Início » Gadgets » Chromecast (Google TV) vs Amazon Fire TV Stick 4K: qual é o melhor?

Chromecast (Google TV) vs Amazon Fire TV Stick 4K: qual é o melhor?

Chromecast com Google TV e o Amazon Fire TV Stick 4K são os principais dongles 4K do mercado. Veja qual é o melhor

Por
Chromecast (Google TV) vs Amazon Fire TV Stick 4K: qual é o melhor? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Chromecast (Google TV) vs Amazon Fire TV Stick 4K: qual é o melhor? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Rivais diretos no segmento, o Google Chromecast com Google TV e o Amazon Fire TV Stick 4K são dongles populares que têm a missão de “turbinar” monitores e TVs antigas. Os aparelhos reproduzem em 4K HDR, trazem controle remoto com assistente virtual embarcado e um bom desempenho. Eles ainda têm um cardápio completo com vários apps de streaming, joguinhos e muito mais.

O Fire TV Stick 4K é vendido por cerca de R$ 400. O Chromecast, infelizmente, ainda não foi lançado no Brasil, pelo menos até a publicação deste comparativo. Ainda assim, ele pode ser encontrado em várias lojas online por até R$ 600. Mas, afinal, Chromecast ou Fire TV Stick 4K: qual é o melhor? É o que vamos descobrir neste comparativo.

Comparativo Chromecast (Google TV) vs Amazon Fire TV Stick 4K em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Chromecast foi adquirido pelo Tecnoblog no varejo e o Fire TV Stick 4K foi fornecido pela Amazon por doação e não será devolvido à empresa. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Quando falamos em design, fica claro que o Chromecast é mais atraente, uma vez que ele tem um acabamento moderno, com três cores diferentes (branco, azul e rosa), além de um controle compacto. O Fire TV Stick 4K é mais “sem graça”, mas tem os seus pontos positivos. O modelo tem um formato que lembra um pen drive e, dependendo do espaço na traseira da TV, o dongle fica bem escondido sem atrapalhar as demais conexões.

Tudo bem que você mal vai ver os equipamentos, dado que eles ficam na traseira da TV, mas para quem se importa com a aparência, o Chromecast tende a agradar mais pessoas, principalmente pelo controle, que acompanha a cor do dongle. Eu também gosto de analisar a instalação e a portabilidade e, em ambos os quesitos, os aparelhos se saem muito bem, graças ao formato compacto.

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Fire TV Stick 4K até poderia ganhar facilmente em design, mas o Chromecast sai vitorioso pelo acabamento colorido que vai conquistar mais pessoas.

Controle remoto

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Avaliando o controle remoto, a Amazon entrega um equipamento grande com várias teclas, incluindo quatro de streaming: Prime Video, Netflix, Disney+ e Amazon Music. Já o controle do Chromecast tem uma pegada minimalista com apenas dois botões extras: o da Netflix e um dedicado para abrir o YouTube.

Ambos trazem microfone para acionar os seus respectivos assistentes virtuais. No caso do Chromecast, o Google Assistente; no Fire TV Stick 4K, a Alexa. Nos meus testes, a ativação nos dois aparelhos funcionou adequadamente. Um detalhe curioso no Chromecast é que a empresa colocou os botões de volume na lateral direita, mas essa decisão não atrapalha na usabilidade e na ergonomia. Aliás, os dois são muito ergonômicos.

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Eu, sinceramente, gosto mais do controle do Chromecast devido à aparência moderna, fofinha e por ser compacto, mas o risco de perdê-lo no sofá, por exemplo, é muito grande. Isso porque ele tem um formato muito pequeno em relação aos demais controles. Além disso, por ser clarinho, pode ocorrer de o dispositivo sujar com o passar do tempo. O Fire TV Stick tem um acessório maior, com mais botões de streaming e pode dar menos dor de cabeça.

Em controle remoto, o Fire TV Stick 4K leva a melhor.

Conexões

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Chromecast e o Fire TV Stick 4K podem ser conectados à TV ou ao monitor pela conexão HDMI. Para facilitar a instalação, a Amazon envia um cabo extensor, que pode ser útil caso não haja espaço suficiente para encaixar o device na traseira da TV. Nesse caso, podemos dizer que o Fire TV Stick “vira” um Chromecast.

Ainda em conexões, eles contam com Wi-Fi 802.11ac e funcionam em redes de 2,4 GHz e 5 GHz, o que é ótimo. No Bluetooth, eis a diferença: o Bluetooth 5.0 faz parte das especificações do Fire TV Stick; o Chromecast tem Bluetooth 4.1, isto é, uma versão mais antiga.

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A dependência à fonte de alimentação é a principal responsável por fazer o Chromecast perder pontos aqui. Ele não pode ser alimentado pela porta USB da TV e a pessoa deve usar o adaptador de energia; é uma situação um tanto ruim, especialmente em casas com poucas tomadas. Já o aparelho da Amazon não apresenta esse tipo de limitação.

O Fire TV Stick 4K ganha em conexões/conectividade.

Software e apps

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

No software, a Amazon trabalha com o Fire OS e a gigante das buscas adotou o Google TV, que nada mais é do que uma interface personalizada do Android TV. Os sistemas são bem semelhantes, trazendo apps populares na primeira tela, recomendação de conteúdo para você assistir e assistente pessoal embarcado. Tanto o Google TV quanto o Fire OS são interfaces intuitivas, isto é, dificilmente você terá problemas durante a navegação.

Mas aí entramos no ponto em que há a separação. O Google TV é capaz de entregar uma usabilidade mais completa e personalizada por estar atrelado ao maior buscador do mundo, que, inclusive, já tem as suas informações pessoais.

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Embora tenha passado por um grande redesign, o Fire OS pode aparentar ser meio “bagunçado” nas áreas de recomendações de conteúdo. Já o Google TV se mostra mais organizado, com fluidez e elementos bem separados. Além disso, o Fire TV Stick pode ser menos atraente para quem não assina o serviço de streaming da Amazon. E a empresa destaca bastante as produções existentes no catálogo.

Netflix, Disney+, Apple TV+, Amazon Prime Video, Paramont+, Star+, DirecTV Go, Spotify e TuneIn são alguns dos serviços que você vai encontrar na loja dos dois. Curiosamente, até a publicação deste comparativo, o Amazon Fire TV Stick 4K continua sem Globoplay e HBO Max, dois apps populares no Brasil.

O Google TV do Chromecast 4 sai campeão no quesito software e aplicativos.

Desempenho

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Agora no hardware, eles foram equipados com processador da Amlogic. O Google Chromecast entrega 2 GB de RAM e o Fire TV Stick 4K, 1,5 GB; eles ainda entregam 8 GB de espaço interno. Na prática, os usuários não encontrarão grandes gargalos em ambos os produtos e, durante os meus testes, eles me entregaram uma navegação fluida e os apps são inicializados rapidamente. Em alguns momentos, porém, o Chromecast levava mais tempo para ligar.

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Na minha opinião, o Fire TV Stick 4K sempre foi o dongle de TV que melhor rodava Asphalt 8, mas eu tenho que registrar que o Chromecast conseguiu chegar no mesmo nível. Outra vez, a GPU dos dois entrega uma experiência decente durante a jogatina. Mas é bom lembrar que o device do Google só permite jogar com um joystick Bluetooth, ou seja, não é viável usar o controle remoto.

Em desempenho, o Fire TV Stick 4K é o destaque, mas o Chromecast não fica tão para trás.

Imagem e som

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Falando de imagem, tanto o Fire TV Stick 4K como o Chromecast 4 podem reproduzir em 4K a 60 fps. Eles suportam tecnologias Dolby Vision, HDR10 e HDR10+, para melhor definição e cores vibrantes. No som, os equipamentos contam com Dolby Atmos, para uma experiência sonora mais imersiva.

Em resumo, são ótimas tecnologias para quem está sempre assistindo a filmes e séries na TV e busca uma experiência mais envolvente. No entanto, é bom lembrar que, para extrair ao máximo desses recursos, você precisa ter uma TV 4K compatível, então é bom ter isso em mente para não acabar se frustrando.

Para concluir, Chromecast e Fire TV Stick 4K saem vitoriosos no quesito imagem e som por entregarem as principais soluções em ambas as áreas. Os dois têm tudo para agradar os seus donos.

Quem leva a melhor?

Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Amazon Fire TV Stick 4K (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

E o placar é este: 3 pontos para o Chromecast com Google TV e 4 pontos para o Fire TV Stick 4K. Com isso, pode-se concluir que o Amazon Fire TV Stick 4K é o melhor dongle 4K para a maioria das pessoas. Ele se sobressai pelo controle remoto mais completo, se mostra mais versátil e simplificado em conectividade, entrega um desempenho decente e boas tecnologias de imagem.

O Chromecast, por sua vez, não sai derrotado e mostra que o Google conseguiu desenvolver um gadget que tem tudo para incomodar a concorrência. Design, o software Google TV com a cartela de aplicativos completa e as tecnologias de imagem são os pontos fortes que você vai encontrar por aqui. Além disso, não podemos esquecer que a empresa tende a entregar uma experiência mais personalizável, uma vez que ela já tem acesso a muitos dados pessoais.

Hoje, o Fire TV Stick 4K leva o troféu, mas o Chromecast 4 é um rival importante e que pode incomodar.

Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Chromecast com Google TV (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)