Início » Gadgets » Pulse TWS Touch PH320: fones simples, mas decentes

Pulse TWS Touch PH320: fones simples, mas decentes

Fones Pulse TWS Touch PH320, da Multilaser, trazem Bluetooth 5.0 e bateria de cinco horas

Emerson Alecrim Por

Ao buscar por fones de ouvido Bluetooth, há boas chances de que você se depare com os earphones Pulse TWS Touch PH320. Custando R$ 399,90 (preço oficial), eles trazem autonomia de 5 horas, resistência à água (certificado IPX5) e botões sensíveis a toques (daí o “Touch” no nome).

O preço é interessante, pelo menos se levarmos em conta que modelos como os das linhas Apple AirPods e Samsung Galaxy Buds custam de três a seis vezes mais. A questão é: os fones Pulse TWS Touch PH320 prestam?

O fato de a Pulse ser uma marca da Multilaser (empresa frequentemente associada a produtos de baixa qualidade) causa desconfiança. Mas não se preocupe: eu testei os fones e conto as minhas impressões sobre eles a partir de agora.

Análise dos Pulse TWS Touch PH320 em vídeo

Design e conforto

A própria Pulse — ou Multilaser — explica que os fones TWS Touch PH320 são ideais para uso durante atividades físicas. Esse atributo, por assim dizer, prevê duas qualidades: que os fones sejam confortáveis e, ao mesmo tempo, que não caiam facilmente das orelhas, mesmo com movimentos vigorosos.

Olha, os fones PH320 se saem bem nesses dois quesitos. Por serem intra-auriculares (ou in-ear), eles trazem pontas de silicone — com três opções de tamanho — que se encaixam no canal auditivo facilmente e não deixam som vazar, como tem que ser.

Já o corpo (a parte que fica para fora do canal auditivo) tem tamanho um tanto exacerbado, mas se encaixa na orelha sem causar desconforto. Tive impressão de que o fone esquerdo ficou mais frouxo que o direito, mas, certamente, isso se deve às charmosas variações anatômicas das minhas orelhas.

Pulse TWS Touch PH320

O importante é que os fones não se soltaram em nenhum momento, mesmo quando eu balancei a cabeça feito um headbanger levando choque. Então, sim, dá mesmo para usar os fones TWS Touch PH320 durante a prática de esportes.

Eu não gosto de LEDs em fones — parece que estou dando seta. Mas eles estão aqui e piscam na cor azul em ritmo lento quando em uso e, no estojo, permanecem em vermelho para indicar que estão em recarga.

Os LEDs têm forma de anel. O detalhe mais interessante é que a parte interna desses círculos é sensível a toques. Funciona assim:

  • pausar ou reproduzir: um toque no círculo de qualquer fone
  • voltar à faixa anterior: dois toques no círculo do fone esquerdo
  • avançar de faixa: dois toques no círculo do fone direito
  • atender a uma chamada: um toque rápido em qualquer fone
  • desligar uma chamada: um toque rápido em qualquer fone
  • rejeitar uma chamada: um toque de três segundos em qualquer fone
  • acionar Siri ou Google Assistente: três toques seguidos em qualquer fone

Todos esses comandos funcionam bem, mas podem ser confusos no início. Frequentemente eu pausava uma música sem querer porque tocava no círculo quando tentava ajustar o fone na minha orelha, por exemplo. Levei uns três dias para corrigir isso.

Depois, foi só alegria. Ou quase: às vezes, o comando demora um pouco para responder. Mas responde. Foi assim em todas as minhas tentativas. Só senti falta de algum tipo de comando para controle de volume.

Pulse TWS Touch PH320

Qualidade de som e conectividade

Os fones Pulse TWS Touch PH320 são baseados no Bluetooth 5.0 e têm plena compatibilidade com o iOS e o Android. Fiz os testes para este review com um iPhone XR e um Moto Z2 Play velho de guerra. Com ambos, o pareamento foi rápido e a conexão só falhou depois que eu me afastei uns 8 m do smartphone.

Para poupar bateria, os fones se desligam automaticamente após dois minutos se não estiverem conectados a nenhum dispositivo.

No quesito qualidade de áudio (o mais relevante, certo?), os fones não me decepcionaram. Eles não são excepcionais, mas, de modo geral, oferecem boa experiência para amantes dos mais diversos estilos musicais.

Os graves não são muito intensos, mas estão lá. Dá para dizer o mesmo dos médios. Talvez você não consiga distinguir todos os sons de músicas repletas de instrumentos variados, mas não há desiquilíbrios nas frequências capazes de suprimir cordas, percussão e afins ou de deixar vocais esganiçados.

Pulse TWS Touch PH320

E, sim, o volume máximo é bem alto. Estes fones são uma boa opção para quem quer ficar surdo.

Nas chamadas, os microfones presentes nos fones (o furinho na parte inferior de cada fone) vão permitir que você seja ouvido, mas talvez com algum esforço: nos testes que fiz, a minha voz ficou abafada e com volume baixo.

Vale destacar que o “TWS” (True Wireless Speaker) no nome do produto está ali para reforçar que não é necessário cabo para conectar um fone ao outro. Dá até para utilizar um fone por vez. Ou quase isso: o fone direito pode ser usado enquanto o esquerdo estiver no estojo, mas não é possível fazer o contrário (esquerdo em uso, direito no estojo).

Bateria

A Pulse diz que os fones TWS Touch PH320 têm bateria com duração de cinco horas com uma carga completa. Mas eu tive uma grata surpresa nos meus testes: os fones só “morreram” depois de cinco horas e meia de reprodução. Desconfio que a autonomia poderia ter alcançado alguns minutinhos a mais se os LEDs não ficassem o tempo todo piscando.

Pulse TWS Touch PH320

De todo modo, o resultado é muito bom. Para completar, o estojo que protege e recarrega os fones tem uma bateria de 300 mAh que dá conta de pelo menos três recargas — o procedimento dura cerca de uma hora —, o que pode fazer a autonomia total passar de 20 horas.

Pulse TWS Touch PH320: vale a pena?

Fones como Samsung Galaxy Buds+ e Sony WF-1000XM3 são excelentes escolhas, desde que você esteja disposto a desembolsar um bom dinheiro por eles. Para quem tem orçamento limitado ou não quer gastar muito, o Pulse TWS Touch PH320 aparece como uma alternativa interessante.

Interessante se você não tiver grandes expectativas com relação ao áudio. Não existe cancelamento de ruído ativo por aqui, por exemplo, e a qualidade de som é convincente, mas não notável — um detalhe ou outro de uma música com muitos instrumentos pode passar despercebido, por exemplo.

Além disso, os fones têm formato ergonômico, mas o acabamento é simples. Some a isso o fato de o estojo de carregamento cumprir o seu papel, mas aparentar fragilidade. E um detalhe que eu já ia esquecendo de questionar: porque micro-USB e não USB-C ali?

Pulse TWS Touch PH320

O que importa é que, no fim das contas, o saldo é positivo, principalmente se considerarmos que a bateria superou as expectativas. As cinco horas estimadas de duração (ou as 5h30min que eu alcancei nos testes) não correspondem a uma grande autonomia, mas são adequadas para a categoria dos fones.

Para um gadget que tem preço oficial de R$ 399,90 (na data de publicação deste review), mas já pode ser encontrado por cerca de R$ 300, os recursos oferecidos aqui estão de bom tamanho, o que faz o produto se encaixar no ideal de item bom e (relativamente) barato.

Como eu fiz os testes por duas semanas, não sei se esses fones resistirão por muito tempo (preocupação comum quando o assunto é Multilaser) ou se a bateria vai continuar tendo boa autonomia após alguns meses de uso. Mas o fato de os fones terem três anos de garantia é um bom sinal nesse sentido.

Especificações técnicas

  • Conectividade: Bluetooth 5.0, micro-USB no estojo de carregamento
  • Protocolos compatíveis: HFP, A2DP, AVRCP
  • Frequência: 2,4 GHz — 2,48 GHz
  • Alcance: até 10 m
  • Bateria de cada fone: 55 mAh (até cinco horas de reprodução)
  • Bateria do estojo de carregamento: 300 mAh
  • Compatibilidade: Android e iOS (versões não especificadas)
  • Peso de cada fone: 5 g
  • Peso do estojo: 26 g (sem os fones)
  • Outros: resistência à água e suor (certificado IPX5), garantia de 3 anos

Comentários da Comunidade

7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Banana_Phone

Eu tive um headphone da Pulse, era o PH152. Comprei em 2016 e na época paguei 160 reais, achei o preço muito justo, pois era um bom fone, com o volume bem alto, bonito e a bateria durava cerca de 10 horas.
Eu usava cerca de 3 horas por dia e ele durou um ano, até quebrar na astela ajustável lateral, pois era de plástico.

Vítor Gomes

Se tivesse colocado Multilaser no título, eu nem teria me preocupado em abrir a notícia kkkkk

Emerson Alecrim

Se você pegar a embalagem do produto, não vai encontrar nenhuma menção à Multilaser. Eu cito no review que a Pulse é da Multilaser pra deixar o leitor ciente disso, mas não acho que cabe dizer isso no título porque essa é realmente uma marca à parte.

Everton Machado

Sinceramente, só de ver a menção ao nome “Multilaser” me dá arrepios. Quando vi o título congelei e, ao decorrer da matéria, vi o porque…

Por mais que só sejam elogios (em sua grande maioria) da linha de áudio, o medo disso estragar em menos de 3 meses e eles alegarem “mau uso” na hora de acionar a garantia e tenso…
E esse preço??? Assim fica difícil, sendo que tem opções bem mais confiáveis no mercado pelo mesmo preço. (Philips, estou falando de você)

Em resumo: Tô fora de Multilaser, boa sorte aí para quem comprar.

Participe da discussão