Início » Negócios » OLX também combate preços abusivos de álcool gel e máscaras

OLX também combate preços abusivos de álcool gel e máscaras

OLX promete coibir preços abusivos e anúncios indevidamente associados ao coronavírus

Emerson Alecrim Por

Por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19), é missão quase impossível encontrar itens como máscaras e álcool gel em farmácias ou mercados. Esse cenário tem feito os preços desses itens dispararem em lojas online. Essa, porém, é uma prática que a OLX promete coibir.

A OLX, que funciona como uma espécie de classificados online, registra uma média de 7 milhões de usuários ativos por dia. É natural, portanto, que a plataforma seja usada para venda e compra de itens relacionados à prevenção do novo coronavírus — uma rápida pesquisa mostra que é fácil encontrar ofertas de álcool gel e máscaras por lá.

OLX

Igualmente fácil é encontrar esses produtos com preços muita acima dos que são praticados usualmente pelo mercado, por isso, a OXL afirma ter intensificado os esforços de suas equipes de qualidade para coibir excessos. Publicações que apresentarem valores considerados abusivos (com preços acima das tabelas oficiais de mercado) serão bloqueados.

Anúncios que fizerem uso indevido do termo “coronavírus” ou semelhantes também poderão ser removidos, procedimento que poderá levar à suspensão dos responsáveis por essas publicações.

Se considerarmos o número de usuários diários da plataforma, o desafio é grande. De todo modo, ofertas abusivas ou publicações não condizentes com as práticas para prevenção ao coronavírus (Covid-19) poderão ser denunciadas em um canal exclusivo dentro da Central de Ajuda da OLX.

Essa não é uma decisão isolada. Também nesta semana, o Mercado Livre anunciou medidas para coibir preços abusivos de álcool gel e máscaras em sua plataforma.

Além disso, a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) e a camara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico) criaram um canal para que consumidores possam denunciar preços abusivos no varejo online de produtos associados à prevenção do coronavírus.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação