS. Entretanto, o funcionamento das teclas de funções no iPhone, iPad e iPod touch pode variar de geração para geração e dispositivo conectado.

Apple Wireless Keyboard

Apple Wireless Keyboard

Já o Magic Wireless também tem lá suas diferenças para quem usa Mac. Isto porque a edição sem teclado numérico é compatível com o OS X 11.11 em diante, enquanto a variante com teclado numérico pode ser usada a partir do macOS 12.12.4. Nos dois casos, eles se conectam com iPhone, iPad e iPod touch com iOS 9.1 ou superior.

Vale lembrar que o Apple Wireless Keyboard de 2003 não funciona com iOS.

É compatível com Windows?

A Apple não informa se os teclados são compatíveis com Windows caso não estejam instalados em Macs via Boot Camp. Dessa forma, a expectativa é de que funcionem em computadores com Bluetooth. Entretanto, é possível que os recursos sejam limitados.

Caso você esteja utilizando o Boot Camp (dual boot), a Apple possui um guia que mostra como funciona cada tecla no Windows.

Apple Wireless Keyboard

Algum deles é multidispositivo?

Não.

Os teclados não possuem chave seletora de dispositivos. Mas eles podem ser pareados em mais de um gadget, o que agiliza a troca do seu iPad Pro para o seu MacBook Pro Retina, por exemplo, na hora de fazer a conexão nas configurações do sistema.

O que muda entre as gerações?

As diferenças entre os periféricos são bastante significativas. A começar pelo design, cujo teclado mais recente apresenta um visual mais compacto e fino. Para quem usa iPad, por exemplo, ele é uma opção mais confortável para se levar na mochila.

A bateria, porém, é o principal divisor de águas. Enquanto um depende de pilhas para funcionar, o outro pode ser recarregado em qualquer tomada ou até mesmo em seu MacBook Air. Além de mais prática, a nova geração é mais econômico e ecológica.

Apple Magic Keyboard

Ainda vale a pena comprar o Apple Wireless Keyboard?

Depende. O primeiro ponto a ser observado é a questão da disponibilidade, pois, diferentemente do Magic Mouse 1, ele não está mais à venda no Brasil. Ou seja, resta apenas a alternativa de comprar um teclado usado (que pode ter teclas ruins).

O preço também tende a não ser bem convidativo, pois, como apontado anteriormente, as ofertas em melhor estado giravam em torno de R$ 500. É uma diferença de somente R$ 149 quando comparado com um Magic Keyboard. Isto não significa, porém, que não há anúncios mais em conta. De toda forma, o risco de vir com algum defeito é maior.

O último fator a ser levado em consideração é a questão das pilhas. Há quem não se importe, mas também há quem não goste de trocá-las, mesmo se forem recarregáveis.

Ou seja, varia de gosto para gosto.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação