Arquivo Internet

Globo.com tira Ego Estagiário do ar

Notificação cita concorrência desleal.

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Cerca de 20 mil visitas por dia. Não dá para negar: o site Ego Estagiário foi um sucesso de audiência para o que se propunha a fazer. No entanto, um ano depois de entrar no ar, ele desapareceu aparentemente sem dar explicações para o público que se divertia com paródias de manchetes publicadas num site de celebridades. Pois bem, o Tecnoblog apurou que o sumiço do Ego Estagiário se deve a uma notificação extrajudicial enviada pela Globo.com, portal detentor do Ego original.

Ego Estagiário

Eu conversei com o criador do Ego Estagiário sobre as circunstâncias que vieram a fechar — ao menos temporariamente — o site de humor. Guilherme Sousa, jovem de 21 anos que trabalha com marketing em Florianópolis, explicou que a notificação extrajudicial foi encaminhada pelo portal das Organizações Globo ao UOL, portal parceiro do site Vírgula, dentro do qual o Ego Estagiário existia, em 27 de abril. No mesmo dia a mensagem foi repassada para a equipe e o site saiu do ar na segunda (30/4).

A Globo.com alega que “Ego” é uma marca registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e que, devido a isso, não poderia ser usada por outras empresas. O portal da Globo também explicita, em documento encaminhado à equipe do site, que o Ego Estagiário estaria cometendo crime de concorrência desleal por usar uma marca que, por ser bastante semelhante à original, pode criar “confusão entre produtos ou estabelecimentos”.

Guilherme se mostra surpreso com a chegada da notificação.

— A Globo se manifestou após um ano, mesmo já sabendo da existência dessa paródia. Nunca escondemos isso. Logo, ficamos sem entender o ocorrido e por que somente agora a emissora decidiu nos impedir de continuar com o Ego Estagiário. Nunca utilizamos palavras de baixo calão e nossas manchetes eram as mais inocentes possíveis.

De acordo com o criador do site, não há intenção de brigar na justiça. Guilherme diz que a Globo.com tem razão em criticar alguns aspectos do funcionamento do Ego Estagiário. Já que o nome “Ego” é marca comercial do portal, o dono da paródia estuda a possibilidade de recriar a página com novo nome e novo layout, porém com o mesmo objetivo de antes.

Ego original

Existe toda uma polêmica em torno do que é paródia e do é que propriedade intelectual. Decerto, a Globo não registrou a marca “Ego” por acaso e pretende explora-la comercialmente.

Recentemente uma paródia que explorava erros do jornal Folha de São Paulo chamada Falha de São Paulo saiu do ar também a pedido do corpo jurídico do jornal.

A Central Globo de Comunicação nos informou que a iniciativa “teve por objetivo cessar a utilização comercial , sem autorização, de conteúdo do Ego”.

Atualizado às 19h45.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque