Arquivo Computador

Team Group lança memórias DDR3 de 3.000 MHz

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Enquanto grande parte dos usuários continua usando memórias DDR3 de 1.333 MHz ou 1.600 MHz, os fabricantes tentam extrair o máximo da tecnologia antes da chegada oficial dos módulos DDR4. A Team Group lançou nesta terça-feira (15/5) as primeiras memórias DDR3 que trabalham a uma frequência de 3.000 MHz.

A fabricante, de origem taiwanesa, é relativamente bem conhecida nos Estados Unidos e já quebrou alguns recordes antes – foi a primeira a introduzir no mercado memórias DDR3 de 2.800 MHz. Agora eles resolveram aumentar a frequência para 3,0 GHz, permitindo uma taxa de transferência de quase 24 gigabits por segundo.

Esse monstrinho trabalha a uma frequência de 3000 MHz.

A latência, de 11-13-13-35, não é lá grande coisa, mas a Team Group afirma que este é o módulo de memória mais rápido disponível no mercado e o produto é perfeito para overclockers, que podem tentar aumentar ainda mais o clock e diminuir a latência. Não que isso seja necessário, claro.

A linha Team Xtreem de 3.000 MHz será vendida em kits com dois módulos de 4 GB de RAM e é compatível apenas com placas mãe com o chipset Intel Z77, que rodam os processadores topo de linha da arquitetura Ivy Bridge. O preço não foi informado oficialmente, mas uma versão de 2.600 MHz com a mesma capacidade é vendido na Amazon por salgados US$ 285,99.

Eles não costumam vender produtos no Brasil, então é bastante improvável que os módulos estejam nas prateleiras das lojas nacionais. De qualquer forma, se você está a fim de obter o máximo desempenho do seu computador, talvez valha a pena adquirir essas memórias em lojas internacionais. Se a sua placa mãe suportar uma frequência tão alta, claro.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque