Início » Jogos » Pokémon Go adiciona recurso avançado de realidade aumentada

Pokémon Go adiciona recurso avançado de realidade aumentada

Tecnologia de RA da Niantic aplicada em Pokémon Go permite que os Pokémon fiquem ocultos quando estiverem atrás de objetos

Lucas Lima Por

A Niantic vai começar a liberar para alguns smartphones um novo recurso de realidade aumentada chamado de Reality Blending (ou realidade combinada) em Pokémon Go. A tecnologia analisa elementos do mundo real para permitir uma melhor interação dos Pokémon com os objetos capturados pela câmera.

Pokémon Go Reality Blending

A tecnologia é baseada numa técnica de realidade aumentada chamada de “oclusão”. No exemplo dado pela Niantic, um Pokémon (Bulbasaur) é ocultado assim que o jogador move o celular posicionando a árvore entre a lente e o monstrinho.

Apesar de estar de chegando agora em Pokémon Go, o vídeo de 2018 publicado no canal da Niantic no YouTube mostra que a empresa já vem trabalhando há um bom tempo na tecnologia. Na demonstração, Pikachu e Eevee se escondem atrás de vasos de planta e de pessoas conforme correm no ambiente.

Por exigir mais do smartphone, tanto em recursos de software quanto de hardware, a nova tecnologia de realidade aumentada em Pokémon Go estará limitada, no começo, aos seguintes smartphones: Samsung Galaxy S9, Galaxy S10, Google Pixel 3 e Pixel 4.

Niantic quer ajuda dos jogadores mapear mundo 3D

Outra adição em termos de realidade aumentada virá para os PokéStops e os Ginásios. Chamada de PokéStop Scanning, a opção permitirá que jogadores gravem uma sequência de vídeos desses locais, de no máximo dez segundos cada, para ajudar a Niantic a mapear elementos do mundo real dentro do jogo.

É algo que já ocorre em Ingress, o primeiro jogo da empresa, com o Portal Scanning. No começo de junho, Pokémon Go vai perguntar a jogadores de nível 40 se gostariam de contribuir enviando os vídeos. Com o passar do tempo, outras faixas de level poderão participar desse projeto.

Portal Scanning, do Ingress

“Isso permitirá, no futuro, que implantemos objetos virtuais no mundo real para oferecer uma percepção espacial e contextual dos Pokémon”, escreveu o gerente de produto Niantic Kjell Bronder no blog da empresa. “Por exemplo, isso ajudará o Snorlax a encontrar aquele perfeito pedaço de grama para uma soneca ou dar a Clefairy uma árvore para se esconder”, continuou.

A Niantic ainda destaca que todas essas informações serão anonimizadas; nenhum dado será vinculado à conta do jogador; e objetos como rostos e placas serão borrados.

Com informações: Niantic, Blog Pokémon Go, The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João Almeida (@Joao_Almeida)

Vi que ta dando pra fazer isso com o LIDAR scan do iPad Pro… se isso é só com software e tá fenomenal, imagina com um scanner que tem um mapeamento mais preciso. Legal!

Diego Nascimento (@Dieg0)

Tenho um S9 e nem me empolgo com isso. Só queria que ressolvem os infinitos bugs do jogo!!!