Início » Gadgets » Amazon Echo Show 10 ganha tela que se move sozinha para te olhar melhor

Amazon Echo Show 10 ganha tela que se move sozinha para te olhar melhor

Tela móvel do novo Echo Show 10 com Alexa te acompanha para enquadrar seu rosto na webcam de 13 megapixels

Paulo Higa Por

A Amazon anunciou nesta quinta-feira (24) os smart speakers Echo e Echo Dot com design esférico, mas a grande novidade ficou para o Echo Show 10. A maior tela inteligente com Alexa agora acompanha seus movimentos e se move automaticamente para te manter enquadrado na webcam de 13 megapixels, com visão computacional, que pode funcionar como uma câmera de segurança.

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

O Echo Show 10 possui tela de 10 polegadas com resolução HD e, de acordo com a Amazon, traz um painel mais brilhante que o da geração anterior. Os alto-falantes em 2.1 canais possuem som adaptativo, analisando a acústica do ambiente para reproduzir o áudio de forma otimizada. Assim como no novo Echo de 4ª geração, há um hub Zigbee integrado para controlar dispositivos de casa inteligente compatíveis.

Echo Show 10 tem motor silencioso para mover tela

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

O recurso mais diferente é, claro, a tela móvel. Segundo a Amazon, o display “se mantém sob o alcance da sua visão, se movimentando conforme você interage com a Alexa, não importa onde você estiver no ambiente”. Isso permite fazer chamadas de vídeo sem sair do enquadramento, já que a câmera de 13 megapixels, com lente grande angular, aumenta e diminui o zoom para te manter no centro da imagem.

A Amazon diz que o motor da tela móvel é “absolutamente silencioso”, para que o usuário não escute nada enquanto é acompanhado (medo!). Para isso, um algoritmo que utiliza uma “combinação de localização por áudio e visão computacional” roda no próprio dispositivo. É claro que você pode desativar o movimento inteligente pedindo à Alexa ou então fechando a câmera com a tampa mecânica integrada.

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

Quando você estiver fora de casa, o Echo Show 10 pode funcionar como uma câmera de segurança, que gira automaticamente para monitorar o ambiente. As imagens podem ser consultadas pelo aplicativo da Alexa (ou outro Echo Show). É possível configurar para ser alertado quando alguém entrar no campo de visão da câmera, ou então criar uma rotina para acender as luzes automaticamente sempre que alguém entrar no ambiente.

Uma das grandes deficiências dos Echo Show anteriores será sanada: “em breve, você também poderá assistir à Netflix somente pedindo para a Alexa, com a habilidade de navegar, procurar e transmitir o catálogo inteiro”, diz a Amazon em comunicado. No entanto, questionado pelo Tecnoblog sobre o YouTube, o diretor internacional de Alexa, Michele Butti, diz que ainda não há previsão para que o serviço do Google esteja disponível na tela inteligente.

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

Novo Amazon Echo Show 10 (Imagem: Divulgação/Amazon)

A data de lançamento do Echo Show 10 no Brasil não foi informada, mas a Amazon confirma que o dispositivo custará R$ 1.899 quando chegar ao país. Este será o Echo mais caro a desembarcar no mercado nacional, acima dos R$ 1.699 do Echo Studio.

Nota de transparência: os links acima têm código de afiliado. Clicando neles, os preços não mudam, mas o veículo pode ganhar uma comissão da Amazon.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio (@trovalds)

Bom, acredito que vá ser notícia (ou não), mas antes tarde do que mais tarde a TV Stick ganhou Alexa no Brasil. E, como sempre, recebemos a versão “capada” (ou Lite) apenas. Nas gringas lançaram também a versão com controle remoto universal.

² (@centauro)

Eu já falei isso algumas vezes por aqui, mas o meu problema com esse posicionamento são dois.
O primeiro é que ele assume que privacidade é binário. Ou existe ou não existe, o que é errado.
Privacidade é uma variável contínua. E o nível de privacidade padrão na internet, hoje em dia, é mais baixo do que poderia e deveria ser, na minha opinião.
O segundo problema que eu tenho com o posicionamento em questão é que também assume que o nível atual de privacidade na internet não só é inevitável como aceitável, o que eu discordo.
A troca de privacidade por praticidade e segurança foi feita de maneira constante, as vezes gradual, as vezes nem tanto, mas foi sempre acontecendo, e as pessoas foram se acostumando com isso, como se fosse o andar natural e inevitável da carruagem.
E quem mais ganha com isso, como eu falei, são as empresas que oferecem essa troca, porque elas lucram duas vezes, já que a troca é segurança e/ou praticidade por dinheiro E informação (que vale mais do que dinheiro, ahae!).

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Seu posicionamento é válido.

Felizmente esse tipo de escolha AINDA está nas mãos das pessoas e ele ainda é uma escolha individual.

Você tem total controle de quando, como, porquê e para que uma empresa pode ter seus dados… desde não dizer seu CPF da boca do caixa até simplesmente desabilitar o motion tracker das câmeras de sugurança dentro de casa (o dispositivo em questão também permite). Entende?

Eu só decidi dar mais dos meus dados para empresas porquê a comodidade, pra mim, ainda é mais vantajosa que não ter.
E, aqui posso estar errado mas, eu acredito que as empresas* vão cuidar dos meus dados. Não vão deixar que eles caiam em mãos erradas. Afinal, eles são valiosos e suculentos demais pra correr o risco de perder clientes por burrada. Até porquê, eu concordo com a afirmação do Higa que empresas não são suas amigas. Nunca foram, nunca serão. Mas elas não são idiotas.

*Algumas empresas, não todos. Não sou maluco de sair dando dados desnecessários pra quem não merece. Veja que nem todo mundo tá nem aí pra cuidar de seus dados, vide os vazamentos de uns certos bancos e operadoras brasileiras por aí.

Alessandro Cristiano da Silva (@AlessandroCristiano)

Parece aqueles iMac G4 Abajur do começo de 2000 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

1164×1260 24.4 KB