Início » Jogos » Google Stadia encerra estúdio de games e reduz operações

Google Stadia encerra estúdio de games e reduz operações

Google Stadia não deve ser encerrado, mas operações serão afetadas por decisões internas e novidades do Google

Felipe Vinha Por

De acordo com o Kotaku, o Google Stadia fez importantes mudanças internas nesta semana, a começar pelo encerramento dos estúdios focados em jogos. Além disso, Jade Raymond, considerada a “cabeça” da operação, deixou a empresa. Ao que parece, o Stadia agora deve focar em games de outras empresas e em fornecer serviços.

Google Stadia - controle

Google Stadia vai continuar, mas operações foram reduzidas (Imagem: Divulgação/Google)

Vale lembrar que Jade Raymond é uma produtora veterana na indústria. Ela trabalhou durante anos na Ubisoft, onde produziu jogos da série Assassin’s Creed, e depois foi para a EA. O novo destino da produtora agora é incerto.

O relato informa ainda que os estúdios localizados nos EUA e Canadá serão fechados, afetando 150 desenvolvedores. Uma fonte interna contou ao Kotaku que o Google vai tentar realocar estas pessoas para outras posições, mas que nada é garantido.

Stadia continua

O Google Stadia continuará funcionando como funciona hoje. Uma assinatura mensal de US$ 10 fornece acesso a vários jogos via streaming, de um computador, celular ou qualquer outro tipo de aparelho compatível.

Porém, a ideia agora é oferecer a tecnologia do Google para streaming de jogos a outras empresas, publicadoras ou desenvolvedoras. Phil Harrison, atual diretor de operações do Stadia, conduzirá este processo.

Ainda assim, as novidades reduzem significantemente as operações do Stadia, o que deve afetar também seus planos de expansão pelo mundo – o serviço sequer tinha previsão para estrear no Brasil, por exemplo.

O Stadia foi lançado em 2019 e previa ser uma enorme inovação no mercado de jogos, com games que rodavam em nuvem, dispensando consoles. O serviço conta ainda com um controle oficial, vendido à parte, que funciona em qualquer aparelho compatível.

Com informações: Kotaku.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
18 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mickey (@Mickey)

Já sabemos quem será o próximo serviço a ir pro cemitério da Google.

Leandro Alves (@KILLME)

O serviço foi lançado sem pensar nos jogadores, os concorrentes são muito melhores que o “percursor”.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Surpreendeu um total de 0 pessoas

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Eu só fico pensando como deve ser trabalhar no Google. Imagina quantas pessoas trabalharam dias e noites nisso, para verem seu trabalho definhar a luz do dia … até que o Google resolva dar o último golpe de misericórdia e encerrar logo. E o pior é que isso é algo comum lá dentro. Chegará o ponto onde as equipes se sentirão desmotivadas a criar coisas novas (olá ícones novos do Google, que ninguém consegue mais diferenciar qual é o serviço).

Lucas (@Lucas)

Não que seja novidade, mas é realmente chocante a desorganização de uma empresa grande como a Google. Potencial enorme, mas já não passa nenhuma confiança em seus novos produtos.

LekyChan (@LekyChan)

e o Geforce Now da Nvidia, que ao meu ver é o mais promissor, já que segue a linha do LiquidSky