Início » Celular » Redmi Note 10 com câmera quádrupla é homologado pela Anatel

Redmi Note 10 com câmera quádrupla é homologado pela Anatel

Apresentado no início de março, o Xiaomi Redmi Note 10 já passou pela Anatel e deve ser lançado no Brasil em breve

Darlan HelderPor

Apresentado na semana passada na Índia, o novo Redmi Note 10 já pode chegar ao Brasil em breve. O aparelho foi homologado na Anatel recentemente a pedido da DL Eletrônicos, representante oficial da Xiaomi no Brasil. Sucessor do Note 9, o smartphone tem novo design, tela AMOLED, até 6 GB de RAM e quatro câmeras. Na índia, o intermediário chegou mais acessível: a partir de 11.999 rúpias (cerca de R$ 937 em conversão direta).

Xiaomi Redmi Note 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Redmi Note 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Redmi Note 10 no Brasil

O documento de homologação da Anatel identifica o Redmi Note 10 com o código/modelo M2101K7AG e a certificação foi emitida no dia 5 de março de 2021, ou seja, um dia depois da Xioami apresentar o Redmi Note 10. A chinesa também anunciou outras variantes: Note 10 Pro, Note 10 Pro Max, Note 10s e Note 10 5G. Ainda não se sabe se a DL Eletrônicos irá trazer essas versões para o Brasil.

Anatel homologa o Redmi Note 10 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Anatel homologa o Redmi Note 10 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Atualmente, a representante comercializa no Brasil o Note 9, Note 9S e Note 9 Pro. Isso nos faz pensar que, muito provavelmente, a empresa deve anunciar as demais versões da linha Note 10 por aqui. Por enquanto, a DL não comenta os valores para o novo intermediário, mas, analisando o cenário atual, ele deve chegar mais caro.

Redmi Note 10: tela AMOLED, Snapdragon 678 e 5.000 mAh

Xiaomi Redmi Note 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Redmi Note 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Redmi Note 10 foi anunciado na Ásia com tela AMOLED de 6,43 polegadas com resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels) e taxa de atualização de 60 Hz. O modelo tem processador Snapdragon 678, da Qualcomm, com GPU Adreno 612 e é possível adquiri-lo com 4 GB ou 6 GB de RAM. Na traseira você encontra quatro lentes: uma principal de 48 megapixels, ultrawide de 8 megapixels, macro de 5 megapixels e fecha com um sensor de profundidade de 2 megapixels. A frontal é de 13 megapixels de resolução.

Completam as especificações leitor de impressões digitais na lateral, certificação IP53, entrada de fone de ouvido de 3,5 mm, bateria de 5.000 mAh, 64 GB ou 128 GB de armazenamento e o intermediário já vem rodando Android 11 com a MIUI 12.

Ainda não há data para o lançamento oficial no Brasil.

Colaborou: Everton Favretto

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gustavo Cardoso (@Gustavo_Cardoso)

Se chegar por R$ 1899 já será o melhor custo-benefício do mercado.