Início » Internet » Disney troca marca Fox por Star antes de lançar streaming Star+ no Brasil

Disney troca marca Fox por Star antes de lançar streaming Star+ no Brasil

Canais Fox Channel, Fox Life e Fox Premium serão renomeados com a marca Star; apps da Fox foram descontinuados no Brasil

Lucas Braga Por

A Disney decidiu acabar com a marca da Fox no Brasil: a partir de fevereiro de 2021, os canais Fox Channel, Fox Life e Fox Premium passam a adotar a nomenclatura Star. Com isso, a programação de entretenimento destinada ao público mais adulto ficará separada do conteúdo infanto-juvenil. A empresa também se prepara para o lançamento do serviço de streaming Star+, com assinatura separada do Disney+.

Os Simpsons (Imagem: Divulgação/Fox)

“Os Simpsons” estará disponível nos canais Star (Imagem: Divulgação/Fox)

Esses serão os novos nomes:

Nome novo Nome antigo
Star Channel Fox Channel
Star Life Fox Life
Star Hits Fox Premium 1
Star Hits 2 Fox Premium 2

Como aponta o Notícias da TV, o canal Fx permanece com o mesmo nome, enquanto o Fox Sports segue sem mudanças até 31 de dezembro de 2021. A mudança não afeta os conteúdos: Os Simpsons, The Walking Dead, This Is Us, Outlander e outros títulos serão mantidos no catálogo do Star.

Vale lembrar que a Disney descontinuou os aplicativos da Fox no Brasil. O streaming (Fox App ou Fox Play) dava acesso aos canais lineares da programadora e estava disponível para usuários de banda larga de grandes operadoras como Vivo, Oi e TIM, além de assinantes da TV paga.

Star+ será o novo serviço de streaming da Disney

A reformulação de Fox para Star faz sentido, uma vez que a Disney lançará o aplicativo de streaming Star+. Nesse serviço se encontrarão conteúdos voltados para o público adulto, incluindo todas as temporadas de Simpsons e outras séries da Fox.

Disney anuncia chegada do Star+ no Brasil

Disney anuncia chegada do Star+ no Brasil (Imagem: Reprodução/Disney)

A previsão é que o Star+ esteja disponível no Brasil e na América Latina ao longo de 2021, e o serviço exigirá uma assinatura separada do Disney+. É quase a mesma estratégia dos Estados Unidos, que conta com o Hulu como plataforma de streaming complementar com conteúdo para adultos. O preço mensal ainda não foi divulgado pela Disney.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
16 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Breno (@bbcbreno)

Sacanagem separar assim. Que fizesse app separado pra n misturar conteúdo mais adulto com o conceito família da Disney… mas 2 assinaturas é foda =/

Schio ☭ (@Sckillfer)

Sentido? Trocar um nome conhecido por um aleatório e ainda cobrar 2 vezes pra ter acesso ao conteúdo completo. Incrível como estão dedicados a crescer… crescer os torrents que estavam minguando.

Eu (@Keaton)

Star <= Fox… porque será que isso é familiar? hahaha

André Cardoso (@andre)

Você piscou a Disney criou um novo serviço de streaming

Btw esse nome é péssimo, parece nome daqueles canais ruins que ninguém assiste

@doorspaulo

Aqui já voltei para o lado negro da internet, junto com um HTPC e RSS configurado redondinho.

636×548 41.6 KB

Breno (@bbcbreno)

Pois é! É sacanagem pura e simplesmente!

Eu torço pelo sucesso do streaming, mas assim num dá… a gente tem q torcer pra este Star+ flopar! Pq se n daqui a pouco vem as outras com o mesmo modelo.

Já é difícil manter assinaturas de várias empresas, agora ter q manter sabe-se lá quantas assinaturas na mesma empresa? #Pesado! Q isto flope… mas que flope beeeeeem bonito pra todo mundo ver.

Monin (@Monin)

Também não gosto muito desse número de serviços porque uma hora fica impossível assinar, mas por outro lado, a gente pode assinar um por vez pra consumir um pouco de cada. Acredito que no futuro haverão pacotes que reunirão vários serviços em uma única assinatura.

Monin (@Monin)

Sobre catálogo, convenhamos que a própria Disney não tem um catálogo atrativo hoje. É um streaming de coisa velha quase 99% do que tem lá.

Concorrência sempre vai ter, mas a maturidade do mercado de streaming vai chegar a vamos ver outro movimento, como aconteceu com a TV a cabo. Natural tentarem tirar mais leite de pedra.

O bom é que o cliente pode transitar entre os serviços se quiser assinar somente um.