Início » Jogos » CEO da Activision Blizzard tem salário e bônus cortados pela metade

CEO da Activision Blizzard tem salário e bônus cortados pela metade

Robert "Bobby" Kotick passa a receber US$ 875 mil por ano e não pode mais ganhar bônus maiores que US$ 1,75 milhões

Murilo TunholiPor

O CEO da Activision Blizzard, Robert “Bobby” Kotick, apresentou um acordo à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, nesta quinta-feira (29), no qual havia concordado em cortar seus próximos salários e bônus anuais pela metade. O presidente ainda pediu para cancelar dois incentivos da empresa para os anos seguintes, incluindo o pagamento que rendeu a ele US$ 200 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão) no mês passado.

Robert "Bobby" Kotick, CEO da Activision Blizzard (Imagem: Divulgação/Activision Blizzard)

Robert Kotick, CEO da Activision Blizzard (Imagem: Divulgação/Activision Blizzard)

De acordo com o Wowhead, a ideia do novo cronograma de pagamentos é manter Kotick como CEO da empresa, “refletindo o feedback dos acionistas, incorporando as melhores práticas de mercado e continuando a relacionar pagamento com desempenho”. Além disso, a remuneração menor tem como objetivo nivelar os ganhos do CEO com os pagamentos de diretores de empresas parecidas com a Activision Blizzard.

Os incentivos cortados pelo CEO foram o “Prêmio de Transformação e Transação” e a “Criação de Valor para Acionistas” — este último recompensou Kotick em março com um bônus de US$ 200 milhões. Na época do pagamento milionário, o presidente foi criticado pelo CTW Investment Group, que não concordou com a participação dele nos resultados da empresa.

O grupo também reprovou o fato do bônus ter sido entregue um dia após a Activision Blizzard demitir 50 funcionários de uma vez. No ano passado, o CTW ainda indicou que a maioria dos funcionários da empresa havia ganhado menos de 0,3% da quantia recebida por Kotick em 2019.

O novo salário anual de Bobby Kotick é de US$ 875 mil

Com as mudanças nos pagamentos, o salário anual de Kotick foi reduzido de US$ 1,75 milhões (R$ 9,37 milhões) para US$ 875 mil (R$ 4,7 milhões). Os bônus não podem ultrapassar 200% desse valor — ou seja, o CEO só pode receber até US$ 1,75 milhão em recompensas. O acordo também estende a permanência de Kotick como presidente da Activision Blizzard até março de 2023.

Mesmo com as críticas em relação aos ganhos milionários e demissões em massa, o diretor foi enaltecido no acordo apresentado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. No documento, a Activision Blizzard agradeceu pela liderança de Kotick nos últimos 30 anos como CEO e deu crédito a ele por ter “resgatado a Activision da falência”.

Vale mencionar que Kotick atuava como CEO da Activision desde 1991. A fusão com a Blizzard Entertainment aconteceu apenas em 2008. A quase falência mencionada no acordo aconteceu em 1990, quando a Activision era somente uma desenvolvedora de jogos, e não uma publicadora de outros estúdios.

Com informações: Wowhead, PC Gamer.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando