Início » Gadgets » Fone Bluetooth LG Tone Free FN6: tecnologia autolimpante e som tímido

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6: tecnologia autolimpante e som tímido

LG Tone Free FN6 tem tecnologia autolimpante UV Nano como diferencial, mas qualidade sonora pode não animar muito

Darlan HelderPor
Nota Final7.6
Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Tone Free FN6 é o novo fone de ouvido true wireless da LG lançado no Brasil em dezembro. O wearable não só ostenta assinatura Meridian, mas ainda traz como diferencial uma tecnologia autolimpante que elimina 99,9% das bactérias. Mas não é só isso, a empresa promete até 18 horas de reprodução com o case e cancelamento de ruído. Será que agrada?

Se você gostar do Tone Free FN6, prepare o bolso, pois estamos falando de um fone considerado premium pela LG e que tem preço sugerido de R$ 1.200. Eu usei o dispositivo nos últimos dias e compartilho todos os detalhes neste review.

Análise do LG Tone Free FN6 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. O Tone Free FN6 foi fornecido pela LG por doação. O produto será usado em conteúdos futuros e não será devolvido à empresa.

Design, conforto e case

As primeiras impressões do Tone Free FN6 foram positivas. Eu gostei bastante do design minimalista e delicado que a LG adotou; a versão em branco reforça ainda mais essas características. Além do visual, o conforto é outro ponto de destaque. Se você precisa ficar horas seguidas com os fones ligados para trabalhar, saiba que o Tone Free FN6 tem essa vantagem.

Na embalagem, a LG envia três pares de ponteiras de tamanhos diferentes e, segundo a empresa, elas são de silicone não tóxico e hipoalergênico.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O case não só serve para alimentar as baterias, mas ele também é útil para manter os fones sempre limpos, literalmente. Eles contam com uma tecnologia chamada UV Nano, responsável por limpar os dispositivos dentro do case.

Funciona assim: quando você guarda os fones, a luz ultravioleta presente no estojo pode eliminar 99,9% das bactérias que estão no produto. Mas isso não ocorre de forma instantânea, eu conversei com o Ramiro Neto, que é gerente de produto da área de Áudio e Vídeo da LG Brasil, e ele explicou que o Tone Free FN6 precisa ficar dez minutos dentro do case para fazer a higienização corretamente.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Além disso, o estojo precisa estar conectado à alimentação através da porta USB-C disponível no acessório, senão não funciona.

E como estamos vivendo uma pandemia, o Tecnoblog perguntou se a tecnologia é capaz de eliminar o coronavírus, mas a LG não entra nesse assunto e apenas reforça que o UV Nano pode matar germes e bactérias na malha do alto-falante dos fones. Eu ainda apurei que, em outros países, a empresa também não aborda esse detalhe importante.

É bom reforçar que a luz ultravioleta é invisível e o LED azul que acende quando você abre o case está ali “apenas para fins estéticos”. Ou seja, na prática, o usuário não terá nenhuma informação sobre a limpeza, nem mesmo no aplicativo oficial.

Recursos e conectividade

Para uma experiência mais completa, a LG disponibiliza o aplicativo Tone Free, para Android e iPhone (iOS). Enquanto eu testava o produto, o app estava em inglês, não sendo possível alterar o idioma, mas a LG já adiantou que uma versão em português será liberada.

O app traz uma interface bem simples e concentra os principais recursos e configurações na tela inicial. Nele, o usuário pode ativar o modo de som ambiente, configurar os controles por touch dos fones, fazer ajustes com o equalizador e localizar o gadget.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 e aplicativo Tone Free (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 e aplicativo Tone Free (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Eu achei muito interessante um recurso disponível de leitura de notificações. Ao ativar essa opção, os fones passam a ler mensagens e outras informações que chegam no celular, o que é muito útil se você está caminhando na rua, por exemplo, e não pode tirar o dispositivo do bolso.

Por trabalhar com Bluetooth 5.0, a comunicação com o smartphone é bem firme e o Tone Free FN6 passa a parear automaticamente assim que você abre o case após o primeiro contato. Durante a avaliação, eu não percebi latência alta que comprometa o consumo de jogos e vídeos.

Qualidade de som e bateria

O som do LG Tone Free não me agradou logo de início devido à ausência do grave e aos agudos secos, que, por consequência, deixam as canções muito abafadas. Também é possível notar distorção em partes mais quentes de algumas músicas quando o volume está elevado.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Em Can’t Stop, do Red Hot Chili Peppers, os vocais e alguns instrumentos soam com clareza, mas os fones tendem a valorizar os médios e sobretudo os agudos. Você tem a liberdade de fazer ajustes, porém os presets da Meridian no aplicativo não foram suficientes para “resolver isso”.

No pop, FRIENDS, do Marshmello, a situação foi oposta e senti a canção muito mais presente, o que me fez perceber que o gadget trabalha melhor com esse gênero e o mesmo vale para eletrônicas agitadas, como Burnin, do Calvin Harris, que soou bem com controle e sem ruídos.

Mas as batidas ainda ficam em segundo plano e podem ganhar um pouco mais de fôlego ao ativar os modos “Natural” ou “Imersivo”, da Meridian. Esse segundo preset não chega a entregar uma experiência de som tridimensional igual encontramos em fones mais caros, mas pode ser interessante em algumas situações.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O cancelamento de ruído não elimina por completo o barulho de um caminhão, ônibus ou moto, mas consegue diminuir o som de uma TV com volume em 20% ou de um micro-ondas. O bloqueio do ruído externo está mais relacionado ao encaixe dos fones e é até por isso que a LG destaca mais o modo de som ambiente, para ouvir o que acontece ao seu redor por meio dos microfones.

Com relação à bateria, o Tone Free FN6 não é de animar na autonomia e fica abaixo do esperado. A marca afirma que os fones aguentam seis horas de reprodução, porém consegui ouvir músicas por 5h16min com o som ambiente desativado — ao menos uma carga rápida de 5 minutos garante mais uma hora de bateria. Acompanhados do case, você ainda consegue mais 12 horas.

LG Tone Free FN6: vale a pena?

O LG Tone Free FN6 é um fone que se destaca mais pelo seu grande diferencial: a tecnologia autolimpante. Ainda assim, é uma pena o consumidor ficar sem acesso às informações e processos de higienização que poderiam estar disponíveis no aplicativo.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

No ponto principal, eu senti falta de um som mais encorpado, dos graves presentes e dos agudos mais limpos. E os detalhes só ficam perceptíveis no pop, enquanto no rock você pode ficar decepcionado.

Apesar disso, a empresa acertou em cheio na construção. Os fones têm certificação IPX4, visual sofisticado, são leves, confortáveis e o estojo segue pelo mesmo caminho. A conectividade é outro ponto de destaque e o aplicativo tem uma ótima interface.

Mas eu não pagaria R$ 1.200 no Tone Free FN6, visto que é possível encontrar opções melhores por menos. Observe o Samsung Galaxy Buds+ que custa R$ 700 e entrega muito mais bateria; o Sony WF-1000XM3 também é encontrado no varejo por R$ 1.200 e tem cancelamento ativo de ruído e som melhor.

Fone Bluetooth LG Tone Free FN6

Prós

  • Design sofisticado
  • Tecnologia autolimpante é um diferencial
  • Conectividade decente

Contras

  • Ausência de graves e agúdos secos
  • Poderia ter cancelamento ativo de ruído
  • Autonomia fica abaixo do esperado
Nota Final7.6
Design
9
Bateria
7
Conectividade
8
Conforto
9
Graves
6
Médios
7
Agudos
7
Isolamento
7
Recursos
8

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@teh

por esse preço nao tem nem o que falar.

Sony WF-1000XM3 sem pensar duas vezes.