facebook_logo_B&W 2_150px Pois é, caro leitor, infelizmente não se trata de uma piada de mau-gosto aproveitando o embalo do dia de Finados que se aproxima, nem mesmo do Halloween. De fato, a rede social mais popular do mundo está sugerindo que seus usuários se reconectem com amigos falecidos. Se serve como consolo, esse ocorrido não é morbidamente proposital, foi apenas um efeito colateral da nova ferramenta implementada pelo Facebook nesse final de semana, o Reconnect.

Funciona assim: o Facebook analisa aqueles amigos com quem você não fala faz tempo e, numa coluna à direita de sua página inicial, sugere que você escreva um recado no mural de um deles. Acontece que, comprovando novamente a validade da Lei de Murphy, diversos usuários foram sugeridos a se reconectar com ex-namorados(as), com seu atual cônjuge (que encontra em casa toda noite), ou pior, com algum amigo falecido. Uma rápida busca no Twitter mostra, logo na primeira página, diversas pessoas que ficaram entristecidas com a sugestão de que deveriam voltar a falar com aquele velho amigo que morreu há não muito tempo.

Max Kelly, Diretor de Segurança do Facebook, pronunciou-se a respeito no blog da empresa. Ele compartilhou a história da perda de um amigo de duas décadas, que também trabalhava no Facebook. O fato levou a empresa inteira a fazer uma reunião, de onde surgiu a dúvida: que atitude tomar em relação ao perfil do amigo falecido.

“Quando alguém nos deixa, não deixa nossa memória ou rede social. Para refletir essa realidade, criamos o conceito de perfis “memoriais” como um lugar onde as pessoas podem guardar e compartilhar suas memórias daqueles que se foram”, disse Kelly.

Tais perfis surgem quando uma pessoa morre e o Facebook é contactado (com comprovação do óbito) e a conta se torna um memorial. O perfil então passa a ser visível apenas pelos amigos e tem dele retiradas informações particulares como informações de contato e atualizações de status. Tornar uma conta memorial impede que ela apareça na área de sugestões e que qualquer um faça login nela no futuro, mas a mantém lá para que os amigos possam escrever mensagens em seu mural, in memoriam. [WSJ]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodrigo
Digamos que é uma forma bem mais eficiente de homenagear alguém, deixando seu perfil "offline" do que escrevendo meia-dúzia de palávras na lápide.