O que é Bluetooth LE Audio? Veja como funciona e os benefícios da tecnologia

O Bluetooth LE Audio traz vantagens para fones de ouvido, smart speakers e mais dispositivos de áudio sem fio; conheça suas principais características

Emerson Alecrim Ana Marques
Por e

Bluetooth Low Energy Audio (LE Audio) é uma tecnologia de transmissão de áudio que une alta eficiência de comunicação com baixo consumo de energia. O padrão é usado para conectar fones sem fio (wireless) ou smart speakers com baterias pequenas a celulares e computadores.

O Bluetooth LE Audio foi lançado em 2019 pela organização Bluetooth SIG, junto com o anúncio do Bluetooth 5.2. Desde então, a tecnologia vem sendo empregada progressivamente em dispositivos de áudio compactos. Suas vantagens e limitações são explicadas a seguir.

Como funciona o Bluetooth LE Audio?

O Bluetooth LE Audio utiliza principalmente o codec LC3 para fazer transmissões de áudio via ondas de rádio com estabilidade e eficiência energética, o que beneficia especialmente dispositivos que contam com baterias pequenas. Essa transmissão pode ocorrer de três formas: ponto a ponto, multistream ou broadcast.

O uso do codec LC3 traz uma evolução significativa em relação ao Bluetooth Low Energy (BLE), que limitava a transferência de dados a ponto de inviabilizar transmissões contínuas, além de aumentar a latência (tempo entre a geração e a produção do áudio).

O que é o codec LC3 usado no Bluetooth LE Audio?

LC3 (Low Complexity Communication Codec) é um codec que trabalha com taxa de bits variável e um sistema de codificação mais eficente na compressão final do volume de dados trafegado, fazendo o consumo de energia diminuir.

Em números, temos que o LC3 suporta transmissões de 16, 24 ou 32 bits por segundo, taxa de amostragem entre 8 e 48 kHz e latência tipicamente inferior a 30 milissegundos.

A Bluetooth SIG explica, como exemplo, que o codec LC3 pode converter um fluxo de áudio de 1,5 Mb/s em 192 Kb/s, enquanto que, no SBC (Low Complexity Subband Codec) utilizado pelo Bluetooth clássico, a taxa de compressão fica em 345 Kb/s.

Diferença entre os codecs LC3 e SBC (imagem: reprodução/Bluetooth SIG)
Diferença entre os codecs LC3 e SBC (imagem: reprodução/Bluetooth SIG)

Quais são as formas de transmissão do Bluetooth LE Audio?

O Bluetooth LE Audio pode transmitir áudio de três maneiras diferentes:

  • Ponto a ponto: um dispositivo envia dados a outro, como um celular que transmite áudio para uma caixa de som. É o método mais tradicional;
  • Multistream: um aparelho transmite áudio usando fluxos independentes de dados. Assim, um celular pode fazer transmissões independentes a cada unidade de um par de fones de ouvido;
  • Broadcast: método no qual um aparelho envia áudio a vários dispositivos simultaneamente, a exemplo de um celular que transmite música de uma só vez para todos os fones de ouvido de um grupo de pessoas.

Qual versão Bluetooth é compatível com LE Audio?

O Bluetooth Low Energy Audio é compatível com o Bluetooth 5.2 ou versão superior. Um dispositivo lançado com Bluetooth LE Audio só funcionará com aparelhos baseados em versões anteriores da tecnologia se ele também tiver suporte ao Classic Audio, a especificação de som convencional do Bluetooth, com protocolo SBC.

Quais são as aplicações do Bluetooth LE Audio?

O Bluetooth LE Audio amplia as possibilidades de uso da tecnologia Bluetooth clássica, permitindo transmissão de áudio com baixa potência em dispositivos ou aplicações como:

  • Fones de ouvido: o Bluetooth LE Audio ajuda a aumentar a autonomia da bateria de fones de ouvido sem fio;
  • IoT: a tecnologia LE Audio pode ser empregada em dispositivos de internet das coisas baseados em baterias, com alto-falantes inteligentes ou caixas de som wireless;
  • Wearables: o Bluetooth LE Audio pode tornar viável transmissão de áudio a dispositivos vestíveis, como smartwatches com saída de som;
  • Aparelhos auditivos: o uso da tecnologia LE Audio em aparelhos auditivos permite que o usuário com restrições de audição receba notificações de chamadas e outros alertas sonoros com mais qualidade de áudio e praticidade;
  • Auracast: é uma tecnologia suportada pelo Bluetooth LE Audio que compartilha uma transmissão com mais de um dispositivo ao mesmo tempo, como um celular que envia música para dois celulares simultaneamente.
LC3, multistream, broadcast e aparelhos auditivos estão entres as características do LE Audio (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
LC3, multistream, broadcast e aparelhos auditivos estão entres as características do LE Audio (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Quais são as vantagens do Bluetooth LE Audio?

Os principais benefícios oferecidos pelo Bluetooth LE Audio são:

  • Eficiência energética: a transmissão de áudio via Bluetooth LE Audio consome menos energia em relação ao Bluetooth clássico, aumentando a duração da bateria do dispositivo;
  • Multistream: o Bluetooth LE Audio permite que um aparelho transmita áudio para dois ou mais dispositivos por meio de fluxos independentes;
  • Baixa latência: a tecnologia LE Audio costuma ter latência inferior a 30 ms, o que resulta em menos atraso na recepção de um fluxo de áudio;
  • Interoperabilidade: é possível fazer dispositivos de áudio Bluetooth LE Audio alternarem rapidamente entre aparelhos conectados, a exemplo de fones de ouvido conectados a um celular e um notebook simultaneamente;
  • Compressão escalável: o codec LC3 do Bluetooth LE Audio pode aumentar ou diminuir a compressão do fluxo de áudio conforme a qualidade da conexão;
  • Qualidade de áudio: o Bluetooth LE Audio possibilita transmissões com maior qualidade em relação ao Bluetooth clássico, embora não seja possível garantir compatibilidade com padrões High-res Audio;
  • Assistência auditiva: a tecnologia LE Audio torna mais prático e preciso o envio de informações de áudio de celulares, notebooks e outros equipamentos a aparelhos auditivos.

Quais são as limitações do Bluetooth LE Audio?

O Bluetooth LE Audio tem algumas características que o tornam limitado sob determinadas circunstâncias, como:

  • Restrição de compatibilidade: uma conexão Bluetooth LE Audio só é estabelecida se todos os dispositivos envolvidos forem compatíveis com o padrão. Do contrário, a conexão será baseada nas versões clássicas do Bluetooth;
  • Sem suporte a áudio lossless: a versão atual do Bluetooth LE Audio não faz streaming de áudio lossless (sem perdas), ao contrário de dispositivos com fio. Esse recurso é importante para quem busca alta qualidade na reprodução sonora;
  • Preço pode ser alto: o Bluetooth LE Audio aparece com mais frequência em dispositivos mais sofisticados e, portanto, caros.

Qual é a diferença entre Bluetooth LE Audio e Bluetooth clássico?

O Bluetooth LE Audio é uma especificação baseada no codec LC3 que otimiza a transmissão para manter a qualidade de áudio e gastar menos energia. Já o Bluetooth clássico, que engloba as versões generalistas da tecnologia, utiliza codecs Bluetooth como o SBC, que até oferecem boa qualidade de áudio, mas têm maior consumo energético.

Além disso, o termo Bluetooth clássico refere-se não só ao streaming de áudio, mas também troca de arquivos e outras aplicações.

Fones de ouvido sem fio (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Fones de ouvido sem fio (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Um dispositivo pode suportar LE Audio e Classic Audio?

Sim, um dispositivo pode funcionar tanto com Bluetooth LE Audio quanto com o Classic Audio das versões convencionais da tecnologia. Essa é uma forma de garantir que o produto seja compatível com uma grande diversidade de equipamentos.

Um dispositivo com Classic Audio pode ser atualizado para LE Audio?

Sim, existe a possibilidade de um dispositivo com Classic Audio ser atualizado para suportar Bluetooth LE Audio. Porém, a disponibilidade da atualização depende do fabricante ou do produto, não sendo um recurso obrigatório.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Relacionados

Autor(a)

Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.